A EasyJet está a recrutar 1.200 tripulantes de cabine

Naquele que é o maior processo de recrutamento da companhia aérea, a EasyJet anunciou a contratação de 1.200 tripulantes.

A EasyJet está a recrutar 1.200 tripulantes de cabine
Vagas são nas 28 bases europeias

Depois de ter anunciado, no início deste ano, a abertura de vagas para 450 pilotos e de ter oferecido oportunidade de carreira aos seus copilotos, que se puderam candidatar a posições de comandante, a EasyJet anunciou que vai recrutar 1.200 tripulantes de cabine.

Haverá oportunidades em quase todas as 28 bases europeias. Trata-se do maior processo de recrutamento da história da companhia aérea.

A empresa promete que estes assistentes de bordo terão acesso a inúmeros benefícios, formação de alta qualidade e oportunidades de desenvolvimento de carreira.

As candidaturas têm que ser realizadas no site da companhia aérea e os candidatos terão que completar um conjunto de desafios de pré-curso online e participar em três semanas de demonstrações práticas em áreas como procedimentos de segurança, segurança na aviação e primeiros socorros.

Para trabalhar na EasyJet é preciso cumprir alguns pré-requisitos. Ter mais de 18 anos, altura entre 1,60 e 1,90 metros (e peso proporcional), conseguir nadar pelo menos 25 metros sem assistência, ser fluente em inglês e na língua do país no qual se propõe trabalhar, estar habilitado a trabalhar no espaço europeu, viver a menos de 90 minutos da base onde quer trabalhar, ser um bom comunicador e não ter tatuagens e piercings em sítios que não possam ser cobertos, entre outros.

A EasyJet conta com mais de 6.900 tripulantes de cabine. Tem cerca de 270 aviões e opera em mais de 880 rotas e para 31 países.

Inscreva-se para ser tripulante desta companhia aérea ou conheça as outras vagas disponíveis aqui.

Veja também: