Publicidade:

TAEG: o que é e para que serve?

Se vai pedir um empréstimo ao banco, tem de trazer esta sigla na ponta da língua. Aprenda o valor da TAEG: o que é e para que serve?

TAEG: o que é e para que serve?
Se vai pedir um empréstimo, conheça bem todas as siglas

Se vai pedir um empréstimo ao banco e já andou a fazer alguma pesquisa, certamente já se cruzou com a TAEG e com mil e uma recomendações para se manter atento a ela. Mas o que significa esta sigla? Neste artigo, vamos dizer-lhe tudo sobre a TAEG: o que é e para que serve? Pode fazer toda a diferença no momento de contratar um crédito.

TAEG: o que é e para que serve?


TAEG: o que é e para que serve?

Vamos começar pela definição: a TAEG é a Taxa Anual de Encargos Globais e representa o custo total de um crédito imputado ao consumidor, expresso em percentagem do valor emprestado. Trocado por miúdos, é o valor que vai pagar ao banco para que lhe seja emprestado dinheiro.

Vamos dar-lhe um exemplo. Imagine um empréstimo com estas características:

  • Valor emprestado: 10.000€;
  • Prazo: 5 anos (60 meses);
  • Taxa de juro: 8%;
  • Comissão inicial: 200€;
  • Comissão mensal: 1,5€.

Neste caso, a TAEG é a soma dos três últimos valores (800€ de juros + 200€ de comissão inicial + 90€ de comissões mensais), que representam 10,9% do total que está a pedir emprestado.

A TAEG serve para comparar créditos mais facilmente, porque diz imediatamente quanto paga por eles.

O que está incluído na TAEG?

É o terceiro elemento a saber sobre a TAEG: o que é e para que serve? A TAEG inclui:

  • Os juros;
  • Os impostos;
  • Os emolumentos;
  • Os seguros exigidos pelo banco;
  • As comissões de manutenção de conta (quando esta é exigida pelo banco);
  • A remuneração do intermediário de crédito (quando não é vinculado);
  • Outros encargos associados ao contrato.

O que não está incluído na TAEG?

Na TAEG não são considerados os custos de atraso no pagamento da mensalidade nem as comissões de reembolso antecipado. Os custos notariais também não estão incluídos.

Onde encontro a TAEG?

Agora que sabe tudo sobre a TAEG pode procurá-la nas propostas dos bancos. A indicação deste valor é obrigatória em todas as Fichas de Informação Normalizada Europeia (FINE), entregues pelo banco no momento da simulação do crédito.

Não confunda!

TAEG não é o mesmo que TAE. A primeira inclui todos os custos, a segunda só inclui parte deles. Se tentarem vender-lhe um crédito com base na TAE, não se deixe enganar.

Também a Taxa Anual Nominal (TAN) é uma versão incompleta da TAEG. Neste caso, a TAN inclui apenas os juros do empréstimo e deixa de fora todos os outros custos adicionais que o banco vai cobrar.

Também convém conhecer o Montante Total Imputado ao Consumidor (MTIC), que, no fundo, é a TAEG traduzida em euros. Se as percentagens o deixam confuso, o MTIC é a forma mais imediata de ver, em euros, quanto vai pagar a cada banco pelo empréstimo que pediu.

Veja também: