Como poupar no IMI em 2017

Saiba como poupar no IMI e descubra se é um dos milhares de portugueses que anda a pagar mais do que aquilo que devia, algo que certamente não quer.

Como poupar no IMI em 2017
É possível pagar menos, saiba como

Com a crise que assolou o país nos últimos anos, as coisas ficaram difíceis para todos, e sempre que for possível reduzir uma despesa é de se aproveitar. Milhares de portugueses andam a pagar demasiado no IMI (Imposto Municipal Sobre Imóveis). Como tal, vamos ver como pode poupar no IMI em 2017.

Saiba como poupar no IMI

Valor Patrimonial Tributário

O motivo pelo qual muitos portugueses estão a pagar demasiado no IMI é a falta de atualização dos dados por parte das Finanças e, claro, a falta de proatividade relativamente a tais dados.

Se acha que este pode ser o seu caso, deve então simular o valor que tem de pagar no IMI para verificar se está, ou não, a pagar o valor que deveria. O site Pague Menos IMI, desenvolvido pela DECO Proteste e lançado pela associação de defesa do consumidor em fevereiro de 2014, tem um simulador eficaz, já usado por mais de 800 mil portugueses à data de redação deste artigo. Para a simulação precisa da caderneta predial.

Caso verifique que está a pagar demasiado, deverá pedir uma reavaliação do Valor Patrimonial Tributário (VPT) tendo em conta a idade, localização e valor do metro quadrado. Depois de reavaliado este valor, pode já reclamar da matriz nas Finanças. A reavaliação deste valor pode (e deve) ser feita de três em três anos.

pedido de reavaliação do Valor Patrimonial Tributário é gratuito, mas a simulação deve ser feita antes, pois esta reavaliação tanto o pode ajudar a poupar no IMI, como pode fazer com que pagar mais. A simulação do VPT pode ser feita no Portal das Finanças, nos termos do Código do IMI (CIMI), no entanto, a atualização só tem efeitos no ano seguinte.

calcular imi

Desconto no IMI

Pode também vir a pedir um desconto para poder poupar no IMI. Este desconto varia de acordo com o número de dependentes e deverá ser pedido à câmara municipal. A maioria das autarquias aderiu ao IMI familiar.

O IMI familiar mudou de moldes em 2017, em vez de ser atribuída uma taxa de desconto a cada filho vai passar a ser aplicado um valor fixo por dependente. Ou seja, uma família com um filho terá uma redução de 20€ no valor final do IMI, 40€ se forem dois ou 70€ no caso do agregado familiar ser composto por três ou mais filhos dependentes.

Isenção do IMI

Em 2016, várias famílias já tinham sido beneficiadas com a isenção do pagamento de IMI. Em 2017, a isenção mantém-se e traz uma novidade: as famílias carenciadas vão ter direito à isenção mesmo que apresentem dívidas ao Estado. Esta isenção é realizada de forma automática pela Autoridade Tributária e Aduaneira com base na declaração de IRS.

Estão abrangidos por esta isenção quem recebe menos de 15.295€ anuais e cujo agregado familiar não detenha imóveis avaliados em mais de 66.500€. Idosos que residam num lar de terceira idade com baixos rendimentos e imóveis de baixo valor patrimonial também estão isentos.

Cláusula de salvaguarda

Depois de ter sido eliminada em 2014, a cláusula de salvaguarda regressa e ficam, desta forma, impedidas as subidas abruptas no valor do IMI, no caso de uma reavaliação, instituindo limites para os aumentos no imposto.

Veja também: