Publicidade:

Prazos de entrega do IRS em 2018

Conheça os prazos de entrega do IRS em 2018, desde a verificação de faturas até às datas previstas para reembolsos. Recordarmos-lhe, ainda, as novidades deste ano.

Prazos de entrega do IRS em 2018
Atualize o seu calendário fiscal

A época do IRS aproxima-se e o novo ano traz algumas novidades. Já está a par dos prazos de entrega do IRS em 2018 e de outras datas importantes? Fique a par de tudo com a ajuda deste artigo.

Importa lembrar que todos aqueles que tenham obtido rendimentos de trabalho dependente, empresariais, capitais, profissionais, prediais, proveitos de pensões e mais-valias estão obrigados a entregar a declaração de rendimentos. Pessoas singulares entregam o modelo 3, enquanto que pessoas coletivas entregam o modelo 22.

IRS 2018: novidades


A maior novidade relativa ao IRS para 2018 é que as declarações têm de ser todas entregues online. Sim, leu bem: acabaram as declarações em papel. Este ano também se alargaram as declarações de IRS automáticas a contribuintes com filhos e quem usufrui de benefícios fiscais relativos a donativos. As Finanças estimam que cerca de 5 milhões de agregados podem usufruir deste tipo de declaração.

Entrega do IRS em 2018: datas importantes


ALT IRS

Confirmar faturas

Antes da entrega e submissão da declaração, é preciso verificar as faturas que estão no perfil pessoal de cada contribuinte, no separador e-Fatura do Portal das Finanças. Memorize esta data: 15 de fevereiro. É até aqui o limite para confirmar as faturas, as suas e as dos seus dependentes, se for o caso. Aconselhamos a ir tratando desta questão ao longo do ano, para evitar uma quantidade enorme de faturas para validar quando o prazo começa a apertar.

Atenção: se não verificar e confirmar as faturas pendentes, os valores dedutíveis não serão considerados para o seu reembolso.

A seguir, aponte no calendário a primeira quinzena da março. Entre 1 e 15 de março vai ser disponibilizada listagem completa das despesas e deduções apuradas com base nas faturas que foram automaticamente registas do e-Fatura. Tem estes quinze dias para reclamar dos valores que entende que não correspondem às faturas que foi guardando ao longo do ano.

Só pode fazer reclamação dos valores correspondentes às despesas gerais e familiares e ao benefício fiscal do IVA (despesas com lazer, beleza, manutenção de veículos e animais). No que toca a restantes categorias, pode acertar os valores que achar necessários na declaração manual.

Prazo de entrega do IRS 2018

O prazo de entrega é único, entre 1 de abril e 31 de maio, independentemente da categoria de rendimentos em que se insere. Voltamos a recordar a obrigatoriedade da entrega da declaração via Internet. Para quem não tiver computador ou acesso à Internet, vai existir apoio nos serviços de Finanças, Espaços do Cidadão e Juntas de Freguesia.

Contribuintes cujos únicos rendimentos são os das categorias A e H, trabalho dependente e pensões, podem então preferir pela declaração automática, que precisa apenas de ser confirmada e submetida.

Reembolsos 2018

A data mais esperada é o sétimo mês do ano. É entre os dias 1 e 31 de julho que se estipulou o intervalo para a liquidação do imposto e reembolsos. Se tiver entregado a declaração dentro do prazo, pode esperar a nota de liquidação e possível reembolso até ao fim do mês de julho. As Finanças asseguram que quem submeteu declarações automáticas deverá receber mais cedo do que esta data.

Pagamento do imposto

A última data a apontar no que toca à entrega do IRS em 2018, é 31 de agosto. É esta a data limite para o pagamento do imposto, caso se aplique.

Por fim, se ainda não fez o registo no Portal das Finanças faça-o já hoje para evitar atrasos. Lembramos que a password de acesso será enviada, por correio, para a sua morada fiscal e pode demorar até 5 dias úteis.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.