Publicidade:

6 marcas de carros que já não existem

São muitas as memórias coletivas associadas a certos automóveis. Infelizmente algumas não perduram. Conheça 6 marcas de carros que já não existem.

6 marcas de carros que já não existem
Um passeio pelas memórias automóveis

Com o passar das décadas, são algumas as marcas de automóveis e respetivos fabricantes que deixam de produzir, pelas mais diferentes razões. Seja pelas novas condições de mercado, pela concorrência, por terem sido compradas e absorvidas por grandes grupos, entre outras. Tire alguns minutos para ser saudosista e recorde 6 marcas de carros que já não existem.

Estas marcas tinham, sem dúvida, fãs dedicados que sentem saudades dos modelos que, se ainda existirem, podem ser considerados verdadeiras relíquias. Ficou a faltar alguma?

6 marcas de carros que já não existem

1. Pontiac

A Pontiac era uma marca norte-americana que pertencia à General Motors. Fundada em 1926, esteve em funcionamento até 2010 na mítica cidade dos motores – Detroit. Foi uma marca bastante popular, pela qualidade dos seus modelos. Era mesmo esse o objetivo da marca – carros de alta cilindrada, que não fossem investimentos muito altos. Lançou o modelo mais conhecido, o Pontiac GTO, em 1964. Infelizmente a gestão da marca não foi a melhor e não resistindo à concorrência, acabou por encerrar em 2010.

 

2. Triumph

Neste momento a Triumph ainda existe, mas apenas como marca e fabricante de motas. A britânica Triumph Motor Company encerrou atividade em 1984, depois de quase 100 anos de atividade. A parte de produção dedicada às duas rodas motorizadas foi adquirida pela BMW em 1994. A Triumph começou por ser uma marca especializada na produção de bicicletas. O Triumph Spitfire, produzido entre 1962 e 1980, é modelo mais reconhecido.

 

3. Saturn

Outra das marcas de carros que já não existem que pertenceu à General Motors. A Saturn foi criada pelos americanos em resposta aos avanços dos carros japoneses no mercado. Foi criada em 1982 e teve algum sucesso, mas as vendas nunca foram grandes o suficiente para justificar a existência da marca, visto estar a desviar fundos de outros projetos da GM, que não recebeu o suficiente por ter criado a marca. O fim da Saturn ocorreu em 2010, depois de dois anos a tentar escapar à crise financeira que afetou tremendamente a GM. Acaba por ser uma das marcas de carros que mais se associa aos anos 80.

 

4. Daewoo

A Daewoo International foi fundada em 1967, tendo sido encerrada em 1999, como consequência da crise financeira asiática do virar do milénio. Chegou a ser o segundo maio conglomerado da Coreia, depois da Hyundai. Foi um fenómeno no mercado, sendo em tempos considerada uma das melhores marcas a circular. Algumas divisões do grupo empresarial – nenhuma relacionada com carros – sobrevivem hoje em dia de forma independente.

 

5. Hummer

Mais uma das marcas de carro que já não existem que foi “vítima” da queda da General Motors. Os carros da Hummer foram verdadeiros objetos de desejo, e atraíram muitos amantes de muscle cars. A crise, os custos de produção e os elevadíssimos consumos deste tipo de carro, ditaram o final da Hummer em 2010.

 

6. De Tomaso

A italiana De Tomaso foi encerrada há relativamente pouco tempo, em 2015. A atitude individualista desta marcar foi o que a tornou única. Fundada em 1959, ficou reconhecido por produzir desportivos com motores Ford. Os modelos mais reconhecidos eram o Mangusta e o Pantera.

 

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.

Também lhe pode interessar: