PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

12 antidepressivos naturais

Tudo o que diz respeito a antidepressivos naturais que salvaguardam o seu bem-estar. Confira.

12 antidepressivos naturais
A natureza ajuda

Sintomas como tristeza, apatia ou ansiedade traduzem muitas vezes estados depressivos que são impeditivos para um quotidiano com serenidade. Na natureza existem benefícios que podem ser explorados e que resultam como antidepressivos naturais. Fique a par destas soluções e melhore a sua vida de forma natural. 



8 antidepressivos naturais que melhoram a sua auto-estima

Uma lista de soluções naturais que resultam numa combinação de emoções saudáveis para o seu bem-estar.



1. Mel 

mel
 
Este famoso alimento produzido pelas abelhas funciona como um dos muitos antidepressivos naturais. Com características muito próprias, entre as quais o seu sabor doce, o mel contribui para o bem-estar de quem usufrui das suas vantagens.



2. Banana

banan

A banana é um fruto que é composta por fibras e vitaminas. Se tem o hábito de comer este alimento frequentemente, fique a saber que contêm substâncias que contribuem para afastar sintomas depressivos.



3. Abóbora

abobora
 
Considerado como um dos mais fortes antidepressivos naturais, a abóbora tem na sua composição L–triptofano que funciona como um antidepressivo.



4. Laranja

laranj
 
Ferro, fósforo, fibras, vitamina C são riquezas nutritivas que compõem a laranja. Aconselhado por nutricionistas, deve-se comer uma laranja por dia, visto que para além destas particularidades, também servem para aliviar o stress.



5. Plantas Medicinais

plantas
 
O chá é a segunda bebida, a seguir à água, mais consumida no mundo. Devido às características adjacentes das folhas de determinadas plantas, as pessoas acabam por beneficiar de terapias naturais em prol da sua saúde. Chás de camomila, cidreira ou aveia aliviam as tensões e são óptimos antidepressivos naturais. 



6. Acupuntura

acupuntura
 
Existente há mais de 1000 anos, a acupuntura provoca o aumento da produção de endorfina e serotonina que são hormonas responsáveis por reequilibrar as emoções. 



7. Meditação

meditação
 
Segundo Willem Kuyken, professor universitário, a meditação propõe aos pacientes concentrarem-se na sua existência presente, em vez de se focarem no passado e no futuro. Desta forma podemos concluir que o acto de meditar é favorável a esquecer os problemas que o afectam e que culmina como um dos mais eficazes antidepressivos naturais. 



8. Praticar exercício físico 

exercício
 
Não é de todo uma novidade que praticar atividades físicas é importante para a sua saúde. Está provado cientificamente que ao submeter o seu corpo à prática de simples exercícios físicos ameniza e ajuda a recuperar de sintomas depressivos.

Veja também: