AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

CEO podem ganhar 53 vezes mais do que os restantes trabalhadores

Um estudo avaliou a percepção das pessoas face à diferença de ordenados entre os CEO e os restantes trabalhadores. Os resultados são surpreendentes.

CEO podem ganhar 53 vezes mais do que os restantes trabalhadores
Estudo revela que na realidade a diferença entre salários ainda é maior do que se julga

Sorapop Kiatpongsan e Michael I. Norton, dois economistas, fizeram-se à estrada e realizaram um estudo em 40 países que mostra os CEO das empresas têm uma diferença salarial muito elevada face aos restantes trabalhadores. Este estudo, agora publicado pela Harvard Business School, “analisa como é que a percepção das pessoas em relação à desigualdade de salários praticada nas grandes empresas compara com a realidade”.

Sabe-se que, com a crise, a desigualdade na distribuição dos rendimentos tem sido um tema muito contestado e a verdade é que, segundo este estudo, a percepção que as pessoas têm é que a desigualdade entre os líderes das empresas e os trabalhadores é grande, mas a realidade prova que afinal essa desigualdade é ainda maior do que se julga.

O inquérito feito em 40 países era composto por duas perguntas: “qual é que acha que é a diferença entre os salários dos presidentes executivos (CEO) das empresas e os dos trabalhadores não qualificados? E qual deveria ser, na sua opinião, essa diferença?”

Depois de concluírem que, de facto, a percepção de grande parte das pessoas era a de que os salários dos CEO eram muito superiores aos dos trabalhadores, os economistas ainda confirmaram que a realidade é ainda mais surpreendente. “Analisamos depois 16 países ao pormenor e percebemos que a desigualdade salarial praticada é muito superior à que é percepcionada pelas pessoas e, é claro, fica ainda mais distante do cenário considerado como ideal”.

O caso português não é diferente. A verdade é que os portugueses também “defendem que a diferença de salários entre CEO e trabalhadores não qualificados deveria significar que os primeiros ganhariam cinco vezes mais do que os segundos, mas a realidade a que se assiste nas grandes empresas é a de que, em média, os CEO ganham 53 vezes mais”.


Veja também: