Plano de Saúde Medicare

Gratuito durante 6 meses!

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt

Saber mais

Tudo sobre as doenças cardiovasculares

As doenças cardiovasculares são todas aquelas que afetam o coração e os vasos sanguíneos. Conheça algumas delas.

Tudo sobre as doenças cardiovasculares
Quando as artérias “entopem”

Cardiovasculares = cardio + coração e vasculares + vasos sanguíneos.  A própria palavra nos dá dicas sobre o que significa. Essencialmente, as doenças cardiovasculares são todas aquelas que provam o depósito de gordura e cálcio no interior das artérias e dificultam, ou impedem até, a passagem do sangue pelos órgãos vitais do corpo.

De todas as existentes, as mais preocupantes são as doenças cardiovasculares das artérias coronárias (coração) e das artérias do cérebro.

De acordo com as artérias atingidas, podem desenvolver-se as seguintes doenças cardiovasculares:

  • Doença das artérias coronárias
  • Ataque cardíaco
  • Angina de peito
  • Síndrome coronariana aguda
  • Aneurisma da aorta
  • Arritmias
  • Doença cardíaca congénita
  • Insuficiência cardíaca
  • Doença cardíaca reumática
 

Fatores de risco para doenças cardiovasculares

As doenças cardiovasculares tendem a desenvolver-se por dois tipos de motivos; endógenos, ou seja, não modificáveis e pertencentes ao ADN da pessoa; e exógenos, ou seja, fatores do estilo de vída que podem ser alterados.

Fatores endógenos:

  • Idade
  • Sexo
  • Genética
  • Histórico familiar de doenças cardiovasculares

Fatores exógenos:

 

Doenças cardiovasculares em Portugal

O enfarte do miocárdio e o AVC são uma das principais causas de morte em Portugal.

O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge desenvolveu um estudo onde percebeu que, numa população entre os 18 e os 79 anos, cerca de 55% das pessoas têm 2 ou mais fatores de risco cardiovascular.

Isto é uma prova de que ainda há em Portugal um longo caminho a percorrer no que diz respeito à prevenção deste tipo de doenças, com especial enfoque para o acidente vascular cerebral, em que somos um dos países com maior mortalidade na Europa.

 

3 dicas de prevenção

A aposta na prevenção é absolutamente essencial. Se existem fatores de risco que não podemos controlar, outros há que estão ao nosso alcance para conseguirmos baixar a probabilidade de contrairmos doenças cardiovasculares.

 

Exercício Físico

Mexa-se! Uma caminhada diária de 30 minutos já é o suficiente para baixar o risco de contrair doenças cardiovasculares.

 

Dieta saudável

Quanto menos “porcarias” ingerir, menos probabilidades tem de estar a entupir as artérias com gorduras e outros bloqueadores. Não quer isto dizer que não possa cometer um pecado de vez em quando, mas, por norma, tente levar uma dieta equilibrada e regrada. Peso em excesso só lhe vai causar mais problemas.

 

Deixe o tabaco

O fumo em nada ajuda os problemas cardiovasculares. Na verdade, o fumo prejudica-o em todos os níveis, e não é só na saúde, na carteira também! Porque não tenta ver-se livre de vez deste vício?

Veja também: