Como viver Bangkok como um nativo

Este verão, a capital da Tailândia espera por si. Neste artigo, dizemos-lhe como viver Bangkok como um nativo e passar umas férias exóticas inesquecíveis.

Como viver Bangkok como um nativo
Uma cidade de contrastes que vale a pena conhecer

Fonte da imagem: Drukair Singapore

Em qualquer cidade, para além dos ex-libris e dos clichés mais conhecidos, há todo um mundo por descobrir, como hábitos curiosos, ruas e praças escondidas de rara beleza, tradições genuínas ou restaurantes que só os locais conhecem. A capital da Tailândia não é exceção, por isso, reunimos neste artigo várias sugestões para viver Bangkok como um nativo e tirar o maior partido das suas férias neste destino fabuloso.

Mas antes, relembramos que os melhores programas de férias na Tailândia estão na TopAtlântico. Informe-se sobre as condições e reserve já o seu lugar numa viagem de sonho ao melhor preço. Depois, já sabe: em Bangkok, seja tailandês!

8 dicas para explorar Bangkok como um local

Explore os parques e os jardins de Bangkok

parque lumpini bangkok

Fonte da imagem: Bangkok.com

Os habitantes de Bangkok gostam de passear e relaxar nos espaços verdes espalhados pela cidade, sendo aqui que muitos locais praticam exercício físico, pois para além de poderem correr, existem mesmo espaços com máquinas e aparelhos ao ar livre para se poderem exercitar.

Um dos parques onde vai poder contactar com esta atmosfera tradicional de Bangkok é o pequeno parque Saranrom, não muito longe da zona antiga da cidade. Mas há muitos outros parques que merecem uma visita, como o luxuriante Lumpini, ou o Rama IX, o maior da cidade.

Conheça as principais maravilhas de Bangkok com a TopAtlântico. Ver programas >>

Não caia no esquema dos Tuk-Tuk

tuk-tuk bangkok

Fonte da imagem: Martin Irwin

Um verdadeiro local não se deixa enganar pelos conterrâneos mal-intencionados, por isso, deixamos-lhe aqui uma dica para que também não seja ludibriado com um esquema muito comum. É habitual alguns condutores de tuk-tuk aproximarem-se dos turistas e dizerem-lhes que um monumento importante que estavam a tentar visitar está fechado devido a um qualquer motivo (falso), apresentado de forma bastante convincente.

Ele propõe então levá-los por um preço irresistível numa viagem pela cidade e a conhecer alguns templos. A oferta parece tentadora, só que o que o condutor de tuk-tuk não diz é que antes de levá-los a visitar as atrações, vai levá-los a várias lojas de roupa e joalharias, onde os turistas são persuadidos a fazer compras e onde ele ganha à comissão.

Conte com a garantia TopAtlântico nas suas férias. Marque já a sua viagem para a Tailândia >>

Procure a comida de rua amada pelos locais

comida de rua tailandesa

Fonte da imagem: Y Travel

Bangkok tem fama de ter a comida de rua mais deliciosa e mais barata do mundo. É bom que retire o proveito desta circunstância e parta à descoberta dos seus exóticos sabores. Aqui não é difícil fazer uma refeição completa por menos de 80 baht tailandeses, ou seja, 2 euros!

Os nomes dos pratos não são fáceis de fixar ou pronunciar: khao pad (arroz frito) pad thai (noodles com vários legumes e frutos secos), som tum (salada picante de papaia), gaeng daeng (caril vermelho), tom yum goong (sopa de camarão picante), entre muitos outros. O nosso conselho: prove de tudo, mas sempre em bancas onde a fila seja maioritariamente formada por locais.

Descubra a deliciosa gastronomia tailandesa com a TopAtlântico. Reserve já a sua viagem >>

Faça uma refeição em casa de uma família local

comida tailandesa caseira

Fonte da imagem: Eating Thai Food

Para uma experiência gastronómica ainda mais genuína, sugerimos que jante ou almoce em casa de uma família tailandesa, reservando a sua refeição através de um operador oficial e experiente. Trata-se de uma experiência única e inesquecível, onde para além da comida caseira, vai poder conversar com o anfitrião e até vê-lo a preparar os pratos.

Ande de barco no rio Chao Phraya

barcos no rio chao phraya

Fonte da imagem: The Real Travellers

Este é o principal rio de Bangkok e foi desde sempre um canal de transporte fundamental para a vida e para o desenvolvimento da cidade. Muita da agitação, do colorido e do burburinho da cidade estão concentrados aqui. Há vários tipos de barcos disponíveis – desde ferries rápidos e populares, a barcos compridos tradicionais para visitas mais turísticas. Seja como for, uma viagem pelo rio irá mostrar-lhe um dos lados mais genuínos de Bangkok.

Escolha as ruas menos turísticas

alfarrabista em bangkok

Fonte da imagem: Hive Life

Durante algumas horas, esqueça o mapa e o seu guia de viagem e explore livremente a cidade. Ao longo do rio Chao Phraya, há mais de trinta cais, de onde pode aceder à cidade por ruelas menos turísticas, mas cheias de encantos e surpresas. Deambule por esses bairros e contacte de forma espontânea com os locais, os seus hábitos e modo de vida.

Escusado será dizer que deve observar as regras básicas de segurança para qualquer turista: pertences sempre debaixo de olho e junto a si, não aceitar ofertas de serviços e, se possível, passear acompanhado.

Contacte com a velha Bangkok em Rattanakosin

grande palacio em rattanakosin

Fonte da imagem: Bangkok.com

Apesar de ser muito procurada por turistas, esta não deixa de ser uma zona amada pelos locais, que aqui podem desligar-se da intensa energia da Bangkok moderna. É em Rattanakosin que vai poder visitar o Grande Palácio e o templo Wat Pho, que exibe a famosa e gigantesca estátua de Buda Reclinado; os templos Wat Saket e Loha Prasat, ou ainda o enorme mercado de flores de Bangkok, cuja dimensão cor (e preços baixos!) impressionam o turista mais viajado.

Um mundo de contrastes à sua espera em Bangkok. Viaje na companhia da TopAtlântico!

Respeite os templos e locais sagrados

culto num templo de bangkok

Fonte da imagem: Collette Vacations

Ao visitar os templos e mausoléus, respeite as regras de etiqueta religiosa e cultural tailandesa, bem como as tradições sagradas para os locais. Para tal, use vestuário que tape os ombros, os joelhos e até os tornozelos, se possível, e descalce-se à entrada. Os pés, para os tailandeses, são uma parte do corpo algo desprezível e por isso é considerada falta de educação pousá-los numa mesa, numa cadeira ou em qualquer posição que os deixe “ao alto”.

Apontar o pé para uma estátua de Buda é particularmente ofensivo. Apontar com os dedos e as mãos também é feio, bem como fazer festas na cabeça, mesmo que seja uma criança, pois a cabeça é considerada a parte mais sagrada do corpo.

Relaxe junto ao rio num rooftop bar

bar eagle nest no hotel sala arum

Fonte da imagem: Hotel Sala Arum

Depois de um dia inteiro a absorver tudo o que esta cidade intensa tem para lhe oferecer, sugerimos que tome uma bebida no bar Eagle Nest, situado no terraço do hotel Sala Arun. Este fica junto ao rio Chao Phraya, proporcionando-lhe uma vista incrível, com os imponentes símbolos da Bangkok Antiga na outra margem.

Os bares nos terraços estão a nascer um pouco por toda a Bangkok, por isso pode ainda explorar outros locais onde relaxar e observar a cidade a partir de outro ponto de vista.

Conheça o melhor da Tailândia com a TopAtlântico!

Veja também: