PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Tudo o que precisa saber sobre o exame Papanicolau

O Papanicolau consiste na recolha de células do colo uterino para exame em laboratório.

Tudo o que precisa saber sobre o exame Papanicolau
Saiba o que é, como é e quando fazer o exame ginecológico

Devemos estar sempre atentos aos sinais que o nosso corpo nos dá e é de extrema importância consultar o médico se ocorrer alguma mudança repentina.

Como mulheres devemos ter especial atenção e realizar o exame Papanicolau com regularidade, de forma a fazer o despiste de diferentes doenças.


3 perguntas sobre o exame Papanicolau



O que é o papanicolau?

O exame Papanicolau é um exame de rastreio ginecológico de citologia cervical, com o objectivo de prevenir o cancro do colo do útero.

Através deste exame é possível detectar a existência de cancro cervical em fase inicial e verificar a presençade  infecções e células cervicais fora do normal, que se podem transformar em células cancerosas. Este exame é muito importante, uma vez que as hipóteses de sobrevivência ao cancro do colo do útero são muito elevadas quando este é detectado no início. O tratamento pode prevenir o seu desenvolvimento.
 


Como é feito o papanicolau?

O exame ginecológico é muito simples, rápido e praticamente indolor, embora se possa sentir algum desconforto. O exame de Papanicolau deve ser realizado, de preferência, fora do período menstrual.

Nas 48 horas antes do exame, as mulheres devem evitar relações sexuais, duche vaginal, aplicação de gel ou óvulo, ou a utilização de tampão.

Para se realizar o exame de Papanicolau é necessário obter amostras do colo uterino e para o efeito, o ginecologista utiliza um espéculo que possibilita a visualização do canal vaginal e do colo do útero.
Após uma rápida inspeção, o médico irá introduzir uma pequena escova no orifício cervical para recolha de amostras de algumas células desta região.
 


Quando fazer o papanicolau?

Depende da sua idade e do seu histórico de saúde. Fale com o seu médico para saber o que é melhor para si. A maioria das mulheres pode seguir estas indicações:
  • A partir dos 21 anos - faça o exame a cada 2 anos.
  • A partir dos 30 anos - se os seus exames deram resultados normais nos últimos 3 anos, pode espaçar os exames ginecológicos para 3 anos.
  • Se tem mais de 65 anos - pergunte ao seu médico se pode parar com os testes.

Deve fazer os exames de Papaniculau com mais frequência se:
  • Tem um sistema imunitário fraco devido a um transplante de órgão, quimioterapia ou utilização de esteroides
  • A sua mãe tomou diethylstilbestrol (DES) durante a gravidez
  • Se tem VIH
Todas as mulheres que têm VIH, o vírus que provoca a SIDA, estão mais sujeitas a desenvolver cancro cervical e recomenda-se que façam um exame de Papanicolau inicial e que o repitam 6 meses depois. Se ambos os testes tiverem resultados normais, podem espaçar os exames ginecológicos e fazer os testes anualmente.

Veja também: