Como se preparar para uma emergência financeira

Saiba como se preparar para uma emergência financeira. Conheça seis dicas para se acautelar de alguma situação financeira inesperada.

Como se preparar para uma emergência financeira
Não seja apanhado desprevenido.

Os imponderáveis acontecem e, por vezes, mesmo aqueles que pautam as suas finanças pessoais ou familiares pelo rigor, tendo todas as contas em dias, podem ser surpreendidos por uma emergência financeira, seja ela resultante de uma situação de desemprego, doença ou acidente de trabalho, por exemplo.

O ideal é estar preparada para um imprevisto e assim evitar ter de encontrar soluções de recurso e por impulso que, não raras vezes, podem-se tornar pouco ajustadas ou até desastrosas. Assim, conheça dicas que o podem ajudar a se preparar para uma emergência financeira.
 

6 dicas de como se preparar para uma emergência financeira


1. Organize as suas contas
Este é o primeiro passo para conseguir poupar dinheiro e preparar-se para uma eventual emergência financeira. Quem não tem as contas em dia – gastos superiores aos proveitos – não poderá poupar. Resolva esse problema, por exemplo, anotando todas as suas despesas e rendimentos para saber onde pode cortar (fazer um orçamento mensal detalhado). Faça planeamento.


2. Poupe
Estabeleça metas realistas de forma a poupar mensalmente algum dinheiro. Pode usar esse dinheiro em partes para situações de emergência variadas (em casa, aplicar, no banco, etc.). O ideal seria conseguir poupar, pelo menos, um valor suficiente para pagar entre três a seis meses de despesas fixas.


3. Crie um fundo de emergência
Aplique o dinheiro poupado (parte ou o todo) em produtos financeiros como depósitos a prazo ou contas poupanças. Faço-o em produtos facilmente resgatáveis, ou seja que sejam mobilizáveis. Também aqui o montante deve corresponder de três a seis meses de despesas correntes. Consulte as nossas dicas para criar um fundo de emergência.


4. Use o fundo de emergência exclusivamente para situações de emergência, evite tentações
Um dos erros comuns é usar o dinheiro poupado/fundo de emergência em férias, carro novo, etc., pensando que acaba por voltar a poupar, mas uma emergência não escolhe momento.


5. Use o cartão de crédito de forma inteligente
Se ainda não conseguiu constituir o seu fundo de emergência, o cartão de crédito pode ser uma situação de recurso para conseguir o dinheiro que não tem disponível no imediato. Mas use-o apenas se não tiver outro recurso e se tem uma previsão de quanto tempo durará a emergência financeira. Deve usar o cartão de crédito apenas se souber que a situação termina antes de acabar o plafond.


6. Familiares e amigos
Outra situação de recurso para uma emergência é, por muito que isso custe, solicitar ajuda financeira a algum familiar ou amigo. Tenha uma lista de pessoas que o possam ajudar em caso de emergência financeira. A confiança nestes casos é fulcral, por isso, deve ter historial limpo e não ser recorrente (a isso que se chama um imprevisto). Para o conseguir importa recordar o ponto 1: organize as suas contas.


Veja também: