Publicidade:

Fintech: o casamento entre finanças e tecnologia veio para ficar

As fintech têm ganho terreno no contexto nacional e internacional. Ainda não sabe o que podem fazer por si ou como tirar partido da sua oferta de valor?

Fintech: o casamento entre finanças e tecnologia veio para ficar
Saiba como as fintech podem simplificar a sua vida

Fintech resulta da combinação entre finanças e tecnologia, sendo que a sua designação resume bem a sua proposta de valor. Oferecer serviços financeiros tirando partido das vantagens que a tecnologia nos dá. É assim possível a estas empresas oferecerem serviços financeiros diferenciadores e que nos vêm simplificar a vida.

Estas empresas põem a tecnologia ao serviço da inovação. Criam metodologias, processos e ferramentas que facilitam o acesso a serviços financeiros.

Fintech: vantagens e características


Uma fintech oferece aos utilizadores burocracia reduzida, custos baixos e maior controlo sobre operações financeiras. Podem oferecer diversos serviços financeiros tanto para empresas como para particulares, tais como meios de pagamentos, financiamentos, transferência de recursos ou seguros.

Disponibilizam também plataformas de gestão de finanças pessoais e podem ainda fazer intermediação financeira.

Serviços que disponibilizam


fintech

As fintech apresentam serviços diversificados desde contas bancárias, serviços de pagamentos, plataformas de investimento e empréstimos e plataformas de gestão de finanças pessoais.

Conta bancária digital

Já imaginou dispor de uma conta bancária sem burocracia e mantendo todas as vantagens tradicionais deste mecanismo de poupança/gestão financeira corrente?

Com uma conta bancária digital, basta estar ligado à internet para poder efetuar todas as operações que efetuaria de uma forma tradicional. Pode realizar diversas operações financeiras como transferências, pagamentos, consulta de saldos.

Neste segmento, as fintech apresentam-se como boas alternativas aos bancos tradicionais em que a maioria cobra comissões de manutenção de conta. E oferecem os mesmos serviços por valores bem mais reduzidos.

Empréstimos e microsseguros

Há também fintech que atuam no segmento dos empréstimos e microsseguros, sendo possível solicitá-los de forma totalmente online. Nesta área ganham importância as empresas que emprestam dinheiro sem ser necessária intermediação financeira, como a portuguesa Raize.

Investimentos

Da mesma forma que se estão a afirmar nos empréstimos, as fintech que oferecem novas oportunidades de investimento estão também a proliferar. Muitas delas propõem investimentos alternativos via online e apresentam custos muito competitivos, o que faz com que a margem de ganho do investidor não seja esmagada pelas comissões que pagaria num banco por este serviço de intermediação financeira.

Soluções em pagamentos

Algumas soluções propostas pelas fintech vão tornar-se possíveis graças a novas iniciativas legislativas, como é o caso da PSD2 – Payment Services Directive na União Europeia.

Através da nova diretiva, estas empresas passam a poder intervir no sistema de pagamentos e a realizar operações que até agora só podiam ser efetuadas exclusivamente por bancos. Algumas destas fintech estão a criar novas formas de pagamento como impressão digital ou comando de voz.

Negociação e troca de criptomoedas

As fintech diferenciam-se também por criar soluções e disponibilizar serviços associados a inovações financeiras. Um exemplo paradigmático são as criptomoedas.

Desde a criação da Bitcoin em 2009, desenvolveram-se várias startups para negociarem criptomoedas. Funcionam como se de uma bolsa de valores se tratasse. Disponibilizam plataformas de negociação aos seus clientes, possibilidade de câmbio entre moedas virtuais ou opção de compra destas moedas com dinheiro “tradicional”.

Alguns exemplos de fintech de sucesso


fintech

Nacionais

Zercatto

Fundada por especialistas em finanças, o objetivo da Zercatto é permitir aos investidores maximizar o valor das suas carteiras, dando-lhes acesso a algumas estratégias de negociação bem-sucedidas.

Seedrs

A Seedrs é uma plataforma de crowdfunding que possibilita investir no capital de startups através de um processo simples e online.

MagniFinance

A MagniFinance é uma plataforma de gestão financeira para empresas. Automatiza 90% das tarefas de gestão financeira.

Analytical Trader

Esta é uma plataforma de análise da informação de negociação de instrumentos financeiros que utiliza técnicas inovadoras para desenvolver softwares que ajudam os investidores a negociar nos mercados financeiros.

Go Parity

É uma plataforma de crowdfunding portuguesa que tem como objetivo angariar financiamento para projetos que gerem benefícios sociais (e não apenas retorno financeiro) e que permitam contribuir para os ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Internacionais

Nubank

startup brasileira Nubank atua como se fosse um banco exclusivamente digital. Em 2017 lançou a NuConta. Uma conta sem comissões e controlada por uma app. Através desse método, o cliente pode transferir dinheiro e fazer pagamentos ou aplicações financeiras.

Warren

A Warren propõe uma solução alternativa de investimento para quem pensa que as taxas de juro dos bancos rendem muito pouco, mas tem medo de arriscar noutros produtos financeiros por ter dificuldade em entendê-los.

Nascida nos Estados Unidos, mas desenvolvida no Brasil, a Warren recorre à utilização de algoritmos para fazer investimentos de acordo com o perfil do cliente, sem que este tenha que estar constantemente a acompanhar o mercado financeiro.

Ant Financial

É uma plataforma de pagamento, propriedade da gigante do comércio eletrónico Alibaba. Utiliza tecnologia de big data ligada à inteligência artificial para criar serviços financeiros personalizados.

Revolut

A Revolut nasceu no Reino Unido e promove a transferência de dinheiro gratuita entre países. Permite também fazer transações de criptomoedas e não cobra taxas.

Kensho

A Kensho oferece um software baseado em inteligência artificial para analisar eventos importantes para o mercado financeiro. Faz relatórios financeiros e prevê novas tendências.

Bem vindo ao maravilhoso mundo das fintech. Já escolheu a sua preferida?

Veja também:

Catarina Gonçalves Catarina Gonçalves

Catarina Gonçalves é economista, com experiência em finanças, gestão e inovação estratégica. Estudou economia porque queria entender o modus operandi do mundo. Apaixonada pelo conhecimento, das letras às ciências, sem esquecer a música, adora criar, discutir ideias e desenvolver projetos em equipa. Foi coautora de vários livros e colaboradora em diferentes publicações. Acredita que tudo tem um propósito e um tempo certo para acontecer. Coleciona experiências e viagens.

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].