5 dicas para um regresso às aulas mais amigo do ambiente

Salvar o planeta passa por pequenos gestos. Fique com estas dicas para um regresso às aulas mais amigo do ambiente.

5 dicas para um regresso às aulas mais amigo do ambiente
Pequenos gestos que pode incutir nos mais novos

O regresso às aulas é sempre um período de muita azáfama. É preciso comprar materiais, livros, roupas… E ao mesmo tempo preparar os seus filhos para um novo ano lectivo, cheio de novas aprendizagens.

Essa aprendizagem pode também passar pela consciência ambiental. Para incutir nos seus filhos a ideia de que o regresso às aulas pode ser mais ecológico há alguns gestos que pode adotar.

Para ajudar os alunos a terem um regresso às aulas mais amigo do ambiente a Sociedade Ponto Verde lançou um conjunto de dicas que podem fazer toda a diferença.

Fique com estes exemplos.

Como ter um regresso às aulas mais amigo do ambiente?

1. Reciclar o material escolar

Antes de mais é preciso olhar para tudo o que tem e perceber o que pode reciclar. Por exemplo, os tubos de cola já gastos do ano passado, as embalagens de cartão ou de plástico das canetas e dos lápis de cor, podem e devem ser reciclados. Isto vai evitar que estes materiais prejudiquem o ambiente e fazer com que seja transformado em novos produtos.

Outra coisa que pode ser reciclada são os cadernos ou as folhas de dossiês usadas durante o ano lectivo que já não servem para o estudo. Deve ir tudo para o ecoponto azul!

material

2. Separar os resíduos

Esta é também uma boa altura para incutir nos mais novos a ideia de que a reciclagem pode e deve estar sempre presente.

Explique ao seu filho que no refeitório ou na sala de aula deve sempre separar os resíduos e colocá-los no ecoponto adequado. Faça dele um líder e ensine-o que deve incentivar os colegas a fazerem o mesmo e a apelarem à professora que desenvolva atividades didácticas nesse sentido.

Se o seu filho leva lanche para a escola, com pacotes de sumo ou de leite, explique que essas embalagens devem ir para o ecoponto amarelo e não azul, porque apesar de serem feitas de cartão também contêm plástico e alumínio.

3. Construir um ecoponto

A separação deve começar em casa. Tem ecopontos? Que tal aproveitar esta oportunidade para construir, com o seu filho, um ecoponto feito a partir de caixas de cartão.

Isto vai fazer de si um exemplo, mostrar que tem preocupação ambiental e a importância da reciclagem. E não se esqueça que isso não passa apenas pelo plástico, metal, vidro e papel/cartão. É preciso também separar outros materiais, como pilhas, óleos alimentares e medicamentos.

reciclar

4. Ensinar

Nós próprios estamos sempre a aprender. E também as crianças, nesta fase, vão assimilar grande parte da informação que vai determinar os seus comportamentos futuros. Por isso, no regresso às aulas ou durante todo o ano lectivo, esta é uma boa fase para desmistificar dados sobre a reciclagem.

Ensinar que os cadernos e folhas que enviar para a reciclagem vão dar origem a novos produtos que vai poder usar na escola. Explicar que, por exemplo, as canetas gastas não devem ir para o ecoponto amarelo porque não são embalagens.

Os que as garrafas plásticas que bebe no intervalo das aulas de educação física podem transformar-se, por exemplo, em malha polar para t-shirts e camisolas.

5. Ser verde todo o ano

É preciso explicar aos mais novos que estão constantemente a gerar resíduos, muitas vezes sem perceberem. E que o facto de fazerem reciclagem vai permitir que esse “lixo” ganhe uma nova vida e dê origem a novos objectos

Neste regresso às aulas mostre que se deve “ser verde” o ano inteiro e dê exemplos concretos que os mais novos percebam.

Por exemplo, que ao reciclar as latas de bebidas, de conservas, tabuleiros de alumínio, aerossóis e todas as embalagens de metal, colocando-as no ecoponto amarelo, poderá estar a dar origem a novas bicicletas.

Veja também: