Publicidade:

24 museus gratuitos aos domingos e feriados em Portugal

Selecionámos para si 24 museus que se não pagam ao domingo, mas saiba que há outros para além destes. Núcleos culturais onde vai poder entrar sem pagar.

24 museus gratuitos aos domingos e feriados em Portugal
Cultura a custo zero!

Desde julho de 2017, que as entradas nos Monumentos, Palácios e Museus sob tutela da Direção Geral do Património Cultural são gratuitas aos domingos e feriados até às 14h00, para todos os cidadãos residentes em território nacional. A lista dos museus gratuitos ao domingo é vasta e, melhor ainda, contempla núcleos museológicos um pouco por todo o país. Assim, já não há desculpa para ir com toda a família até estes museus que não pagam ao domingo e fazer dessa visita uma rotina cultural a repetir todas as semanas.

E já agora, fique com a lista completa dos museus que não se pagam ao domingo, aqui.

24 museus gratuitos aos domingos e os feriados


1. Museu de Serralves, Porto

O Museu Serralves é mais importante museu de arte contemporânea em Portugal e está situação da incrível espaço da Fundação de Serralves. Com exposições permanentes de sua coleção e temporárias, a Fundação de Serralves também conta com um parque, uma biblioteca e espaço de restauração.

A entrada é gratuita no 1º domingo de cada mês, das 10h às 13h. Nos demais domingos aplica-se o tarifário em vigor. A entrada também é gratuita para os Amigos de Serralves e para clientes BPI mediante documento de identificação.

Visitar museu >>

2. Museu Calouste Gulbenkian, Lisboa

A Fundação Calouste Gulbenkian alberga um museu com uma das maiores coleções de arte do país. No Museu Calouste Gulbenkian é possível visitar a Coleção do Fundador e a Coleção Moderna situadas em dois edifícios distintos localizados num dos mais emblemáticos jardins de Portugal.  No Museu também é possível visitar exposições temporárias durante todo o ano. A entrada é gratuita todos os domingos, a partir das 14h.

Visitar museu >>

3. Museu Nacional dos Coches, Lisboa

A 23 de maio 2015, foi inaugurado o novo Museu Nacional dos Coches, localizado num novo edifício. Neste espaço, pode ficar a conhecer uma coleção única no mundo de viaturas de gala e de passeio dos séculos XVI a XIX. A grande maioria destas viatura provém da Casa Real Portuguesa, havendo outros provenientes da Igreja e de coleções particulares. O modo como a coleção está exposta permite compreender a evolução técnica e artística dos meios de transporte de tração animal, utilizados pelas cortes até ao aparecimento do automóvel.

Visitar museu >>

4. Museu Nacional do Traje, Lisboa

Este museu foi criado em 1976 e reúne uma coleção de indumentária histórica e acessórios de traje, desde o século XVIII à atualidade. Está instalado no Palácio Angeja-Palmela e tem anexo o Parque Botânico do Monteiro-mor. Aqui é feita a divulgação do traje e do têxtil, além da salvaguarda do Parque Botânico do Monteiro-Mor.

O espaço possui coleções de traje civil, nacional e internacional e respetivos acessórios, fragmentos de tecidos e peças de bragal, materiais e equipamento que testemunham os processos de produção do têxtil, do traje e acessórios. Além disso, há ainda no seu acervo coleções de bonecas e respetivos trajes, pintura e mobiliário, entre outras.

Visitar museu >>

5. Museu Nacional de Arte Antiga, Lisboa

Com mais de 40.000 itens, o acervo deste museu tem o maior número de obras classificadas pelo Estado como “tesouros nacionais”. Além disso, possui obras de referência do património artístico mundial. Aqui pode encontrar belos exemplares de pintura, iluminura, escultura, ourivesaria, mobiliário, cerâmica, têxteis, vidros, desenhos e gravuras. Isto, já para não falar dos famosos Painéis de São Vicente, de Nuno Gonçalves, considerada uma obra de enorme importância simbólica na cultura portuguesa e singular na história da pintura europeia.

Visitar museu >>

6. MNAC – Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Lisboa

O MNAC foi fundado em 1911. As suas coleções atravessam a história da arte portuguesa desde a segunda metade do século XIX até à atualidade, constituindo um núcleo museológico incontornável. Aqui encontram-se obras de Columbano Bordalo Pinheiro, Amadeo de Souza-Cardoso, Fernando Lanhas e Helena Almeida, entre muitos outros.

Visitar museu >>

7. Museu Nacional do Azulejo, Lisboa

Para os fãs deste revestimento tão típico do nosso país, este museu possui uma vasta coleção de azulejaria, para além de belíssimos exemplares de cerâmica, utensílios e outros documentos. Este espaço também merece uma visita pelo edifício em que se encontra instalado: o antigo Mosteiro da Madre de Deus, fundado em 1509 pela rainha D. Leonor.

Visitar museu >>

8. Museu Nacional de Arqueologia, Lisboa

Para quem se interessa por arqueologia, aqui encontra várias coleções que podem ser do seu interesse. Neste núcleo, pode encontrar antiguidades egípcias e tesouros da arqueologia portuguesa, como exposições permanentes.

Visitar museu >>

9. Museu Nacional Soares dos Reis, Porto

Este museu portuense está instalado no Palácio dos Carrancas, um edifício construído nos finais do século XVIII, altura desde a qual sofreu várias adaptações para esta nova função. No espaço, é possível visitar uma grande variedade de coleções de peças de cerâmica, escultura, gravura, joalharia, mobiliário, ourivesaria, pintura, têxteis e vidros. São vários os autores representados como Marques da Silva (1853-1927), Silva Porto (1850-1893) e Soares dos Reis (1847-1889).

Visitar museu >>

10. Museu Nacional Machado de Castro, Coimbra

Neste museu é possível encontrar coleções artísticas com peças bastante valiosas e de tipologia muito variada. Há peças de escultura e pintura; exemplares valiosos de ourivesaria e joalharia; e o melhor das artes decorativas com itens de mobiliário e têxteis. Existe, ainda, espaço para a arqueologia e outras coleções de metais, vidros, livro antigo e orientais.

Visitar museu >>

11. Museu Grão Vasco, Viseu

Este núcleo museológico possui uma coleção de obras de arte de tipologia e cronologia diversas. Aqui pode encontrar um conjunto notável de pinturas de retábulo, algumas das quais da autoria de Vasco Fernandes (c. 1475-1542), também conhecido por Grão Vasco. O acervo inclui ainda objetos e suportes figurativos destinados a práticas litúrgicas; peças de arqueologia; uma importante coleção de pintura portuguesa dos séculos XIX e XX; e, também, exemplares de faiança portuguesa, porcelana oriental, mobiliário e têxteis.

Visitar museu >>

Outros Monumentos, Palácios e Museus gratuitos ao domingo

12. Palácio Nacional da Ajuda;

13. Mosteiro dos Jerónimos;

14. Torre de Belém;

15. Panteão Nacional;

16. Museu Nacional do Teatro e da Dança;

17. Museu Nacional da Etnologia;

18. Museu de Arte Popular;

19. Casa Museu Dr. Anastácio Gonçalves;

20. Museu Monográfico de Conímbriga;

21. Palácio Nacional de Mafra;

22. Mosteiro da Batalha;

23. Mosteiro de Alcobaça;

24. Convento de Cristo.

Comece já a planear a sua próxima saída de fim-de-semana até um destes museus que não se pagam ao domingo. Gratuitos para todos até às 14h, esta é mesmo uma oportunidade imperdível de conhecer um pouco sobre o património cultural nacional que, afinal, pertence a todos nós. Reúna a família e os amigos e parta à descoberta destes 9 belíssimos museus que não se pagam ao domingo.

Veja também: