Publicidade:

6 gestos que compensam apesar de serem incómodos

Conheça 6 gestos que compensam levar a cabo, por si e pelos outros; acredite que os resultados são incríveis.

6 gestos que compensam apesar de serem incómodos
Acredite que valem a pena

São gestos que compensam, apesar de exigirem esforço e sacrifício. Acredite, no final de contas, vai ver que os benefícios são bem superiores aos contras. Seja por uma questão de crescimento pessoal ou profissional, poupança ou aposta na saúde e bem-estar, estas 6 atividades vão sempre compensar.

6 gestos que compensam mais do que custam

1. Troque o multibanco pelas moedas e notas

Pode não acreditar, mas esta é um dos gestos que compensam verdadeiramente! Evite ao máximo fazer compras com cartões. Opte por levantar dinheiro no ATM e depois fazer a gestão dos gastos com dinheiro na mão.

Estudos comprovam que vai ser bem mais difícil para si gastar o dinheiro vivo do que passar o cartão. Não imagina os euros que consegue poupar ao fim do ano, pois quando se tratar de itens menos essenciais vai, certamente, pensar duas vezes.

money

2. Diga sempre a verdade

É outros dos gestos que compensam, mesmo que às vezes custe. Está a matutar naquela coisa que já quer dizer há muito a um amigo seu, mas não tem coragem para o fazer? Então, porque não escrever uma carta? Espelhe os seus sentimentos e seja sincero: o que tem a dizer, diga, com atenção à forma como o diz, claro está.

Vai ver que tira um “peso” de cima de si e vai andar mais relaxado e de bem com a vida. Procure sempre a honestidade. Mesmo as “mentiras piedosas” não valem aqui.

falar

3. Deitar cedo e cedo erguer…

Já dizia o ditado e a verdade é que é mesmo assim. Está mais do que provado que a produtividade e o equilíbrio profissional e pessoal é mais facilmente conseguido quando nos levantamos bem cedo. Estabeleça metas: há muito que quer começar a fazer exercício e não encontra tempo? Aproveite o bocadinho de manhã antes de ir trabalhar e dê umas corridas! Claro está que uma vez que se levanta tão cedo, deve também ter o devido descanso e, por isso, deve também deitar-se a horas “decentes”.

cama

4. Anote tudo o que comer

Fazer um registo por escrito de tudo o que vai comendo ao longo do dia é uma das atividades que compensam porque vai permitir duas coisas: a primeira é ter uma maior noção do que comeu e depois ter mais consciência se a sua alimentação é saudável ou não.

Por vezes, achamos que temos bons hábitos alimentares pois nem nos lembramos daquele “bolinho” a meio da manhã ou das bolachinhas snack a meio do dia. Ao escrever o seu dia alimentar consegue perceber as coisas menos boas e rapidamente reajustar.

comer

5. Registe os gastos ao cêntimo

A mesma lógica do registo dos alimentos aplica-se aos gastos. Anote tudo! Mesmo o café que tirou da máquina e que só custa 30 cêntimos. Sabia que se bebe um café por dia, ao final de um mês gastou quase 10€? E ao fim de um ano 108€? E isto quando o tira da máquina e não vai ao café. E quem diz café diz todos os pequeninos gastos que vai fazendo. Seja mais consciente ao registar todos os seus gastos e torne-se mais poupado.

contas

6. Faça por alcançar um objetivo aparentemente impossível

Sonha um dia correr uma maratona, mas mentalizou-se que isso nunca vai acontecer. E porque não? Se estabelecer esse sonho como um objetivo e trabalhar para ele diariamente, vai conseguir, acredite. Comece por correr 10minutos. Mantenha-se assim por um tempo e depois corra mais 5 minutos. Sempre que correr dê um bocadinho mais de si.

Sem se aperceber, vai melhorar a resistência e ganhar gosto pelos objetivos alcançados. Em menos de nada vai mesmo participar numa maratona e sentir-se muitíssimo realizado. Quem diz correr uma maratona diz superar um medo ou estabelecer um desafio pessoal que queira muito cumprir.

felicidade

Veja também: