AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Como encontrar emprego nas redes sociais

Na era digital ter uma boa presença nas redes sociais pode ser a chave para encontrar emprego. Dizemos-lhe como.

Como encontrar emprego nas redes sociais
Sim, é possível. Não acredita? Veja como

Encontrar emprego pode ser difícil, mas depende de si tornar este processo o menos moroso possível. E desengane-se quem pensa que dedicar tempo a completar perfis em redes sociais é apenas passatempo.
 
Se souber tirar partido de todas as potencialidades que as redes sociais lhe oferecem, a verdade é que estas podem funcionar como uma ferramenta suplementar para o auxiliar na sua busca. Mas calma, não falamos apenas de completar um perfil, mas sim de o munir de informações que possam servir de alavanca na sua pesquisa.
 
Ao contrário do que muitos possam pensar, procurar emprego já não se resume apenas a anúncios em sites especializados ou jornais. À semelhança de tudo o resto, os processos de recrutamento estão a mudar e as redes sociais são cada vez mais uma forma utilizada pelos recrutadores para encontrar potenciais candidatos.
 

Que redes sociais usar? 

Quando se fala em procurar emprego, nem só de LinkedIn é feito o universo das redes sociais. No geral, todas podem ser uma boa ferramenta de trabalho, desde que devidamente trabalhadas.
 
Além do LinkedIn, também o Facebook, Twitter ou Google+ podem funcionar como instrumentos de recrutamento. Os seus perfis online podem todos eles funcionar como uma janela, que permite aos recrutadores verem além do seu Curriculum Vitae (CV), da sua carta de apresentação ou da imagem que tenta transmitir na sua entrevista profissional.
 

O que fazer?

Procurar emprego através das redes sociais depende da forma como capitaliza a sua presença nas mesmas. De seguida apontamos algumas dicas que o podem ajudar a ir ao encontro daquela oferta de emprego que tanto ambiciona.
 

1. Construa um perfil consistente e completo:

Ter um perfil bem construído passa por ter um perfil completo e com informações relacionadas com a sua área profissional ou com as suas competências. Se quer encontrar emprego através das redes sociais é importante que otimize as suas páginas. Desta forma, não só terá mais facilidade em encontrar ofertas que se enquadrem no seu perfil, mas possibilita que os recrutadores o encontrem caso estejam à procura de um colaborador com as suas qualidades. 
 

2. Inclua palavras-chave nos seus perfis:

Para encontrar e ser encontrado deve incluir palavras-chave que permitam que os motores de busca o relacionem com as ofertas de emprego. 
 

3. Mantenha-se socialmente ativo

Ser ativo nas redes sociais pode ser chave para encontrar emprego. Se não veja: se quer ser notado pelos recrutadores tem de se fazer notar e manter as suas páginas atualizadas é uma boa forma de o fazer. Tal como o seu CV, também os seus perfis online devem estar atualizados, bem como os seus contactos “virtuais”. Faça o chamado networking, afinal de contas é disso que se tratam as redes sociais (social network em inglês). Uma boa rede de contactos pode ser-lhe muito vantajosa se pretende um encontrar emprego. 
 

4. Ligue-se a páginas de recrutamento e empresas que atuem na sua área profissional 

Mais do que dar uma olhadela ocasional às páginas das empresas, deve seguir com atenção a atividade das mesmas nas redes sociais. Atualmente são cada vez mais as empresas que recorrem às suas presenças online para divulgar as ofertas de emprego. E já sabe, uma coisa leva à outra. Se fica a conhecer a oferta nas redes sociais, facilmente pode dar-se a conhecer aos responsáveis pelo recrutamento através dos seus perfis.
 

Cuidados a ter! 

A sua presença no universo digital tem uma dupla função. Permite-lhe estabelecer contacto com as empresas e ficar a par de informações atuais sobre as mesmas – nomeadamente ofertas de emprego. Mas permite também aos recrutadores saberem mais sobre si (o que pode ser bom ou mau dependendo do uso que dá às redes sociais!). 
 
Basta pensar que facilmente faz like na página do Facebook de uma empresa na qual tem interesse; ou se torna seguidor do Twitter de um CEO de outra empresa; ou consulta regularmente os posts no Google+ de uma outra. Mas lembre-se que da mesma forma que lhe “oferecem” informação, também dão informações “preciosas” sobre si aos empregadores.
 
Posto isto, se quer usar as redes sociais para encontrar emprego é importante que tenha sempre em mente que a sua pegada digital é algo que facilmente pode ser encontrado pelos seus potenciais recrutadores. Portanto, tenha atenção para que a sua presença online não prejudique a sua imagem profissional.
  Dois minutos chegam para concorrer ao emprego dos seus sonhos >>
Veja também: