Assunção Duarte
Assunção Duarte
11 Mai, 2020 - 12:37

Veterinário durante a pandemia: conheça as medidas de segurança

Assunção Duarte

A saúde do seu animal de estimação não pode esperar pelo fim da pandemia. Mas ir ao veterinário durante a pandemia também não pode ameaçar a sua segurança.

Mulher leva cão ao veterinário durante a pandemia

Ir ao veterinário durante a pandemia é agora diferente do que era antes do surto da COVID-19. Embora as clínicas veterinárias fizessem parte dos serviços essenciais que se mantiveram abertos durante o confinamento, muitas ficaram apenas a prestar serviços de emergência e telemedicina, desaconselhando aos tutores a ida ao veterinário sem contacto prévio por telefone.

Embora cada clínica possa ter adoptado os seus próprios procedimentos, a Ordem dos Médicos Veterinários (OMV) forneceu desde o início da pandemia, orientações para que os seus membros adotassem  planos de contingência capazes de ir ao encontro das diretivas da Organização Mundial de Saúde. O objectivo foi sempre minimizar o risco de exposição dos técnicos de saúde veterinária e dos tutores ao novo coronavírus, garantindo a manutenção dos cuidados médicos aos nossos animais de estimação. 

Apesar disso, alguns tutores, por medo ou desconhecimento, deixaram para trás vacinas, esterilizações ou acompanhamento de doenças crónicas, pondo em causa a saúde de muitos animais. Isto é especialmente grave quando falamos de animais mais idosos, com uma saúde frágil e que ficaram mais vulneráveis às próprias patologias e mesmo aos vírus e parasitas mais comuns. Não deixe de consultar um veterinário neste tempo de pandemia e saiba como o pode fazer em segurança.

Veterinário durante a pandemia: como deve proceder?

Cão no veterinário durante a pandemia

Telefone primeiro antes de ir

Antes de se dirigir ao veterinário, e importante que ligue para a clínica onde pretende levar o animal. Mesmo em situações de emergência, não deve aparecer no veterinário sem avisar. Desta forma pode ser orientado de como o vai fazer em condições de segurança. 

Algumas situações poderão ser resolvidas com acompanhamento à distância e, para as outras que exijam a presença do animal na clínica, ser-lhe-ão dadas indicações que terá de respeitar. A telemedicina pode até ser utilizada como método de triagem.

Telemedicina, visitas a casa, entrega de medicação a domicílio

Os serviços oferecidos por cada clínica variam de acordo com os seus recursos e plano de contingência implementado. É importante contactar o seu veterinário para saber que serviços tem à sua disposição e saber o que fazer nas diferentes circunstâncias. Se não obtiver resposta às suas necessidades específicas, peça que o direcionem para outro veterinário que o possa ajudar ou informe-se online sobre alternativas para prestação de serviços veterinários perto de si.. 

Animais de estimação sozinhos após a quarentena
Não perca E agora? Como será com os animais de estimação sozinhos de novo?

veterinário durante a pandemia: procedimentos

Apesar de poderem variar de clínica para clínica, deixamos-lhe aqui alguns dos procedimentos recomentadas pela OMV:

Mínimo de acompanhantes

Deve acompanhar o animal ao interior das instalações o mínimo de pessoas estritamente necessárias para o seu transporte e contenção. Se possível apenas um tutor. Algumas clínicas podem optar por ser um dos elementos da equipa, devidamente protegido, a vir ao carro ou ao exterior recolher o animal. Deve acatar essa decisão.

Com sintomas de COVID-19 não acompanha

Não deve acompanhar o animal, um tutor que apresente sintomas da doença COVID-19 ou que esteja em quarentena. Essa situação deve ser reportada na primeira chamada de modo a que os serviços veterinários contactados definiam como abordar o problema (recolha a domicilio, acompanhamento via telemedicina, etc.).

Uso obrigatório de máscara

O acompanhante do animal deve usar sempre uma máscara e deve utilizar desinfectante das mãos à entrada e saída da clínica.

Manter distância de segurança

Poderá ser-lhe solicitado que aguarde no exterior enquanto o animal é consultado. Se tiver orientações para ficar na sala de espera, cumpra a distância de segurança dos outros tutores e da equipa que está ao serviço.

Cumprir o que lhe for pedido

Se o seu animal tiver de ficar hospitalizado, respeite as limitações que lhe serão impostas para as visitas.

Mantenha o seu animal saudável

Mantenha o plano de vacinação, esterilização e de acompanhamento de doenças crónicas do seu animal de estimação. 

A OMV publicou uma infografia para que possa visualizar os procedimentos de segurança que se aplicam aos tutores. Consulte aqui.

Veja também

Para descomplicar a informação

As informações sobre os temas que envolvem o impacto social do novo Coronavírus são dinâmicas e constantemente atualizadas. Por isso, os conteúdos publicados nesta secção não devem substituir a consulta com profissionais e especialistas, tanto da saúde como do direito e temas afins.