Vacinas dos gatos: quando e porquê

Desengane-se se acredita que a aplicação de plano de vacinas dos gatos é obrigatório. Saiba quando é que deve vacinar o seu animal de estimação.

Vacinas dos gatos: quando e porquê
Saiba quando deve vacinar o seu gato

Seguir à risca o plano de vacinas dos gatos é essencial para que o seu animal de estimação tenho uma vida longa e saudável. Ainda assim, a administração das vacinas nem sempre é necessária.
 

Vacinas dos gatos: quando

Em Portugal, ao contrário do que acontece com os cães, não existem vacinas obrigatórias para os felídeos. Mas se pretende viajar para fora do país com o seu animal de estimação deverá provar que o seu gato tomou a vacina antirrábica. Nesses casos só o registo de vacinação assinado pelo médico veterinário serve como prova da proteção do gato contra essa e todas as outras doenças. Além do comprovativo desta vacina é necessário fazer-se acompanhar do passaporte e da respetiva identificação eletrónica do animal.

Antes de mais, convém lembrar que a vacina contém uma quantidade de organismos que podem estar mortos ou vivos que despoletam um conjunto de reações por parte do organismo de modo a proteger o animal das infeções que podem surgir. Este processo de imunização é essencial para que o sistema imunitário do animal consiga responder a todas as infeções que possam surgir ao longo do tempo de vida. 

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária é a responsável por todos os testes feitos antes da introdução das vacinas no mercado. Apesar de todo o processo cumprir com diversas normas e legislações a nível europeu e até mundial, o seu animal pode sofrer de alguns efeitos secundários após a administração da vacina. Ainda assim, as reacções não são graves e acabam por desaparecer com o tempo (algumas horas, na maioria dos casos).
 

gato

Qual o plano de vacinas dos gatos que deve ser administrado?

Em Portugal, só um médico veterinário com formação adequada e reconhecida pode administrar vacinas aos animais. É este profissional que deve elaborar o plano de vacinação adequado ao seu gato - este é um trabalho exaustivo que é feito tendo por base a raça, idade, estado de saúde e estilo de vida do animal. Assim sendo, só uma análise cuidada é que determinará a necessidade da aplicação de um plano de vacinação.

Caso seja necessário, a primeira vacina do gato é feita entre as seis e as nove semanas de idade. É com esta vacina que o gato fica protegido contra diversas doenças, como é o caso da raiva, da coriza (inflamação da mucosa nasal), da panleucopénia felina (vírus que pode provocar diarreia, febre e perda de apetite) e da leucose felina (vírus que compromete o sistema imunitário do gato). Habitualmente esta é uma vacina única denominada de FVRCP.

O reforço desta vacinação é feito anualmente e o preço das vacinas dos gatos varia sempre consoante a doença. 

Veja também: