Publicidade:

13 formas de poupar dinheiro na universidade

Dos custos académicos, às festas estudantis, passando pelas despesas com alojamento, damos dicas preciosas para poupar dinheiro na universidade.

13 formas de poupar dinheiro na universidade
Dicas para diminuir custos académicos

Ser estudante universitário é sinónimo de descoberta, desafios, aventura, aprendizagem… e de contar o dinheiro ao cêntimo! Tirar um curso superior fica caro, mas há formas para se conseguir poupar dinheiro na universidade.

Os anos de universidade são, na realidade, excelentes para se aprimorar a “arte” de saber gerir dinheiro e poupar. Independentemente de se ser trabalhador-estudante e ganhar o próprio dinheiro, ou ter uma mesada dada pelos pais, há dicas fáceis de implementar para que o dinheiro dê para as coisas essenciais e ainda sobre para alguma diversão.

Dicas para poupar dinheiro na universidade

poupar-dinheiro-na-universidade

1. Criar e seguir um orçamento mensal

O primeiro passo é saber quanto dinheiro disponível e que despesas mensais fixas terá de suportar (renda, luz, água, internet, alimentação, etc). Sabendo, em média, o valor destas despesas vai ajudar a delinear o valor a retirar do orçamento para pagar estas contas. Só assim poderá perceber quanto é que sobra para compras pessoais. O orçamento deve ser cumprido à risca para evitar pedir mais dinheiro aos pais, ou emprestado, ou ter que contar cêntimos até ao final do mês.

2. Dividir casa

Viver sozinho, com privacidade, pode ser mais confortável mas dividir casa, além de ser mais divertido, é uma forma de se diminuir as despesas fixas que passam a ser partilhadas. De todos os tipos de alojamento, as residências universitárias são as mais económicas.

3. Alimentação regrada

A alimentação leva grande parte do orçamento mensal, por isso, para conseguir poupar dinheiro na universidade é preciso evitar comer fora. Optar pela cantina da universidade ou cozinhar as próprias refeições é o que sai mais barato. Criar um menu semanal, seguir uma lista de compras, optar por marcas brancas e trazer o saco de comida e miminhos que a mãe preparou no fim-de-semana ajudam imenso a poupar.

4. Livros em segunda mão

Os livros universitários são caros. Mas é possível poupar pedindo emprestado a colegas mais seniores, ou comprar em segunda mão. Fotocopiar sebentas e manuais também pode ser uma opção. As bibliotecas (da universidade ou públicas) são o maior aliado para se poupar dinheiro na universidade. Para além de poder usufruir dos livros, são excelentes sítios para se estudar.

5. Poupar nos transportes

Se é um estudante deslocado tente encontrar alguém da mesma zona com quem partilhar boleia quando vai a casa e regressa à universidade. Também usar os transportes públicos fica mais barato do que usar o carro, para além de que há sempre tarifários para estudantes que são mais em conta.

6. Chamadas e Internet de borla

O telemóvel e a Internet são indispensáveis para qualquer pessoa, muito mais para um estudante universitário. Mas não há necessidade de gastar muito dinheiro com telecomunicações. Hoje em dia todas as universidades têm Internet wireless grátis. Para poupar na conta de telemóvel também pode usar a Internet para fazer telefonemas grátis com programas como o Skype.

7. Usar todos os recursos da universidade

Uma outra forma de poupar dinheiro na universidade é usando todos os recursos que esta tem ao dispor. Para além da Internet e biblioteca as universidades são apetrechadas com laboratórios, ginásios, salas multimédia com sistemas de gravação áudio e vídeo, etc. Os recursos humanos também não devem ser esquecidos como: médicos, enfermeiros, psicólogos, professores de apoio. Use e abuse do que lhe é posto ao dispor. Afinal é também para isso que paga propinas!

8. Bolsas de estudo e formação adicional

Uma forma simples de poupar dinheiro na universidade é candidatando-se a bolsas de estudo. As universidades costumam oferecer bolsas de estudo aos alunos que precisam de ajuda financeira e também bolsas de mérito para quem tem resultados excecionais. Fique atento ao mural da universidade. Com frequência há cursos, oficinas e palestras gratuitas que acrescentam ao currículo académico e ao conhecimento.

9. Diversão low cost

Não há vida académica sem saídas e vida noturna! Para que haja diversão sem estourar o orçamento convém limitar o número de saídas à noite para uma por semana e ir apenas às festas realmente especiais. Há bares e discotecas que têm a noite do estudante com preços mais baratos. Outras opções de diversão são: jantares em casa de amigos em que todos levam uma contribuição; campeonatos de Playstation ou jogos de tabuleiro; idas ao cinema ou levar DVDs grátis da biblioteca; um passeio pela baixa da cidade ou jardim.

10. Exercício físico

Manter-se em forma e praticar desporto é importante para qualquer jovem. Os ginásios exigem o pagamento de uma mensalidade elevada e, muitas vezes, de fidelização. Em vez disso, porque não juntar-se a uma equipa universitária de futebol, basquetebol ou dança? Os desportos coletivos são um ótimo exercício e uma forma de fazer amigos. Correr ou fazer caminhadas também é muito eficaz e não custa dinheiro.

11. Usar e abusar das borlas e descontos para estudantes

Os estudantes beneficiam de uma série de preços mais baixos para várias atividades de lazer e entretenimento. Por exemplo, os cinemas têm bilhetes para estudantes a metade do preço. Quase todos os lugares turísticos, como museus, jardim zoológico, parques de diversão, galerias, têm desconto para estudantes. Muitas lojas também têm ofertas especiais para universitários. É só uma questão de perguntar e ter sempre o cartão de estudante à mão para aproveitar!

12. Trabalho em part-time

Outra forma de levar uma vida mais desafogada enquanto estudante universitário é aumentando o dinheiro disponível. Porque não arranjar um trabalho em part-time? Nas superfícies comerciais costuma haver vagas para trabalho ao fim-de-semana ou em turnos que possam ser conciliáveis com as aulas. Aproveitar as suas competências e conhecimentos para dar explicações ou aulas particulares também é uma boa forma de ganhar dinheiro.

13. Contenção nos extras

Se depois de todos os esforços sobrou dinheiro, é bom sinal. Se existir margem para isso, não tem mal nenhum mimar-se de vez em quando, mas de forma contida. Não é preciso estar sempre a comprar o último grito da moda em roupa ou o mais recente modelo de telemóvel. No mundo universitário é fácil cair em tentação para se ser igual ao colega mais popular. É, por isso, importante manter a modéstia e o foco para valer a pena o esforço.

Veja também: