Pagar cartões de crédito: 4 dicas para saldar dívidas mais rápido

Se está numa situação de sobre-endividamento e já não sabe o que fazer, conheça aqui 4 estratégias simples para pagar cartões de crédito mais rapidamente.

Pagar cartões de crédito: 4 dicas para saldar dívidas mais rápido
Estratégias para se livrar das dívidas rapidamente

Para pagar cartões de crédito é necessário alguma disciplina, até para evitar as taxas de juro associadas ao endividamento, que, por norma, são elevadíssimas.

Se, por um lado, possuir um cartão de crédito é extremamente útil – não só em compras internacionais e online, na programação de pagamentos e mesmo para ganhar dinheiro (já que grande parte dos cartões de crédito possibilita a acumulação de pontos ligados a ofertas, descontos e promoções) -, por outro é um risco, no caso de não conseguir controlar as despesas.

Ou seja, apesar das vantagens concretas dos cartões de crédito, é relativamente frequente transportar a dívida de mês para mês, promovendo o sobre-endividamento.

Pagar cartões de crédito: dicas para saldar dívidas mais rápido

Um cartão de crédito pode ser uma ótima ferramenta de gestão de finanças pessoais, nomeadamente se o utilizar para o pagamento de despesas não essenciais, avaliando o montante gasto mensalmente.

Assim sendo, se é detentor de um ou vários cartões de crédito, tenha em atenção o seguinte:

  • O montante despendido está sujeito a juros, caso o pagamento não esteja definido a 100%;
  • Normalmente as taxas de juro associadas aos cartões de crédito é superior a outros meios de financiamento ou crédito pessoal.

Se está a lidar com um cenário de acumulação de endividamento, confira aqui algumas dicas para pagar cartões de crédito mais rapidamente.

1. Reduzir o número de cartões

pagar-cartoes-de-credito

Se possui mais do que um cartão de crédito, concentre-se numa dívida de cada vez. Analise qual dos cartões possui taxas de juro mais elevadas e menor valor em dívida e pague esse valor. Em seguida, utilize o valor que pagava mensalmente nesse cartão para amortizar a dívida de outro.

2. Efetuar pagamentos pontuais

pagar-cartoes-de-credito

O seu cartão permite pagar mensalmente a divida adquirida a 100% em determinado dia do mês (modalidade na qual não existe pagamento de juros). No entanto, o mais frequente é o pagamento de uma percentagem, que pode chegar a 3% a 5% do valor em dívida.

Se tiver o pagamento mínimo como modalidade ativa, dificilmente pagará a divida contraída em tempo útil, sendo que esta avolumar-se-á mensalmente.

Por essa razão, sempre que possível, faça pagamentos pontuais de valor superior. Trata-se de uma estratégia simples para evitar o pagamento de juros desnecessários e mais rapidamente colocar o valor em dívida a zeros.

3. Analisar a viabilidade de consolidação de créditos

pagar-cartoes-de-credito

Se possui vários créditos (cartões de créditos, créditos pessoais, automóvel, habitação, entre outros) avalie a possibilidade de juntar todos os créditos num só contrato, ficando a pagar apenas uma única mensalidade.

Desta forma, poderá ter várias vantagens, entre as quais a redução da taxa de juro e aumento do prazo de pagamento.

4. Categorize as suas despesas

pagar-cartoes-de-credito

Uma análise simples do extrato do seu cartão de crédito poderá dar-lhe indicação das áreas em que está a gastar mais dinheiro, e como poderá reduzir essas despesas. Naturalmente, com o dinheiro que sobrar poderá pagar cartões de crédito mais rapidamente.

Veja também: