Como devolver carros financiados em 3 passos

Se está com dificuldades em pagar as prestações do seu crédito automóvel conheça aqui os termos processuais de devolver carros financiados.

Como devolver carros financiados em 3 passos
O que fazer para evitar o incumprimento de crédito

Para devolver carros financiados a primeira coisa que precisa de se inteirar é das condições de financiamento que contratou junto da instituição bancária, até porque é necessário analisar as cláusulas de rescisão afetas àquelas condições.

Se é certo que para a maioria dos portugueses a deslocação em veículo automóvel é indispensável, também é verdade que a sua aquisição pressupõe um esforço significativo na economia familiar. Depois de avaliada a disponibilidade económica, comprar um automóvel a pronto pagamento, recorrer a um crédito, ou fazer um leasing automóvel são opções a ponderar.

Todavia, se comprou um carro e para isso teve de recorrer a um crédito, mas agora vê-se numa situação em que precisa de o devolver, saiba aqui quais os procedimentos a ter em consideração.

Como devolver carros financiados: procedimentos

DEVOLVER-CARROS-FINANCIADOS

Ao contrário do leasing e do renting automóvel, contratar um crédito automóvel implica que o carro fique à partida registado em seu nome – mesmo que o banco fique com uma reserva de propriedade. Caso opte por esta modalidade, deverá ter em atenção a taxa anual de encargos efetiva global (TAEG), que mede o custo total do crédito contratado.

Para devolver carros financiados e se ainda não entrou em incumprimento de crédito, os procedimentos são os seguintes:

1. Contactar a instituição bancária

Depois de ter decidido que a melhor opção para “aguentar” o seu orçamento familiar é mesmo devolver o automóvel ao banco, então contacte a instituição bancária e informe-a da sua decisão.

Por norma, o banco tentará renegociar a dívida de forma a que consiga suportar melhor as prestações mensais. Se, mesmo assim, decidir avançar com a devolução, o passo seguinte é solicitar o montante exacto do que ainda falta amortizar.

2. Solicitar o montante que ainda falta amortizar

Solicite ao seu gestor de conta, o valor exato que ainda falta amortizar (com juros). Sabendo de antemão este montante, tem duas opções – entregar o veículo ao banco, sendo que, neste caso, perde todas as prestações já amortizadas; ou tentar acordar com o banco uma cedência de crédito no caso de pretender vender o veículo a outra pessoa.

3. Entregar ou ceder o crédito

No momento de devolver carros financiados, a cedência de crédito parece ser a melhor alternativa – até para ver se consegue recuperar algum do dinheiro que já tinha amortizado nas prestações do seu crédito automóvel.

Na prática, trata-se de arranjar uma pessoa que esteja interessada no automóvel para o qual pediu financiamento e, através de negociação com a instituição bancária, acordarem em transferir o crédito de um titular para outro.

Assim sendo, poderá evitar entrar em incumprimento de crédito e ficar com o nome manchado no Mapa de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal – a chamada “lista negra” – e que, basicamente, contém todo o seu historial de crédito e que serve para as entidades financeiras avaliarem o risco de lhe concederem um empréstimo.

Veja também: