Publicidade:

Pontos de açúcar: aprenda já como fazê-los

Quando vê uma receita com pontos de açúcar, desiste logo de a levar avante? Este artigo é mesmo para si. Aprenda connosco a fazer vários pontos.

Pontos de açúcar: aprenda já como fazê-los
De cabelo, pérola ou areia: fique a conhecer todos os pontos de açúcar

Alcançar os pontos de açúcar pretendidos parece uma tarefa difícil. A diferença de temperatura entre alguns pontos pode ser de apenas 1ºC – o que parece exigir perícia -, mas basta estar atento e vigilante, para conseguir perceber se o açúcar já atingiu, ou não, o estado desejado.

Este é um exercício que exige alguma paciência e rigor, mas não é seguramente uma missão impossível. Por isso, leia com atenção o nosso artigo e coloque hoje mesmo em prática uma receita que inclua pontos de açúcar. Desafie a sua mão de doceiro!

Aprenda a fazer 11 pontos de açúcar


Para fazer qualquer calda de açúcar, deve levar ao lume uma porção de água e de açúcar. De seguida, introduzir na calda uma colher de pau e retirar. Esta será a forma de avaliar o ponto de açúcar atingido.

De seguida, apresentamos os diversos pontos de açúcar, do primeiro ao último a ser obtido.

 Açúcar

1. Ponto de Pasta
250g de açúcar + 190ml de água
Temperatura da calda: 101º C
A calda não escorre pela colher e já há algum açúcar que fica agarrado à colher.

2. Ponto de Fio
250g de açúcar + 190ml de água
Temperatura da calda: 105º C
Prolongando a fervura, alcançará o ponto de fio, quando escorrerem da colher fios de calda, ainda que sem grande resistência.

3. Ponto de Cabelo
250g de açúcar + 190ml de água
Temperatura da calda: 106º C
Quando a calda atingir apenas mais 1ºC, chega ao ponto de cabelo em que escorrem da colher fios, desta feita finos e estaladiços.

4. Ponto de Pérola
250g de açúcar + 120ml de água
Temperatura da calda: 108º C
Se o que escorre da colher já é um fio espesso com uma gota suspensa na extremidade, obteve o ponto de pérola.

5. Ponto de Estrada
250g de açúcar + 75ml de água
Temperatura da calda: 110º C
Se deslizar a colher pelo fundo do tacho e se formar uma espécie de estrada que desvende o fundo do tacho, significa que alcançou precisamente o ponto de estrada.

6.Ponto Assoprado
250g de açúcar + 60ml de água
Temperatura da calda: 115º C
Molhe na calda uma escumadeira, retire-a e sopre através dos seus furos. Se se formarem bolhinhas, como se de bolinhas de sabão se tratasse, a calda está em ponto assoprado.

7. Ponto de Espadana
250g de açúcar + 60ml de água
Temperatura da calda: 117º C
Se quando a calda escorre da colher, ela cai com a forma da lâmina de uma espada, ela está em ponto de espadana.

8. Ponto de Rebuçado
250g de açúcar + 50ml de água
Temperatura: 126º C
Se ao deitar um pouco de calda num recipiente com água fria, se formar um monte duro e quebradiço, atingiu o ponto de rebuçado.

9. Ponto de Bola Rija
250g de açúcar + 50ml de água
Temperatura: 129º C
Se ao colocar um pouco de calda num recipiente com água fria, se formar uma bola consistente, alcançou o ponto de bola rija.

10. Ponto de Areia
250g de açúcar + 50ml de água
Temperatura: 140º C
Quando a calda começa a secar, a cristalizar e a agarrar-se às paredes do tacho, ela está em ponto de areia.

11. Ponto de Caramelo
250g de açúcar + 50ml de água
Temperatura: 145º C
O último ponto a atingir é o de caramelo e é atingido quando o açúcar volta a derreter e ganha uma tonalidade acastanhada.

Depois destas explicações, fazer pontos de açúcar já não o vai deixar em ponto de rebuçado, pois não? Então, pegue já num tacho, em água e açúcar, e percorra cada um destes pontos. Se tem crianças aí por casa, leve-as para a cozinha e mostre-lhes a fascinante viagem que o açúcar faz do ponto de pasta ao de caramelo. Vão delirar!

Veja também: