Publicidade:

Carro do ano: o melhor carro para comprar em 2019

O grupo PSA elegeu o carro do ano, ou seja, a melhor compra automóvel que pode fazer em 2019. Os Citroën Berlingo, Peugeot Rifter e Opel Combo estão na lista!

 
Carro do ano: o melhor carro para comprar em 2019
Design e relação qualidade/preço foram avaliados pelo júri Autobest

Segundo a Autobest, o carro do ano, ou seja, o melhor carro para comprar em 2019 é o Multi Purpose Vehicle (MPV) do Grupo PSA. O júri composto por 31 elementos, incluindo o jornalista da SIC, Rui Pedro Reis, como representante português, elegeu um modelo que, na verdade, serve três marcas. O Citroën Berlingo, ou seja, o Peugeot Rifter, o que também significa o Opel Combo recolheram a maioria dos votos, acabando por arrebatar o prémio de melhor compra automóvel 2019 na Europa, no respeitante à relação preço/produto.

O modelo do Grupo PSA – que engloba as marcas Citroën, Peugeot e, desde há cerca de dois anos, a Opel – obteve o primeiro lugar com 14.076 pontos. O carro do ano, galardoado com prémio da melhor compra automóvel, venceu automóveis de renome como o novo Ford Focus, que ficou somente a 148 pontos do primeiro lugar, e o novo Toyota Corolla, com 13.846 pontos, ou seja, apenas a 82 pontos do Ford. Kia Ceed, Citroën C4 Cactus e o novo Dacia Duster completam, por ordem descendente, o top 6. A organização Autobest premeia, desde 2001, o carro do ano/a melhor compra automóvel, seguindo vários critérios, entre os quais, tecnologias disponíveis, design, conforto, peças em redes de distribuição e, claro, relação qualidade/preço.

Carro do ano: melhor compra automóvel. Porquê?


Com a aquisição da Opel, por parte do Grupo PSA, o Opel Combo passou a usufruir das tecnologias e “savoir faire” do grupo francês, liderado pelo português Carlos Tavares. Em Portugal, o veículo multiusos está maioritariamente associado a veículos comerciais, conceito que não atrai clientes que necessitam de um automóvel muito espaçoso e que, por motivos diversos, preferem uma carrinha convencional, ainda que mais limitada em termos de espaço.

 

Mas o trio franco-alemão Berlingo/Combo/Rifter parece estar decidido a mudar esse tipo de pensamento e a distinção de melhor compra automóvel para 2019 parece ser prova da estratégia PSA. O design dos novos modelos é moderno e em linha com a linguagem estética das respetivas marcas. O mesmo acontece com o interior, onde as consolas, volantes ou instrumentação se aproximam bastante do estilo dos modelos das respetivas marcas.

As versões de passageiros encontram um vasto leque de equipamento disponível, à semelhança de uma berlina, como cruise-control adaptativo, sistema de projeção de informações no para-brisas (head-up display), sistema de alerta de cansaço do condutor, câmaras traseiras 180 graus, entre outros. O Peugeor Rifter, por exemplo, pode oferecer até 19 sistemas de ajuda à condução, pouquíssimo comum neste segmento.

 

A qualidade dos interiores dos três veículos premiados também evoluiu face às gerações anteriores, com materiais resistentes, mais agradáveis ao toque e, também, à vista, com diversas soluções na decoração. O espaço para passageiros e bagagem é comum aos três modelos, ou seja, enorme, com verdadeiros três lugares traseiros e cerca de 775 litros contabilizados na bagageira do Berlingo.

Citroën Berlingo Multispace, Opel Combo Life e Peugeot Rifter assentam as suas capacidades de espaço e dinâmicas na plataforma RG5, que concilia a secção traseira do furgão com a parte dianteira da plataforma EMP2, disponibilizada em grande parte dos modelos PSA.

Além de 40 kg mais leve, por exemplo, no Citroën Berlingo, esta plataforma “híbrida” permite utilizar as modernas soluções em termos de motores e caixas de velocidades, melhorar significativamente o conforto e comportamento dinâmico e manter um elevado volume na bagageira e espaço para os ocupantes. A junção entre plataformas permite ainda a oferta de duas variantes, com cinco e sete lugares, ou seja, com 4,4 metros e 4,75 metros de comprimento, respetivamente.

 

Os melhores motores da casa

As motorizações disponíveis nos vencedores de melhor compra automóvel 2019 são idênticas a outras mecânicas já existentes. Tal como a plataforma e outros elementos partilhados dentro do Grupo, também as mecânicas servem os propósitos destes MPV. O Diesel é uma opção quase obrigatória neste tipo de veículo, com o 1.5 HDi (denominação nas marcas francesas) a fazer as honras da casa, com potências de 75, 100 e 130 cavalos.

Também partilhado com os carros de Rüsselsheim, como o Opel Crossland, por exemplo, o motor 1.2 a gasolina encontra-se ao serviço com opção de 100 e 130 cavalos de potência. As novas tecnologias disponíveis nestes modelos trazem outras vantagens como, por exemplo, caixa automática de oito velocidades, pouco usual em automóveis de passageiros derivados de comerciais.

As novas dimensões de carroçaria e as soluções de plataforma e chassis acabam por “encostar” os Berlingo/Combo/Rifter ao estilo dos SUV. O Peugeot Rifter, por exemplo, pretende distinguir-se dos “irmãos” fazendo uso de uma suspensão mais elevada em 23mm e pneus mais altos, crescendo 3,5cm na altura ao solo. A Peugeot já deu a conhecer, inclusive, uma outra variante, especialmente preparada pela Dangel, com tração integral e preparação para todo o terreno.

Veja também: