Catarina Reis
Catarina Reis
02 Set, 2019 - 09:23
Regresso às aulas mais amigo do ambiente: 10 dicas infalíveis

Regresso às aulas mais amigo do ambiente: 10 dicas infalíveis

Catarina Reis

O objetivo de um regresso às aulas mais amigo do ambiente, além de necessário para o bem comum, pode ser muito mais fácil de atingir do que pensa.

O artigo continua após o anúncio

O novo ano letivo está prestes a começar e sabemos que fazer os preparativos para o regresso é uma tarefa que exige dedicação e muitos recursos, como tempo, dinheiro, e sobretudo planeamento e organização. Em pleno séc. XXI, numa altura em que é crucial invertermos a marcha no desgaste do planeta, dificilmente alguém se sente bem em negligenciar o meio ambiente, desperdiçando materiais escolares. Vamos conhecer dicas para um regresso às aulas mais amigo do ambiente.

Este ano opte por um regresso às aulas mais amigo do ambiente

Aqui ficam as nossas sugestões para poupar a sua carteira e o ambiente no início do próximo ano letivo. Aceite o nosso convite para um regresso às aulas mais amigo do ambiente!

regresso às aulas mais amigo do ambiente

1. Reutilizar antes de comprar

É normal que muito do material do ano letivo passado ainda esteja por usar ou em bom estado; assim, é sempre melhor reutilizar o que já tem do que comprar aquilo de que, na verdade, não precisa. No caso de precisar de adquirir novos produtos, escolha objetos e materiais reutilizáveis, como canetas recarregáveis ou lápis mecânicos.

Apontar para materiais ecologicamente sustentáveis como cadernos de folhas recicladas é uma boa ideia. Quando comprar materiais novos, recomendamos não comprar a granel. Esses produtos podem parecer baratos, mas são produzidos em massa, geralmente feitos com produtos químicos e plásticos prejudiciais para o meio ambiente.

2. Mudar a aparência dos materiais escolares

Como os alunos gostam de usar materiais diferentes todos os anos, porque não apenas mudar a aparência dos antigos? Cubra os cadernos usados com imagens e/ou páginas de revistas, costure à mão alguns bordados no estojo de lápis ou coloque remendos numa mochila. Estas são ótimas oportunidades para ensinar os seus filhos a fazer alguns trabalhos manuais e incutir-lhes a importância de reutilizar em vez de deitar fora e comprar novo.

3. Descartar cuidadosamente o material escolar

Muitas vezes não há volta a dar, e não é mesmo possível reutilizar alguns materiais. Mas até no ato de os descartar podemos ser amigos do ambiente. Em vez de atirar para o lixo, consulte soluções de reciclagem e reaproveitamento. Por exemplo, investigue se na sua cidade há algum artesão ou artista plástico que faça trabalhos em papel reciclado e doe os seus livros e cadernos antigos.

4. Faça reciclagem na sua própria casa

Para um regresso às aulas mais amigo do ambiente, separe os resíduos, organize os materiais escolares de anos passados e decida com os seus filhos se vale a pena mantê-los ou se são para reaproveitar, doar ou deitar fora. Faça-os ver que acumular materiais escolares sem utilidade é contraproducente, porque ocupa espaço em casa e faz com que as tarefas de limpeza e organização demorem mais tempo. Isto fará com que pensem duas vezes antes de comprar novas coisas que podem ter um prazo de utilização reduzido.

5. Não coloque canetas gastas no ecoponto amarelo

As canetas, embora sejam de plástico, não são consideradas embalagens.

O artigo continua após o anúncio

6. Compre em segunda mão e venda aquilo de que não precisa

A compra de materiais, roupas e equipamentos em segunda mão não permite apenas economizar dinheiro, como também evita o acumular de lixo e a constante produção e compra de novos objetos. Sempre que possível, procure livros, equipamentos desportivos, instrumentos musicais e máquinas calculadoras em segunda mão.

regresso às aulas mais amigo do ambiente

7. Recorra a bibliotecas

Para certo tipo de estudos e consultas, uma requisição de livros na biblioteca poderá ser boa opção. Deste modo, evita comprar livros novos que brevemente deixarão de ter uso. Pode recorrer a bibliotecas virtuais e optar por áudio-livros.

8. Prescinda do carro, ou de outros veículos poluentes

Um dos maiores contrasensos dos século XXI é o pagamento de mensalidades avultadas no ginásio enquanto usamos o carro para tudo, mesmo para as pequenas deslocações, evitando os momentos do dia a dia em que poderíamos, de forma natural, fazer exercício físico. Equacione deslocar-se a pé ou de bicicleta para a escola com o seu filho. Caso não seja possível, opte pelos transportes públicos.

9. Reforce a economia local

No refeitório, opte por comer comida produzida localmente, reduza o consumo de carne, e escolha alimentos de boa qualidade. Se não tiver possibilidades de escolha, porque não falar com os encarregados da cantina e fazer este tipo de pedidos para uma comida mais sustentável?

10. Passe tempo no exterior com os seus filhos

Outra forma de reduzir a pegada de carbono é passar menos tempo em espaços interiores da escola a ver televisão ou a usar dispositivos eletrónicos. Esta época do ano é ótima para praticar desporto; recomende aos seus filhos a prática de atividades no exterior e se possível, acompanhe-os.

Veja também