Calcular a taxa de esforço

Como calcular a taxa de esforço: Qual o peso de um crédito no seu orçamento mensal? Já pensou até quanto deve despender mensalmente para pagar a prestação de um crédito na situação em que vive? 

 

Calcular a taxa de esforço
A taxa de esforço mensal define o peso de um crédito no seu orçamento.
  • A Taxa de Esforço nunca deve ser superior a 45% a 50% do rendimento mensal.

Se calcular a sua taxa de esforço saberá qual a percentagem do seu rendimento mensal que é utilizada para pagar os encargos de um empréstimo.

 

Taxa de esforço recomendada

Regra geral, a taxa de esforço máxima não deve ultrapassar os 45% a 50% do rendimento médio mensal do agregado familiar e a taxa de esforço mensal recomendada é de 30%.

 

Exemplo do cálculo da taxa de esforço

  • agregado familiar de 2 pessoas de 41 anos; 
  • rendimento líquido mensal de 1.650 €; 
  • empréstimo para habitação no valor de 150.000 € com um prazo de 34 anos (pagam até à idade limite de 75 anos) e uma prestação mensal de 850 € (inclui todos os encargos associados ao financiamento e outras despesas). 

 

A Taxa de Esforço desta família é de 52% (850 € / 1.650 €), o que quer dizer que esta família utiliza 52% do seu rendimento mensal para pagar os encargos do crédito habitação.

O valor da prestação mensal é muita pesada no orçamento familiar, mais de metade do seu rendimento mensal é utilizado para pagar as mensalidades do financiamento de 150.000 €.

Se fizermos o cálculo inverso utilizando a taxa de esforço ideal concluímos que o valor da prestação mensal ideal para esta família é de 495 € (30% * 1.650 €).
 

Calcule aqui a sua Taxa de Esforço

Total de Rendimentos:
Total de Despesas:
Despesas de Habitação:
Despesas de Alimentação:
Despesas de Transportes:
Despesas de Comunicação:
Outras Despesas:

RENDIMENTOS

0€

DESPESAS

0€

 

TAXA DE ESFORÇO

0%

Regra geral, os bancos e outras instituições financeiras não concedem crédito a clientes com uma taxa de esforço superior a 35%, pelo que se é esse o seu caso, avalie primeiro a sua situação financeira ou procure aconselhamento de modo a resolver os seus problemas bancários.

 

A DECO, Associação de Defesa do Consumidor, já alertou as famílias portuguesas com crédito à habitação para ter uma atitude preventiva na gestão do orçamento familiar, sublinhando que esta atitude preventiva é muito importante, especialmente em situações em que a Taxa de Esforço ainda não é muito elevada.

Conselhos úteis: