5 factos sobre as mulheres no local de trabalho

As mulheres no local de trabalho têm as mesmas oportunidades que os homens? Continue a ler e fique a conhecer alguns factos que lhe estavam a passar despercebidos.

5 factos sobre as mulheres no local de trabalho
Saiba o que está a mudar

O paradigma das mulheres no local de trabalho está a mudar. Se antes era o homem responsável pelo orçamento familiar, hoje em dia, em muitas famílias, a mulher tem já um papel decisivo neste campo, seja por ter um salário maior, ou por ser o único membro assalariado.

Mas não é apenas no seio familiar que as alterações se fazem sentir. O primeiro sinal de mudança está nas universidades, onde cada vez mais os alunos inscritos são do sexo feminino. Posteriormente, esta mudança reflete-se nas empresas, onde elas conquistam, embora lentamente, cada vez mais cargos de chefia.

No entanto, ser-se mulher e ter uma carreira de sucesso, continua a ser mais complicado do que para o homem, mesmo sabendo-se que o empenho, a competência e a dedicação são características que nada têm a ver com a questão de género, mas sim com as características de um bom trabalhador.

5 factos sobre as mulheres no local de trabalho

1. Continuam em minoria nos cargos de chefia

Apesar de atualmente as novas contratações das empresas serem aproximadamente 50% mulheres, apenas 17% mantêm cargos de chefia.

2. Não abandonam um cargo tão facilmente

As mulheres são menos propensas a abandonar um cargo numa empresa do que os homens. Esta tendência acentua-se à medida que avançam na carreira.

3. Têm mais receio de serem alvo de tensões e pressões

Independentemente da vida familiar, tenham ou não filhos, as mulheres sentem mais pressão e stress em cargos mais elevados, do que os homens. No entanto, estudos já mostraram que mulheres com filhos são mais ambiciosas em relação a cargos executivos de topo do que mulheres sem filhos. Já homens com filhos têm mais receio de não serem bem-sucedidos em cargos de chefia.

4. Não recebem a orientação devida

Numa empresa, o sucesso de um profissional passa pela formação que recebe dos seus superiores. Hoje em dia, para se atingirem cargos de topo, os homens recebem mais formação que as mulheres.

5. São mais difíceis de satisfazer

Ao chegarem a cargos de chefia, apenas 20% das mulheres se sentem satisfeitas com a posição alcançada, enquanto 40% dos homens, em cargos semelhantes, se sentem concretizados e felizes.

Veja também: