Nélson Costa
Nélson Costa
24 Jul, 2018 - 15:28
Poupar ou investir: qual a melhor opção?

Poupar ou investir: qual a melhor opção?

Nélson Costa

É melhor poupar ou investir? Conheça as vantagens de poupar e investir e saiba qual a melhor opção para o seu caso.

O artigo continua após o anúncio

Poupar ou investir são termos usados, muitas vezes, com o mesmo objetivo. Na realidade, embora possam estar intrinsecamente ligados, poupar e investir são conceitos diferentes, com propósitos igualmente dissemelhantes.

Assim, ainda que seja fácil confundir a poupança com investimento, é fundamental para as suas estratégias financeiras e para a saúde das suas contas perceber as diferenças entre os dois conceitos. Poupar ou investir?

Saiba o que os separa, o que os une e qual a melhor opção para o seu caso.

Poupar ou investir: quais as diferenças?

poupar ou investir

A melhor forma de entender as diferenças entre poupar e investir é através das suas respetivas definições.

Poupar: basicamente, trata-se de uma estratégia para guardar algum dinheiro, não o gastando ou gastando menos, sem grandes (ou nenhuns) riscos associados – e por inerência baixo retorno –, normalmente com uma finalidade específica, nomeadamente comprar determinado bem ou serviço ou acautelar alguma situação imprevista.

Investir: é o processo de aplicar o seu dinheiro (ou capital inicial) para gerar mais dinheiro, ou seja, trata-se de uma estratégia que visa rentabilizar as poupanças. Embora se procure igualmente alguma segurança no investimento, o investidor está consciente dos riscos e da possível volatilidade do mesmo, mas acredita existir uma boa probabilidade de ter retorno, ainda que seja a médio/longo prazo.

Assim, a principal diferença entre os dois conceitos é que poupar implica gastar menos para poupar dinheiro, enquanto investir pressupõe a existência de poupanças (dinheiro de parte), que são investidas de forma a serem rentabilizadas (maximização do dinheiro investido).

Poupar ou investir: vantagens

Poupar

  • Maior liquidez, ou seja, a capacidade de um ativo ser convertido efetiva e rapidamente em dinheiro na conta de quem investe;
  • Ideal para investidores mais conservadores porque, regra geral, as poupanças têm maior segurança (menor risco) que os investimentos;
  • Nenhuma ou menor (tendencialmente) tributação.

Investir

  • Maior probabilidade de rentabilidade, de maximizar o seu dinheiro. O segredo está em encontrar o investimento certo para o seu perfil de investidor (que rentabilize mais, com o menor risco possível – ainda que exista sempre riscos nos investimentos).

É melhor poupar ou investir?

Como facilmente se pode aferir pela definição e diferenciação de cada ação, saber se é melhor poupar ou investir depende de uma análise caso a caso. Ou seja, é necessário analisar a situação financeira da pessoa e saber qual a utilização que esta pretende dar ao dinheiro.

O artigo continua após o anúncio

Por exemplo, se pretende comprar um carro novo ou fazer as férias dos seus sonhos, talvez a melhor opção seja poupar. Por outro lado, se tem apenas 30 anos, mas já pensa em conseguir uma reforma confortável, provavelmente a melhor forma de o conseguir é a investir.

No entanto, há algumas ideias chave que deve sempre reter, concretamente que poupar deverá ser sempre uma prioridade – criando um fundo de emergência para salvaguarda de algum imprevisto – e que para investir é preciso poupar.

Veja também: