Plano de Saúde Medicare

Gratuito durante 6 meses!

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt

Saber mais

Todos os sintomas do síndrome de burnout

O síndrome de burnout é um estado de exaustão físico e/ou psicológico causado pelo trabalho. Conheça os sintomas.

Todos os sintomas do síndrome de burnout
O seu trabalho pode bem ser o culpado!

Sente-se sempre em total exaustão física e mental? E associado a isto encontra-se numa situação de grande stress no seu local de trabalho? Pois bem, pode ser uma das pessoas que sofre deste mal e por isso deve conhecer os sintomas do síndrome de burnout.

Este síndrome está na maior parte das vezes associado a um clima de grande tensão e stress no local de trabalho ou a um descontentamento com a posição ou lugar que se ocupa. Também a grande carga de trabalho que uma profissional enfrenta hoje em dia e o clima de constante competitividade pode ser um fator de desenvolvimento do burnout.

Por exemplo, alguém que trabalhe por conta de outrem mas cujo sonho é trabalhar de forma independente pode por si só ter já motivos para vir a desenvolver este síndrome. Um recente estudo indica também que 60% dos professores universitários portugueses sofrem do síndrome de burnout, parecendo existir uma prevalência do problema em profissionais no setor da educação.


Tudo sobre os sintomas de síndrome de burnout


Sintomas de síndrome de burnout

Os sintomas do síndrome de burnout podem manifestar-se com a nível físico ou a nível comportamental (psicológico). Os principais são os seguintes:

Físicos:
  • Cansaço constante e em grande escala;
  • Dores de cabeça permanentes;
  • Tonturas;
  • Dificuldades em adormecer e dormir;
  • Problemas digestivos;
  • Dificuldade a respirar;
  • Dores musculares;
  • Disfunções sexuais;
  • Alterações do ciclo menstrual para as mulheres.


Comportamentais/ Psíquicos:

  • Falta de atenção / concentração;
  • Raciocínio mais lento;
  • Irritabilidade constante;
  • Sentimento de solidão;
  • Auto estima reduzida;
  • Alguma agressividade;
  • Perda de motivação;
  • Isolamento.

Uma nota para o facto de nem todas as pessoas identificarem todos os sintomas do síndrome de burnout para que estejam efetivamente a desenvolver o problema. Elas podem, inclusivamente, desenvolver diferentes sintomas!

Esteja atento a possíveis sinais e, na dúvida, consulte o seu médico para um diagnóstico mais preciso. É muito importante iniciar um tratamento para o síndrome de burnout o mais cedo possível, de forma a evitar que o mesmo se desenvolva em proporções maiores e possa trazer outros problemas.

 

Dicas para evitar o síndrome de burnout

Sente-se sempre descontente com o seu trabalho? Tem um chefe que não suporta e que lhe faz pressão constante? Tente ver as coisas da melhor perspetiva! Porque não faz uma pesquisa sobre oportunidades de mobilidade interna? Ou até dá uma vista de olhos no mercado de trabalho?

Se está satisfeito com o que faz, mas é o ambiente que mina a sua disposição mental? Procure formas de se auto-motivar! Proponha novos projetos, aproveite a hora de almoço para relaxar e dar um passeio fora da empresa, junte-se aos colegas de trabalho com que mais se identifica... Procure sempre os pontos mais positivos!


Veja também: