Publicidade:

Afinal, a que distância devemos ver televisão?

Será que ver televisão demasiado perto faz mal aos olhos? A que distância devemos estar do televisor? Leia este artigo e conheça as respostas.

Afinal, a que distância devemos ver televisão?
Gosta de ver televisão? Siga estes conselhos

Desde cedo ouvimos dizer que ver televisão demasiado perto faz mal aos olhos. Na verdade, não faz. Pode ser surpreendente para algumas pessoas, mas a razão pela qual isso não acontece deve-se ao avanço da tecnologia.

Se há largos anos era uma preocupação, hoje já não o é porque os ecrãs de TV são em LCD e plasma e não emitem radiações prejudiciais à nossa visão. É que, antigamente, os aparelhos emitiam radiações que podiam fazer mal a longo prazo.

São, por isso, boas notícias para quem gosta de ver televisão bem perto. Devemos na mesma estar colados ao ecrã? A que distância devemos estar do televisor?

Os especialistas aconselham a manter a distância, uma vez que ter a TV a ocupar totalmente o nosso campo de visão poderá dar origem, por exemplo, a dores de cabeça ou cansaço ocular.

Qual é a distância ideal para vermos televisão?


ver tv

Não há um valor específico, pois tudo vai depender do comprimento do ecrã. Segundo a Sociedade de Oftalmologia do Canadá, no caso de um ecrã de 40 polegadas, por exemplo, deve-se estar a um mínimo de quatro metros de distância.

Contudo, muitos oftalmologistas e optometristas aconselham a que cada pessoa esteja a uma distância do televisor que seja confortável para os seus olhos.

Que cuidados devemos ter ao ver televisão?

É importante também não estar demasiado tempo em frente à televisão sem desviar o olhar, pois estamos a forçar os nossos olhos e a causar desconforto.

Segundo um artigo do Hospital Lusíadas acerca desta temática, revisto cientificamente pelo coordenador da Unidade de Oftalmologia do Hospital Lusíadas Porto, Nuno Gomes, os nossos olhos vão pestanejar menos vezes, ficando cansados.

Podemos sentir, por exemplo:

  • Ardor e irritação nos olhos;
  • Olhos lacrimejantes;
  • Sensação de peso na região peri-ocular.

O que podemos fazer para aliviar o cansaço ocular?

  • Massajar gentilmente os olhos;
  • Colocar um pano quente por cima da área dos olhos;
  • Ter uma boa noite de sono;
  • Investir numa televisão maior para reduzir o cansaço ocular.

Podemos facilmente prevenir para evitar este problema, seguindo um procedimento simples.

“A cada 20 minutos em frente a televisor, o melhor é descansar os olhos durante 20 segundos, olhando para um objeto mais distante e pestanejando algumas vezes”, recomenda Nuno Gomes, no artigo. Este conselho aplica-se também a quem passa o dia em frente a um ecrã de computador.

Recomenda-se ainda evitar que haja luz a refletir no televisor. Mas atenção, quanto à luz, nem 8 nem 80, ou seja, também não devemos ver televisão às escuras. Nesse caso, o contraste da luz que vem do ecrã é demasiado grande. Também devemos ver televisão de frente e não de lado e colocar a TV ao nível dos nossos olhos.

Estes conselhos aplicam-se também às crianças, cuja tendência é verem televisão muito perto do ecrã. Porque é que isto acontece? Deve-se ao facto de os olhos dos mais novos terem melhor capacidade de focar planos mais perto delas em comparação com os adultos.

É ainda pertinente estar atento a este comportamento das crianças. Se se sentam tão perto da televisão pode ser um indício de um miopia – doença ocular caracterizada pela dificuldade em ver ao longe.

Quais os cuidados a ter com outros dispositivos?

criancas tablets

Hoje em dia, para os mais pequenos, há outros atrativos para além da televisão e até mais usados do que esta. Falamos de dispositivos móveis, é claro.

Estes aparelhos podem causar também desconforto e cansaço ocular, pelo que os sintomas que referimos podem desenvolver-se mais facilmente uma vez que os nossos olhos são obrigados a focar num ecrã muito mais pequeno a uma distância menor. Deixamos agora alguns conselhos.

Certifique-se de que:

  • A criança segura o dispositivo à distância de um braço (aproximadamente);
  • O ecrã está ao nível dos olhos ou ligeiramente abaixo deles;
  • A criança segura o smartphone de modo a tê-lo abaixo do nível dos olhos.

Pode ainda encorajar a criança a fazer pausas para dar algum descanso aos olhos.

Veja também: