Paula Landeiro
Paula Landeiro
08 Set, 2021 - 09:35

Como escolher o melhor crédito automóvel: 6 recomendações

Paula Landeiro

Como escolher o melhor crédito automóvel com tanta oferta de mercado? Partilhamos algumas recomendações.

Como escolher o melhor crédito automóvel

Quer comprar um carro novo e não sabe como escolher o melhor crédito automóvel? Acredite que só irá tomar a melhor decisão se analisar bem as várias ofertas disponíveis no mercado para conseguir perceber qual se aplica melhor às suas necessidades. Partilhamos algumas recomendações que podem ajudar a esclarecer algumas dúvidas.

O que é o crédito automóvel?

O crédito automóvel destina-se à compra de veículos automóveis por particulares fora do âmbito de atividades comerciais ou profissionais.

Este tipo de crédito, quer se destine à compra de carros novos ou usados, com ou sem reserva de propriedade, enquadra-se no regime de crédito a consumidores e, por isso, trimestralmente o Banco de Portugal fixa as taxas máximas que as entidades financeiras podem cobrar.

O que é a reserva de propriedade?

Ao comprar um carro com recurso ao crédito automóvel, este é seu, ou seja o registo do carro fica em seu nome, mas a entidade que lhe concede o crédito pode fazer uma reserva de propriedade do mesmo.

Isto é, a instituição financeira regista na conservatória um direito sobre o automóvel (reserva de propriedade) que lhe garante o pagamento da totalidade do financiamento.

Em caso de incumprimento no pagamento das prestações, a entidade financeira fica o carro (toma a sua posse). No caso de querer vender o carro, tem de ter autorização da entidade financeira e, na altura da venda, liquidar o crédito remanescente na sua totalidade.

No crédito automóvel sem reserva de propriedade, a entidade financeira não tem qualquer direito sobre o carro (quer em caso de incumprimento do empréstimo, ou venda do carro) pelo que o risco que assume é maior (pode, no entanto, pedir outras garantias como fiança). Desta forma, a taxa de juro no crédito sem reserva de propriedade é sempre maior.

Como escolher o melhor crédito automóvel: 6 recomendações

Homem num stand automóvel a conversar com o vendedor

Antes de pensar qual a melhor solução, faça contas à sua taxa de esforço e veja quanto pode gastar por mês sem comprometer o seu orçamento familiar.

Depois, é altura de escolher o carro que pretende comprar, tendo em consideração estas dicas:

1

Crédito automóvel: será esta a melhor solução?

É importante tentar perceber qual é a melhor opção para si, podendo a mesma não ser um crédito automóvel, mas sim um crédito pessoal, Leasing, ALD ou Renting. Antes de tomar uma decisão tem de conseguir responder à pergunta: “Que produto se adequa melhor às minhas necessidades?”

Se a resposta for realmente um crédito automóvel, saiba que uma das vantagens desta opção é a extensão do prazo de pagamento, existindo opções que chegam até aos 120 meses. Outras das vantagens é que como é considerado um crédito a consumidores pelo Banco de Portugal, este fixa trimestralmente as taxas máximas que lhe podem cobrar.

Ao aderir a esta modalidade, ficando o veículo registado em seu nome, poderá aplicá-la tanto a carros novos como a usados, no entanto, se existir reserva de propriedade por parte da entidade que lhe concedeu o crédito, não pode vender o carro sem autorização desta.

2

Condições de financiamento da marca

Analise com muito cuidado as condições de financiamento direto da marca que deseja. De facto, muitas marcas apresentam como atrativo à compra, a facilidade na concessão do crédito.

Algumas são soluções  de financiamento interna, ou seja, se é uma empresa criada pelo fabricante para o efeito, outras  provêm de um acordo com uma instituição financeira. Alguns fabricantes de automóveis incluem campanhas de desconto em caso de financiamento através dos seus parceiros.

O nosso conselho é que, apesar de lhe ter apresentarem a proposta com o atrativo de rapidez e facilidade, consulte o seu banco ou outra instituição de concessão de crédito, para ver se realmente compensa.

comparar propostas de crédito
Veja também Como comparar propostas de crédito: um guia essencial
3

Não se canse de comparar ofertas

Não há como escolher o melhor crédito automóvel sem estudar as ofertas disponíveis do mercado? Use os comparadores disponíveis na internet para fazer  várias simulações com todas essas ofertas. Lembre-se de que, apesar de algumas terem uma diferença de cêntimos no valor mensal, esta pode resultar em muitos euros após alguns meses.

Ainda assim, lembre-se que se tratam apenas de simulações. Se ocorreram alterações recentes na oferta ou estiverem campanhas em curso, estas podem não estar ainda a ser consideradas. Deste modo, nas que considerar mais adequadas ao seu orçamento familiar, peça proposta e  informações às diferentes instituições com o objetivo de avaliá-las melhor.

Na comparação das propostas olhe para a TAEG (taxa efetiva global), pois só esta taxa tem incluída todos os encargos que ira ter com o seu crédito. Em condições idênticas opte sempre pela que tiver TAEG mais baixa.

4

Analise ao detalhe a documentação que lhe é entregue

Quando pedir propostas de crédito, analise com calma a documentação que lhe é entregue.

Mesmo que o crédito lhe seja concedido através de um stand, lembre-se que este tem sempre uma instituição financeira por trás e, por isso, tem de ser esclarecido sobre o crédito que vai contratar de forma clara, transparente e completa.

Assim, terão de lhe dar uma Ficha de Informação Normalizada (FIN), onde constam todas as informações. E como este documento é standard, facilmente pode comparar propostas.

Se tiver dúvidas pergunte. Se ainda assim não ficar esclarecido insista. Lembre-se que irá ficar com um encargo financeiro pelo que tem todo o direito de ficar completamente esclarecido.

5

Tente sempre negociar a taxa de juro

Se, mesmo a proposta mais barata, tiver uma prestação superior ao que esperava gastar, poderá sempre tentar negociá-la. Lembre-se que nenhuma empresa gosta de perder um potencial cliente e que muitas delas são flexíveis no que respeita a negociar, para que ambas as partes saiam beneficiadas.

6

Atenção às comissões

Quando ler o seu contrato de crédito automóvel veja atentamente todas as comissões que lhe vão ser cobradas.

Dado que a taxa de juro é alta, tem todo o interesse em liquidar antecipadamente parte do crédito como forma de baixar a prestação. No entanto, tem de ver na FIN as condições em que poderá fazer uma amortização parcial ou mesmo total.

Veja o mínimo a amortizar, de quanto em quanto tempo poderá fazê-lo e, sobretudo, as comissões de reembolso antecipado que lhe podem cobrar. As instituições preferem sempre que não o faça, já que os seus ganhos estão nos juros que o cliente paga, pelo que lhe poderá ser cobrada uma penalização.

No caso do crédito ter sido feito com reserva de propriedade veja se, para a anular, lhe irão cobrar alguma comissão.

Crédito automóvel: vantagens e obstáculos

Se a sua opção para comprar carro for recorrer ao crédito automóvel saiba que, tal como as restantes opções de financiamento, tem vantagens e desvantagens.

As vantagens prendem-se com as características do credito, e a maior desvantagem está no facto de as taxas de juro serem maiores do que se recorrer às restantes formas de financiamento (exclui-se apenas o recurso ao crédito pessoal que não é de todo aconselhado, já que as taxas são de facto bastante superiores).

As instituições financeiras concedem crédito quer para a compra de carros novos quer para a compra de carros usados, mas as condições não são as mesmas.

O crédito automóvel tem as seguintes características:

  • É o proprietário do veículo (mesmo que exista reserva de propriedade):
  • O prazo do empréstimo pode ir até 120 meses;
  • O valor do financiamento pode ir até 100%;
  • A taxa de juro pode ser fixa ou variável;
  • Pode fazer amortizações parciais ou totais (embora por vezes com penalização);
  • Não tem de fazer seguro de danos próprios (ou seja, o seguro “contra todos os riscos”).

Carros novos

Para carros novos, a entidade financeira pode exigir reserva de propriedade. Tem como vantagem ter uma taxa de juro menor, mas tem a desvantagem de não poder vender o veículo sem a autorização desta. Para além disso, terá de liquidar o empréstimo em simultâneo com a venda.

transferir crédito automóvel para outra pessoa
Veja também Como transferir o seu crédito automóvel para outra pessoa

Carros usados

Os bancos não costumam disponibilizar crédito automóvel com reserva de propriedade para compra de carros usados, uma vez que se torna difícil avaliar o valor real do mercado de automóveis em segunda mão, sendo este um risco que as instituições financeiras preferem evitar.

Tem como vantagem poder vender o carro sem autorização da entidade financeira, mas em contrapartida, como não há um ativo para dar como garantia ao banco, as taxas de juro são mais altas ao comprar um automóvel usado.

Como escolher o melhor crédito automóvel depende assim de muitos fatores, mas sendo a sua opção a compra de um veiculo novo ou usado, o importante é que este se enquadre nas suas necessidades sem comprometer o seu orçamento familiar.

Veja também