Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Catarina Reis
Catarina Reis
27 Jul, 2020 - 11:02

Regresso às aulas: guia para pais e encarregados de educação

Catarina Reis

Regresso às aulas: guia para pais. Prepare o próximo ano letivo de 2020-2021, que se avizinha peculiar, devido à situação que vivemos de pandemia.

Regresso às aulas: guia para pais - mãe e filho de máscara a fazer trabalhos no computador

Regresso às aulas: guia para pais e encarregados de educação: este é o guia que tem tudo o que precisa de saber sobre como retomar as rotinas da melhor forma. Os pais, que naturalmente estão um pouco ansiosos com o início de um ano lectivo cheio de novidades devido ao contexto que o mundo vive, são mais do que nunca peças fundamentais no reajuste das rotinas dos filhos e na volta ao ritmo escolar.

Tendo em conta as muitas alterações que se avizinham no ensino, preparamos um guia para pais e encarregados de educação se poderem orientar. Consulte este guia e siga-o passo a passo para que o ano letivo se inicie com o mínimo de sobressaltos.

PREPARE O REGRESSO ÀS AULAS: GUIA PARA PAIS COM 10 DICAS A NÃO PERDER

Voltar à rotina da escola após o ano letivo que passou, que se revelou tão atípico devido ao surto da pandemia da COVID-19 que assolou o mundo e Portugal a partir de meados de Fevereiro, será, certamente um assunto que causa alguma preocupação.

Recorde-se que no final do 2º período, as escolas fecharam portas e as aulas passaram a ser online para a maioria dos alunos, do ensino básico ao universitário.

Sendo assim, o sistema de ensino no próximo ano letivo reabrirá apenas com uma certeza: nada será como dantes. No entanto, independentemente da idade dos filhos, é sempre possível para os pais suavizarem esse momento de transição, que vai implicar mais do que nunca um reajustamento de certos hábitos e rotinas.

Ora, o calendário escolar do próximo ano letivo já foi divulgado e contempla vários cenários, que serão postos em prática consoante a evolução da situação pandémica. Assim, e para o ajudar a lidar com esta situação, deixamos-lhe algumas sugestões para regressar ao ritmo de forma gradual e sem sofrimento.

aluno do sistema de ensino português a ir para as aulas com máscara
1

Consciencializar para o uso de máscaras e outros equipamentos de proteção individual

Como seria de esperar, o uso deste equipamentos de proteção será obrigatório em todas as escolas a partir de setembro.

Quanto ao uso de máscaras, prevê-se que o uso obrigatório se verifique a partir dos alunos do 2º ciclo. Os pais podem ir já preparando os seus filhos para adquirirem o hábito diário de lavagem das mãos com água e sabão e a secagem com toalhetes de papel.

2

Consciencializar para que os alunos cumpram afastamento a um metro de distância de todos

Outra medida expectável é a imposição de afastamento social entre todos nas escolas. Assim, ditou-se que ninguém se deve aproximar mais de um metro.

Isto avizinha-se algo difícil para muitos alunos de tenra idade cumprirem, mas cabe aos pais antes de tudo consciencializarem os seus filhos nesse sentido.

3

Criar boas condições para que o seu filho aprenda com sucesso a partir de casa

Dependendo de como evolui a pandemia no nosso país nos próximos meses, é provável que uma parte do ensino seja realizada ainda à distância, ou seja, conteúdos educacionais levados até casa dos alunos.

Nesta situação os pais poderão criar nas suas casas as condições mais favoráveis para que os seus filhos possam aprender de forma eficaz a partir de casa, como criar uma divisão na casa especialmente para o efeito.

4

Compensar a ausência de intervalos e tempo livre nas escolas com atividades lúdicas ao ar livre

Uma medida que se avizinha algo difícil para os alunos: os intervalos deixarão de ser no recreio, ou no exterior da escola. Como tal, é normal que isso cause alguma frustração nos alunos. Leve os seus filhos mais vezes a passear, dentro do possível.

5

Acompanhe o seu filho avaliando a forma como lida com todas as alterações

É importante que os pais dediquem algum do seu tempo e vigiar a forma como os seus filhos reagem a todas estas mudanças que, quer se queira quer não, impõem restrições a nível da sua liberdade.

6

Ajude o seu filho a retomar a rotina de sono ajustada ao tempo de aulas que se avizinha

No verão é normal facilitar e deixar os filhos deitarem-se mais tarde. Mas as primeiras semanas de aulas podem tornar-se realmente difíceis para eles se a sua rotina de sono não estiver já ajustada ao horário escolar.

O ideal é, aos poucos, ir introduzindo a hora de ir deitar, cada vez mais cedo, até chegar a uma rotina estável, em que o seu filho durma no mínimo 8 horas. Quando ele começar a acordar cedo ainda nos dias de férias, recompense o seu esforço levando-o a passear, ao parque ou à praia.

7

Antes do início da escola passe tempo de qualidade com os seus filhos e fale sobre o próximo ano

A prioridade nesta fase é ouvir o que eles têm a dizer, para tentar perceber as suas preocupações.

Atenção: há que agir conforme as idades! Uma criança no ensino básico poderá precisar de sentir que algumas expectativas são depositadas no seu esforço, mais do que no sucesso escolar. Se tem filhos adolescentes, deixe-os ser ativos na definição de metas e objetivos.

8

Estabeleça limites para reduzir os hábitos menos saudáveis adquiridos no Verão

Aqui poderá incluir-se jogar jogos de computador, passar muito tempo ao telemóvel nas redes sociais, levar o telemóvel para a cama na hora de dormir, entre outros.

9

Conheça os professores e o método de comunicação entre a escola e os encarregados de educação

Isto poderá poupar-lhe alguns mal entendidos. Por exemplo, há entidades que não usam o email para responder a mensagens; há escolas em que a porta do diretor está sempre aberta e o atendimento de pais é feito em horário livre, noutras escolas não é de todo assim.

Conheça as regras e colabore.

10

Leve o seu filho a fazer um check up no médico

Este é um dos pontos mais importantes do nosso “Regresso às aulas: guia para pais e encarregados de educação”. Confirme que está tudo bem com a saúde do seu filho antes da escola começar.

Muitas escolas exigem imunizações atualizadas, e poderá ser solicitado a fornecer documentos que mostrem que seu filho tem todas as vacinas em dia.

Além do mais, fatores como a acuidade visual e auditiva têm impacto direto na aprendizagem. Não se descuide!

Não se esqueça de cuidar de si

Sabemos que regresso dos filhos às aulas representa, também, uma sobrecarga em termos de rotinas e gestão do tempo. Por isso, reserve alguma atenção para si mesmo: descanse, marque períodos de tempo para estar sozinho ou com outros adultos e esquecer o mundo das crianças, e organize com antecedência as tarefas das primeiras semanas de aulas e trabalho (por exemplo, as refeições).

Verá que também sente com mais suavidade o regresso à vida ativa.

Veja também

Aviso Legal

O Ekonomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O Ekonomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].