AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

6 sinais de que está a ser mal pago

Descubra se é mal pago ou se está em risco de o ser. Mude a sua atitude e consiga um salário mais justo!

6 sinais de que está a ser mal pago
Sinais de que deve pedir um aumento

O emprego mal pago é uma realidade no Mercado de Trabalho português. Se há factores sócio-económicos que contribuem para que assim seja, também podemos dizer que a maioria das pessoas não é ensinada, ao longo do seu percurso escolar e académico, a negociar. Está ou não na hora de propor um aumento salarial ao seu superior?


Sinais de que deve pedir um aumento


1. Pesquisou o intervalo salarial e percebeu que deveria ganhar mais

Tudo começa na entrevista de emprego. Os candidatos temem ser questionados acerca de quanto gostariam de receber, e quando se confrontam com questões desse tipo, não sabem o que responder.

Ora bloqueados pela ansiedade, ora pelo receio de perder a oportunidade de trabalho caso proponham um salário mais alto, os candidatos raramente negoceiam com o entrevistador as condições de trabalho atribuídas.

Sugerimos que comece já hoje a fazer pesquisa acerca do nível salarial de pessoas com perfis semelhantes ao seu. Ou seja, que descubra, através da Internet ou de contactos com pessoas suas conhecidas, quanto ganha alguém da sua faixa etária, com o mesmo nível de qualificação, o mesmo número de anos de experiência, a desempenhar a função a que pretende candidatar-se.

Depois, com base na sua pesquisa, formule um intervalo salarial que possa referir na entrevista de emprego. Saiba justificar a sua resposta!

Caso o empregador seja irredutível quanto ao salário que lhe vai atribuir, e se considerar que está em risco de fazer um trabalho mal pago, negoceie as condições de trabalho que não se incluem na remuneração mas que podem aumentar a sua qualidade de vida! Por exemplo, pergunte se a empresa atribui, entre outros:
  • seguro de saúde
  • transporte até às instalações da empresa
  • possibilidade de fazer as refeições no refeitório da empresa
  • telemóvel
  • descontos em ginásios



2. Já tem 10 anos de experiência e está a ganhar o mesmo que no primeiro emprego

Esta questão remete-nos para a forma como tem progredido na sua carreira. Quer esteja a trabalhar no mesmo sítio há vários anos, quer não, espera-se que com o tempo possa ir realizando tarefas de maior responsabilidade. Se assim é, a este aumento de responsabilidade deve corresponder um salário mais alto!



3. Assume tarefas de responsabilidade mas não é recompensado

Faça uma retrospectiva da sua carreira, compare as tarefas que realizava no início com as actuais, e, se registar uma evolução ascendente, apresente os seus argumentos ao seu superior. Ele irá certamente reconhecer que está a ser mal pago, mesmo que não possa fazer nada quanto a isso. E, neste último caso, ficará alerta em relação à possibilidade de sair da empresa.



4. Recebe menos do que os colegas com o mesmo nível de qualificação e experiência

Nas suas pesquisas concluiu que há empresas que pagam mais que a sua por trabalhos semelhantes? Talvez esteja na hora de procurar uma nova oportunidade de trabalho. Lembre-se, estando a trabalhar, é muito mais fácil conseguir um novo emprego!



5. É indispensável na sua empresa

Já reparou que profissionais com o seu perfil são bastante procurados pelas empresas? Na sua organização, desenvolveu competências que fazem de si uma peça indispensável do “puzzle”? Há assuntos que só você domina? O grau de confiança do seu chefe em si é tal que o trabalho ficaria desorganizado caso você saísse da empresa? Então, o que espera para mostrar ao seu chefe que é mal pago e deve ser aumentado?



6. Na sua empresa não está implementado um sistema de avaliação de desempenho

Sendo o tecido empresarial português essencialmente composto por empresas de pequena dimensão, é raro encontrar organizações com departamentos de recursos humanos diferenciado. Assim, é comum os colaboradores não serem formalmente avaliados quanto ao seu desempenho. Se entende que tem evoluído na carreira mas o salário não corresponde, peça uma reunião de balanço e feedback ao seu superior.

Em alternativa, procure uma organização de maiores dimensões com sistemas de avaliação de desempenho implementados e com impacto na compensação dos seus talentos.

Mãos à obra!
Faça mais pelo seu Curriculum e concorra ao emprego dos seus sonhos >>
Veja também: