Problemas técnicos atrasam reembolso do IRS

Falha informática impediu devolução do IRS por intermédio de transferência bancária.

Problemas técnicos atrasam reembolso do IRS
A situação já está normalizada.

O reembolso do IRS (Imposto de Rendimento de Pessoas Singulares) sofreu um atraso. Um problema técnico que ocorreu a 30 de junho, mas que já foi entretanto corrigido, estando a situação já completamente normalizada. A garantia foi dada pelo próprio Ministério das Finanças.

Para nos ajudar a perceber melhor o que aconteceu, fonte oficial do Ministério das Finanças esclareceu o povo português dizendo que “Todos os dias a Autoridade Tributária efetua milhares de transferências bancárias para pagamento de reembolsos, através do envio diário de uma ordem de transferência global para o IGCP. No passado dia 30 de junho, houve um problema informático no envio dessa ordem”, que “O problema em causa foi prontamente resolvido, não tendo voltado a verificar-se” e ainda que “As ordens de transferência relativas ao dia 30 de junho foram novamente processadas integralmente, como poderá ser constatado pelos contribuintes afetados através da consulta no Portal das Finanças”. 

Declarações que deixaram os contribuintes que sofreram com este atraso involuntário bastante aliviados. Segundo as perspetivas do Ministério das Finanças, todos os contribuintes terão a garantia que todos os seus direitos em reaver o IRS serão respeitados.

De realçar ainda que a possibilidade do reembolso por via de um cheque foi avaliada, mas posteriormente cancelada. Um sintoma de normalização de todo o sistema informático que tem como grande vantagem facilitar e muito a vida de todos os cidadãos envolvidos neste processo.


Veja também: