AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Emigrar para Angola: o que fazer antes de partir

Se está a pensa emigrar para Angola, comece já a preparar-se. Saiba o que deve fazer antes de partir.

Emigrar para Angola: o que fazer antes de partir
Angola é um dos destinos de eleição dos portugueses na hora de emigrar.

A história de Portugal não deixa margem para dúvidas: Portugal é um país de emigrantes. Desde sempre os portugueses se aventuraram a partir para descobrir o mundo. E nos últimos anos esta tendência tem estado novamente em destaque. E entre as escolhas dos portugueses são muitos os que optam por emigrar para a Angola.
 
Se está a considerar esta hipótese mas tem dúvidas, comece por fazer uma lista dos prós e contras desta decisão. Para o ajudar deixamos-lhe algumas dicas que o podem ajudar.
 

1º Passo: como encontrar emprego em Angola

Antes de decidir emigrar para Angola deve procurar emprego. Como facilmente vai perceber (ou já deve ter percebido) encontrar emprego não deve ser a tarefa mais difícil. Basta folhear os classificados do jornal ou fazer uma pesquisa rápida nos sites de emprego nacionais para encontrar inúmeras ofertas de emprego para Angola.
 
Além dos sites nacionais, há outras opções como: 
1. www.angolanos.net
2. www.trabalhoemangola.com
3. www.jobangola.com
4. angola-jobs.eliteic.net
 
Apesar da oferta diversificada (existem ofertas de emprego para as mais diversas áreas profissionais), destacam-se as ofertas as áreas da engenharia (sobretudo a civil), saúde (mais concretamente enfermagem e medicina), professores ou topógrafos, entre outros.
 
Mas atenção, ainda que a oferta seja muita e variada, há uma possibilidade forte de – mesmo que encontre trabalho com facilidade – não exercer na sua área específica.
 
E mais. Prepara-se para uma carga horária superior à de Portugal. Em Angola o horário de trabalho semanal é de 44 horas semanais (incluindo o sábado de manhã).
 

2º Passo: obter o visto

Antes de emigrar para Angola deve informar-se devidamente e solicitar o Visto que lhe vai permitir entrar e permanecer no país.
 
Inicialmente vai ter acesso a um Visto Ordinário, com uma validade de 30 dias e que pode ser renovado por dois períodos iguais. Findos os três meses permitidos pela lei angolana, deve obter o Visto de Trabalho.
 
Para obter qualquer um dos dois vistos mencionados pode deslocar-se ao Consulado de Angola.
 

3º Passo: Vacinação

É fundamental … e obrigatória. Agende a sua consulta do viajante e solicite o boletim de vacinas internacional. Para emigrar para Angola, é obrigatória a vacina contra a febre-amarela. No entanto, é ainda aconselhável que faça a vacinação contra a hepatite A, hepatite B e tétano.
 

4º Passo: Procurar alojamento

Comece por se preparar para os preços elevadíssimos (e sublinhe-se os “íssimos”). A título de exemplo a renda de um apartamento pode ser igual ou superior a 1100€. Preços que podem ser ainda mais elevados se falarmos de um condomínio. No entanto neste caso, fica garantida a segurança e o conforto dos seus habitantes.
 
Mas calma, em alguns casos, são as próprias empresas a assegurar o alojamento ou a, pelo menos, auxiliarem na procura.
Para se ir inteirando das “tendências” pode consultar os sites especializados. Veja alguns exemplos: 
1. casas-angola.com
2. casas.mwangola.com
3. www.proimoveis.com
 

5º Passo: Informe-se sobre os cuidados de saúde

Antes de partir, deve procurar informar-se devidamente sobre os cuidados de saúde existentes em Angola. Se falarmos de serviços públicos, prepare-se para cuidados médicos bastante precários, quando comparados aos nossos serviços por exemplo. Para obter serviços de qualidade terá que recorrer a clínicas privadas, onde deve esperar custos elevados.
 

6º Passo: Analise os custos de vida

Em geral, os custos de vida em Angola são muito elevados. Basta pensar que a capital, Luanda, é uma das cidades mais caras do mundo. Além do alojamento e dos cuidados de saúde, também os preços para as compras de supermercado, a alimentação ou a restauração são dispendiosos. Por isso antes de aceitar qualquer oferta, pare e analise com atenção o contrato de trabalho e as condições oferecidas.
 

Pesquise, pondere e prepare-se

Angola é para muitos portugueses um destino um tanto ao quanto ambíguo. Tem tanto de fascinante como temido. Se as paisagens e o clima ou o franco crescimento económico do país são fatores que atraem os portugueses; há também quem ainda tenha algumas reticências sobre a segurança.
 
Mas basta ver pelos testemunhos, para perceber que emigrar para a Angola não deve ser uma hipótese colocada na gaveta por receio de falta de segurança. Como acontece em qualquer outro país, a sua segurança requer um conhecimento e adaptação à realidade existentes.
 
No fundo, se pretende emigrar para Angola basta que se informe e se prepare a rigor.
 
Veja também: