Publicidade:

10 dicas essenciais para poupar gasóleo

Poupar gasóleo é poupar a carteira e poupar o ambiente. Tome nota destas 10 dicas e sinta a diferença nas contas enquanto protege o planeta para o futuro.

10 dicas essenciais para poupar gasóleo
Ao poupar no gasóleo, também poupa o ambiente

Se andar de carro é mesmo indispensável no seu dia a dia, sabe bem que a fatura do combustível pode representar um rombo no orçamento familiar todos os meses. Poupar gasóleo torna-se, por isso, uma prioridade para evitar deixar o salário no posto de combustível.

Pode parecer-lhe estranho, mas o comportamento que adota ao volante ou a forma como cuida do carro podem influenciar o consumo final em até 40%. Quer saber mais? Então ponha-se confortável e leia: reunimos 10 dicas essenciais para quem quer fazer mais com o mesmo depósito.

10 dicas essenciais para poupar gasóleo ao máximo

1. Evite o ralenti

Evite o ralenti

Sabia que numa hora de ralenti o seu carro pode consumir 1litro de combustível? Agora que já sabe, pense bem antes de deixar o motor ligado enquanto espera que os passageiros se instalem.

O tempo em que tinha de ligar o carro e deixar o motor aquecer antes de arrancar já era. Se tem um carro com menos de 20 anos, basta dar à chave no momento em que quer arrancar. Vai poupar gasóleo sem sequer alterar a forma como conduz.

2. Não arranque em segunda

Não arranque em segunda

Sabemos que é chato estar no pára-arranca e sempre a mudar da primeira para a segunda velocidade, mas também sabemos que manter o carro em segunda vai aumentar o consumo de combustível.

Mesmo sendo exímio na arte de arrancar em segunda sem deixar o carro ir abaixo, evite fazê-lo: está a obrigar o motor a um esforço muito maior e, com isso, a forçar um consumo de combustível pouco amigo de quem gosta de poupar gasóleo.

3. Ande devagar

Ande devagar

Parece óbvio, mas representa uma medida de poupança maior do que acredita. Para ter uma ideia, um carro consome, a 120 Km/h, cerca de 44% mais combustível do que se circulasse a 100 Km/h.

Sobretudo quando circula em autoestrada, lembre-se que uma ligeira alteração da velocidade pode aumentar muito o nível de consumo. Se quer poupar gasóleo, comece a viagem uns minutos mais cedo e não deixe o ponteiro passar dos 100.

4. Mantenha a velocidade constante

Matenha a velocidade constante

Arranques e travagens bruscos são inimigos da condução sustentável. Além de provocarem um maior desgaste dos pneus e dos travões, desperdiçam muita energia, já que o motor faz um esforço grande para arrancar e trava logo de seguida, “deitando fora” o esforço que acabou de fazer.

Este ponto é particularmente importante na condução em cidade, onde se estima que cerca de 50% do consumo dos carros seja feito em arranques desnecessários em filas. Para poupar gasóleo, deixe alguma distância do carro da frente, arranque com calma e deixe a primeira velocidade engatada sem acelerar. Acompanha a fila na mesma e gasta muito menos.

5. Use mudanças altas em velocidades moderadas

Use mudanças altas em velocidades moderadas

Sim, a quarta e a quinta mudanças podem ser usadas na cidade. Se o espaço está livre e não se preveem travagens, deixe o carro seguir a uma velocidade moderada com uma mudança mais alta.

Um carro que segue a uma velocidade moderada mas com uma mudança alta está com o motor a baixas rotações, o que significa que está a fazer muito menos esforço para se mover. A consequência já a consegue adivinhar: menos esforço do motor faz poupar gasóleo e dinheiro no final do mês.

Aqui também importa saber que não convém “esticar” a primeira e a segunda mudanças, uma vez que são as que fazem mais esforço. Se tem um carro a gasóleo, troque de mudança entre as 1500 e as 2000 rotações por minuto (rpm); se tem um carro a gasolina, troque entre as 2000 e as 2500 rpm.

6. Desça com a inércia

Desça com a inércia

Se a rua é a descer, qual a necessidade de manter o motor em aceleração? Tire proveito das leis da física: nas descidas, o próprio peso do carro vai fazer com que acelere mesmo sem a ajuda do motor.

Evite, contudo, deixar o carro em ponto morto. Primeiro, porque é perigoso; depois porque o motor, mesmo tirando o pé do acelerador, está a contribuir para que o veículo mantenha a velocidade – tudo sem o menor esforço e a poupar gasóleo, como se quer!

7. Mantenha a pressão dos pneus

poupar gasóleo

O consumo de combustível é influenciado pela pressão dos pneus porque depende da maior ou menor aderência da borracha ao piso. Pneus com baixa pressão obrigam o motor a esforçar-se mais para fazer o carro andar, e pneus com pressão excessiva aderem mais ao piso e “prendem” o veículo.

Não custa nada, é fácil de verificar e de corrigir e é mais um contributo para ajudá-lo a poupar gasóleo. A pressão dos pneus deve ser verificada uma vez por mês e mantida nos valores que a marca aconselha. Se tem dificuldade em fazê-lo sozinho, procure uma oficina. Qualquer mecânico vai saber ajudá-lo.

8. Despeje a mala

Despeje a mala

Se é daquelas pessoas que traz metade da casa na mala do carro, pondere mudar de hábitos. A acumulação de carga torna o carro mais pesado e, claro, impede o motor de poupar gasóleo porque o obriga a puxar mais peso. Se traz carga de que não precisa, deixe-a em casa.

Outra noção que pode ajudar o carro a poupar é a disposição da carga. Evite concentrar o peso na parte da frente do carro e, se trouxer muita carga, tente distribuí-la de forma igual pelos dois lados do veículo. Um carro mais estável ajuda o motor a ser mais eficiente.

9. Não altere a aerodinâmica

Não altere a aerodinâmica

Não é por acaso que todos os carros têm uma forma comum: mais “afiados” à frente do que atrás. A estrutura dos automóveis é desenhada para ser aerodinâmica, isto é, para fazer o mínimo possível de resistência ao ar e, com isso, aliviar o esforço do motor.

Assim, se quer poupar gasóleo evite mexer com a aerodinâmica do carro: barras de tejadilho só mesmo quando forem indispensáveis e janelas abertas só mesmo nas velocidades mais baixas. Neste último caso, mantenha presente que o ar condicionado também aumenta o consumo de combustível e, por isso, deve tentar equilibrar com a abertura das janelas.

10. Cuide do seu motor

Cuide do seu motor

Tal como os pneus, o motor do carro também pode ser um fator decisivo quando o assunto é poupar gasóleo. Um motor bem cuidado e bem lubrificado é muito mais eficiente e faz menos esforço para pôr o carro a mexer, ao passo que um motor desafinado ou mal lubrificado vai precisar de consumir mais combustível para fazer o mesmo trabalho.

Tenha, por isso, o cuidado de respeitar todas as manutenções aconselhadas pela marca, mantendo o motor bem vigiado pelo mecânico e com o menor número de falhas possível. No longo prazo vai sentir a diferença nos consumos.

Agora que já sabe como poupar gasóleo como um mestre, não se esqueça de que saber cuidar do seu carro também é um grande passo para evitar despesas desnecessárias.

Veja também: