Publicidade:

Por que é que se conduz pelo lado esquerdo em alguns países?

Se acha que conduzir pelo lado esquerdo é “estranho”, talvez se surpreenda com a origem e história desta prática. Contamos-lhe tudo e regressamos ao passado.

Por que é que se conduz pelo lado esquerdo em alguns países?
Saiba o que diz a história

Se acha estranho conduzir pelo lado esquerdo, leia sem preconceitos nem ideias pré-concebidas o texto seguinte e irá ficar muito surpreendido. Afinal, a pergunta a fazer não é por que se conduz pelo lado esquerdo em alguns países e não pelo direito, mas sim por que se conduz por lados diferentes em regiões distintas do globo. Fique a saber tudo!

Contamos-lhe, porque se conduz pelo lado esquerdo em alguns países


conduzir pela esquerda

É certo que quando pensamos em condução pelo lado esquerdo da estrada, lembramo-nos imediatamente do Reino Unido. Porém, há que começar por lembrar que esta não é uma caraterísticas exclusiva de Inglaterra e que é, sim, uma prática partilhada com mais 55 territórios (34% dos países em todo o mundo), distribuídos por 5 continentes (Ásia, África, Europa, Oceânia e América). Naturalmente, que entre estes territórios se destacam algumas ex-colónias britânicas, como Austrália, Índia, Tailândia, África do Sul, Zimbábue, Guiana, entre outros.

Origem

Há várias teorias sobre a origem desta prática. Muitos defendem que esta é uma prática que remonta aos tempos da Roma Antiga (ou, mesmo, às civilizações egípcias ou gregas). Por exemplo, os exércitos romanos marchavam pela estrada do lado esquerdo e essa convenção permaneceu. Como 85% a 90% dos humanos são destros, em tempos idos, circular pelo lado esquerdo era mais sensato, caso fosse necessário desembainhar a espada e defender-se de algum ataque. Também por isso, em 1300, o Papa Bonifácio VIII ordenou que os peregrinos que viajassem para Roma o fizessem pelo lado esquerdo.

Depois, com o desenvolvimento urbano, os cavalos e as carruagens continuaram a deslocar-se do lado esquerdo da estrada. Da mesma forma, quando surgiram os carros, manteve-se a tradição de circular do lado esquerdo.

Em 1756, foi assim regulamentada a circulação pelo lado esquerdo na London Bridge e, em 1773, o General Highway Act recomendava que os cavaleiros, condutores de carruagens e os camponeses circulassem sempre pelo lado esquerdo. Assim, em 1835, o Ato Highway tornou obrigatória em todo o império britânico a circulação pelo lado esquerdo, decisão firmada no British Roads Act (espécie de Código da Estrada britânico da época).

Então, por que noutros países se conduz pelo lado direito?

conduzir pela direita

Tendo em conta a origem e a história desta prática, afinal agora o mais “estranho” parece mesmo ser circular pelo lado direito. E, então, por que será assim em alguns locais, como Portugal?

No século XVIII, alguns países começaram a circular pelo lado direito. Exemplo disso, foram os Estados Unidos da América, onde as primeiras carruagens de transporte – as Conestoga Wagon – eram puxadas por quatro ou seis cavalos, fazendo o condutor movimentar o cavalo do lado esquerdo, de maneira a manejar as rédeas mais facilmente com a mão direita. Em 1792, o Estado da Pennsylvania promulgou uma lei que obrigava a circular pelo lado direito na estrada. Rapidamente, outros estados e províncias fizeram o mesmo.

Na Europa, a França e a Revolução Francesa operaram uma série de mudanças, entre elas a forma de circular. Os países invadidos, entre os quais Portugal, foram obrigados a passar a circular pela direita, prática se manteve, mesmo depois da retirada dos franceses.

O caso do Ford T

Mas não é só à Revolução Francesa que se deve esta revolução na forma de conduzir. Quando Henry Ford produziu o seu Model T em série, o sucesso foi enorme nos Estados Unidos da América, o que o levou racionalizar a produção e a colocar o volante à esquerda, como era norma nos Estados Unidos da América e no Canadá.

Deste modo, foi-se impondo na indústria e nas regras de circulação o carro com volante à esquerda, não só no continente americano, como em grande parte da Europa.

Quanto custaria ao Reino Unido passar a conduzir pelo lado direito?

Dois anos após a Suécia ter passado a conduzir pelo lado direito – apesar do voto contra de 82% dos suecos -, em 1969, o governo britânico avaliou essa possibilidade. A ideia foi abandonada devido a custo da mudança, calculado em 264 milhões de libras.

Países que circulam pela esquerda

  • África do sul;
  • Antígua e Barbuda;
  • Austrália;
  • Baamas;
  • Bangladesh;
  • Barbados;
  • Botsuana;
  • Brunei;
  • Butão;
  • Chipre;
  • Dominica;
  • Fiji;
  • Granada;
  • Guiana;
  • Hong Kong;
  • Ilhas Salomão;
  • Índia;
  • Indonésia;
  • Irlanda;
  • Jamaica;
  • Japão;
  • Macau;
  • Malásia;
  • Malawi;
  • Maldivas;
  • Malta;
  • Maurícias;
  • Moçambique;
  • Namíbia;
  • Nauru;
  • Nepal;
  • Nova Zelândia;
  • Papua Nova Guiné;
  • Paquistão;
  • Quénia;
  • Quiribati;
  • Reino Unido;
  • Samoa;
  • Santa Lúcia;
  • São Cristóvão e Névis;
  • São Vicente e Granadinas;
  • Singapura;
  • Sri Lanka;
  • Suazilândia;
  • Suriname;
  • Tailândia;
  • Timor-Leste;
  • Tonga;
  • Trindade e Tobago.
  • Uganda;
  • Zâmbia;
  • Zimbabué.

Como ficou claro, não há uma maneira mais ou menos correta de circular e conduzir, nem uma método mais ou menos válido do que outro. O importante é que cumpra as regras estabelecidas no Código da Estrada de cada país que visite e, caso circule a pé, posicione-se sempre de maneira a estar de frente para os automóveis. Este é o modo mais seguro e que, por isso, deve sempre ser seguido.

Veja também: