PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Quer saber se é nomofóbico? Faça o teste!

Atualmente já ninguém vive sem o telemóvel, mas será que sofre de nomofobia? Agora há um teste que lhe permite saber se é, ou não, um nomofóbico. Faça-o já!

Quer saber se é nomofóbico? Faça o teste!
Consegue viver sem telemóvel?

O que é a nomofobia?

A nomofobia é uma fobia moderna, que se refere ao medo causado pela ideia de estar impossibilitado de comunicar através do telemóvel.

Este termo surgiu no decorrer de uma pesquisa realizada, em Inglaterra, pelo Instituto YouGov, para o Departamento de Telefones dos Correios britânicos e a verdade é que, atualmente, muitos são os que sofrem desta fobia, mesmo que não o saibam. Faça o teste e saiba se é nomofóbico!



Teste de nomofobia

Este teste foi desenvolvido por dois professores da Universidade do Iowa, que identificaram 4 dimensões desta fobia e criaram este questionário para a diagnosticar.

O teste é composto por 20 questões, às quais deverá responder numa escala de 1, equivalente a “discordo totalmente” a 7, correspondente a “concordo totalmente”. No final, contabilize todos os valores. Quanto mais se aproximar do valor máximo (1400 valores), maior o seu grau de nomofobia.

Confira as perguntas que fazem parte do teste:
 
  1. Iria sentir-me confortável sem constante acesso a informação através do meu telemóvel/telemóvel/smartphone.
     
  2. Iria ficar aborrecido(a) se não pudesse procurar informações no meu telemóvel/telemóvel/smartphone quando quisesse.
     
  3. Estar impedido(a) de consultar informação, como o tempo, ou notícias, no meu telemóvel/telemóvel/smartphone iria deixar-me nervoso(a).
     
  4. Iria ficar aborrecido(a) caso não pudesse utilizar o meu telemóvel/smartphone e/ou as suas capacidades quando quero.
     
  5. Ficar sem bateria no meu telemóvel/smartphone assusta-me.
     
  6. Se ficasse sem dinheiro ou atingisse o meu limite mensal de tráfego, entraria em pânico.
     
  7. Se não tivesse sinal ou não conseguisse ligar-me à internet, estaria constantemente a verificar o sinal.
     
  8. Se não pudesse usar o meu telemóvel/smartphone, iria ficar com medo de ficar retido(a) em algum lugar.
     
  9. Se não pudesse consultar o meu telemóvel/smartphone durante algum tempo, iria sentir vontade de o fazer.
     
  10. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo sinto-me ansioso(a) porque não posso comunicar constantemente com a minha família e amigos.
     
  11. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo fico preocupado(a) porque a minha família e amigos não podem contactar-me.
     
  12. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo sinto-me nervoso(a) porque não posso receber mensagens de texto nem chamadas.
     
  13. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo sinto-me ansioso(a) porque não estou contactável para a minha família e amigos.
     
  14. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo fico nervoso(a) porque não sei se alguém tentou entrar em contacto comigo.
     
  15. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo sinto-me ansioso(a) porque a minha constante ligação com a minha família e amigos é interrompida.
     
  16. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo sinto-me nervoso(a) porque estou desligado(a) da minha identidade virtual.
     
  17. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo sinto-me desconfortável porque não consigo manter-me atualizado(a) nas redes sociais.
     
  18. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo sinto-me estranho(a) porque não posso consultar as atualizações nas redes socais e sites.
     
  19. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo sinto-me ansioso(a) porque não posso consultar o meu email.
     
  20. Se não tenho o meu telemóvel/smartphone comigo sinto-me estranho(a) porque não sei o que fazer.

Veja também: