Publicidade:

Bola extintora apaga pequenos incêndios em segundos

Graças ao pó extintor de incêndios que está no interior da bola extintora, esta previne pequenos fogos urbanos e impede que se tornem trágicos.

Bola extintora apaga pequenos incêndios em segundos
Quando em contacto com o fogo, a bola explode

A bola extintora está patenteada e foi objeto de mais de 50 mil testes de qualidade. Este produto de segurança contra incêndio pode ser utilizado em casas, veículos, garagens ou empresas tecnológicas, de logística ou transportes.

Trata-se de uma tecnologia tailandesa que está disponível em 21 países. Quanto a Portugal, a patente da bola extintora é detida pela empresa Record Reference, certificada pela Associação Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Com cerca de um quilo e 152 milímetros de diâmetro, a Elide Fire Extinguishing Ball é muito fácil de manusear e não exige necessidades especiais como, por exemplo, formação ou treino em extinção de fogos. Ou seja, qualquer pessoa pode usá-la (inclusive pessoas com mobilidade reduzida).

Como funciona a bola extintora de incêndios?


A bola extintora é ativada quando entra em contacto com o fogo e demora entre três a dez segundos para explodir e extinguir o fogo. Na explosão emite sempre um sinal sonoro entre 120 a 140 decibéis (apesar de estar acima dos 85 decibéis, o que poderia ser prejudicial para os ouvidos, o som não é prolongado, pelo que não constitui uma ameaça ao ser humano).

O agente ativo é um pó químico composto por monofosfato de amónio, que apaga fogos numa área de oito a dez metros quadrados e de volume entre 30 a 35 metros cúbicos, sem danificar os materiais e sem prejudicar o meio ambiente.

Há duas formas de usar a bola extintora

  • Uso ativo: quando um incêndio começa, a bola extintora é atirada para o local com chamas, extinguindo o fogo;
  • Uso passivo: nesta situação, a bola extintora funciona como um método de prevenção de incêndios. Isto é, deve ser colocada em áreas de alto risco de incêndio. É preferível que esteja num apoio, fornecido pela empresa que comercializa a bola extintora de incêndios, na parede ou em lugares mais vulneráveis (tomadas elétricas, interruptores, quadros elétricos, lareiras, etc.).

 

Em que tipo de situação pode ser usada?


A bola extintora pode ser usada na extinção de fogos de materiais sólidos e líquidos inflamáveis, em incêndios com gases combustíveis e em equipamentos elétricos até 5000 volts.

Tipos de incêndio em que a bola extintora pode ser usada

  • Classe A: materiais combustíveis como madeira, papel, tecidos e detritos;
  • Classe B: líquidos inflamáveis*;
  • Classe C: gases inflamáveis*.

*Para as classes B e C e incêndios elétricos, a bola extintora serve apenas para monitorizar os fogos.

A bola extintora não substitui os extintores

É importante referir que a bola extintora não é um substituto ou concorrente dos extintores, mas sim um complemento deste em espaços fechados.

Onde deve ser colocada?


bola extintoraÁreas de risco de incêndio, tais como: em cima de interruptores, cozinhas ou em cima de tomadas sobrecarregadas. Em empresas, pode ser colocada próximo dos servidores para evitar que se danifiquem em caso de incêndio; nos carros, junto ao motor ou na bagageira.

Na verdade, são vários os setores de atividade que podem beneficiar do uso da bola extintora.

Como nasceu o produto?


A origem da bola extintora remete para a história de um cientista tailandês (Phanawatnan Kaimart), em 1997, após ter sobrevivido a um grande incêndio num hotel, no qual morreram quase cem pessoas. Ao perceber-se que o extintor é um material pesado, difícil de manusear – sobretudo com pessoas de mobilidade reduzida -, e com um tempo de resposta, por vezes, ineficaz, decidiu estudar e criar uma nova ferramenta, mais eficiente e segura, que colmatasse estes dois pontos fracos do extintor em situações de fogos pequenos e localizados.

Vantagens da bola extintora


  • Fácil de usar;
  • Compacta e leve;
  • Ativa-se sozinha, mesmo que não haja intervenção humana;
  • Alarme sonoro serve também de alarme de incêndio;
  • Traz maior segurança para utilizadores (não têm de se aproximar das – chamas ou de gases que podem ser perigosos);
  • A bola não é ativada na ausência de fogo (alarmes falsos);
  • Tem uma vida útil de cinco anos e não requer inspeção ou manutenção;
  • Não polui o ambiente;
  • A força gerada pela ativação da bola extintora não é perigosa para o Homem;
  • Pode ser instalada numa parede ou numa superfície plana.

Venda da bola extintora

O preço de venda da bola extintora ao público é, neste momento, de 120 euros já com o IVA incluído, e pode ser adquirida online.

Veja também: