Publicidade:

The outsider é o filme da semana

Mergulhe no verdadeiro universo nipónico com este filme do Netflix e surpreenda-se com o talento de quem dá vida às personagens principais.

The outsider é o filme da semana
Um filme com polpa de tomate

Quando o assunto é cinema, talvez haja um problema comum a grande parte dos espectadores: vamos sempre ver um filme realizado e protagonizado por ocidentais sobre a cultura japonesa “com um pé atrás”. Certo? Há, muitas vezes, uma dificuldade do ocidente em perceber as tradições e os ritualismos da terra do sol nascente. Felizmente, não é o caso dos responsáveis pelo nosso filme da semana: ‘The Outsider’.

Num Japão do pós segunda grande guerra, um militar americano deixa o seu passado para trás para se tornar um gangster da Yakuza. Um gaijin. Este é The Outsider.

Crítica de cinema: The outsider


Mais um filme da Netflix, desta vez realizado por Martin Zandvliet. Este é o primeiro ponto de paragem – e, nele, uma coisa é certa: devemos todos estar atentos à carreira de Martin. Quem o vê atuar em ‘The Outsider’, tem de admitir: é de se lhe tirar o chapéu.

Nem todos podemos gostar deste género de filmes, com o ritmo nipónico impregnado e quase totalmente falado em japonês, mas os fãs da cultura japonesa vão saber apreciar todos os pormenores. Obrigado, Marvin.

Protagonizado por Jared Leto, o vocalista dos 30 Seconds to Mars e já vencedor de um Oscar de melhor ator secundário pela sua prestação em Dallas Buyers Club. Jared é, de facto, um excelente ator. A culpa daquele Joker falhado no ‘Suicide Squad’ não é dele. Talvez Jared tivesse sido um excelente Joker se tivesse sido dirigido por um excelente realizador.

Jared não fala muito neste filme – até porque a sua personagem é um militar americano que esteve a combater os japoneses na 2ª Guerra Mundial, que está preso e pouco percebe de japonês. É a partir do momento em que decide ajudar um Yakuza, que a sua vida muda. O protagonista de ‘The Outsider’, Nick, vai entrando na vida de uma família da máfia japonesa e percebendo o mundo dos Yakuza. Orgulho, honra e lealdade são 3 dos valores postos à prova em quase todas as cenas do filme.

No Japão sê japonês

Para os fãs ou curiosos da cultura japonesa, este filme é um tesouro. Os rituais estão presentes, as cenas em bordeis típicos são uma constante e as batalhas entre diferentes familias Yakuza não foram feitas no modo americano, com lutas pomposas e com pouco sangue. E é, precisamente, aqui que entra o alerta: atenção aos mais sensíveis, pois este é um filme com muita polpa de tomate.

Antes deste filme, é possível que muitos de nós duvide da capacidade desta película em oferecr o verdadeiro universo japonês, tendo sido feita por ocidentais, como sabemos. Mas, desengane-se: ‘The Outsider’ parece um filme japonês e nada “hollywoodesco”.

Em resumo, o nosso veredito é que esta é uma excelente surpresa. Agende já a sessão de pipocas e viva duas horas bem passadas.

Veja também: