Publicidade:

O que fazer ao encontrar o seu carro danificado no estacionamento?

Encontrou o seu carro danificado no estacionamento? Saiba o que fazer para tentar resolver a situação, sem ter de lidar com a mesma sozinho.

O que fazer ao encontrar o seu carro danificado no estacionamento?
Pode ainda ser possível identificar o culpado

Encontrar o carro danificado no estacionamento pode pôr fim a uma tarde de diversão, a uma noite memorável ou a uma dia em família, da forma mais desagradável. Por menor que seja o dano no automóvel, nunca é agradável encontrá-lo com riscos, amolgadelas ou algo pior, sem que o culpado tenha tido a coragem de assumir e deixar uma nota.

Podemos culpar os espaços apertados nos parques de estacionamento, ou o azar/falta de jeito de outro condutor, mas os azares também acontecem e estas situações são bastantes comuns. Em vez de se ir embora do local bastante irritado, saiba que há sempre alguma coisa que pode fazer para ter justiça no caso de encontrar o carro danificado no estacionamento.

Carro danificado no estacionamento: o que fazer em 5 sugestões


estacionamento

Enumeramos algumas ações que pode levar a cabo no caso de encontrar o carro danificado no estacionamento. Tome nota.

1. Não mova o carro

Faça o que fizer, não mova o automóvel, nem abandone o local onde terá encontrado o carro danificado no estacionamento. Ligue para as autoridades para que estas venham registar o caso, sem deslocar o automóvel – esta é uma questão de extrema importância.

2. Tire fotografias e apontamentos

Tire fotografias aos danos causados e escreva, com o máximo detalhe possível, uma descrição do que aconteceu, dos danos, balizas temporais em que poderá ter ocorrido, etc. Qualquer detalhe pode ser importante.

3. Política do parque

Alguns parques de estacionamento podem ter uma política para estes casos. Infelizmente, a grande maioria descarta qualquer responsabilidade em caso de danos, mas, imaginemos que encontrou o carro danificado no estacionamento de um centro comercial onde fez compras. Saiba que está protegido pelo Código de Defesa do Consumidor. Isto aplica-se tanto a parques pagos como gratuitos. Aqui dão jeito as fotos e a descrição dos acontecimentos. Pode enviar, em carta registada e com aviso de receção, às entidades, nomeadamente à Associação de Defesa dos Direitos do Consumidor (DECO). Não deite fora o bilhete do parque, pode vir a dar jeito como prova.

4. Verifique a existência de câmaras

Apesar de as imagens registadas nas hipotéticas câmaras do parque só valerem como prova se não forem ilícitas, pode tentar perceber o que aconteceu para provocar o dano e até encontrar testemunhas oculares. Tente informar-se junto da gestão do parque se se tratam de câmaras verificadas e autorizadas.

5. Acione o seguro

Caso o seguro do seu automóvel tenha cobertura para tos de vandalismo, avance com o acionamento, junto da sua seguradora.

Ao lidar com atos de vandalismo e até danos acidentais e inofensivos, a prevenção acaba por ser a melhor política. Pratique um estacionamento “responsável”, para si e para os vizinhos. Mantenha o espaço adequado, sempre que possível; prefira estacionar em locais iluminados e movimentados, não deixe objetos à vista, prefira lugares nas extremidades das filas, sempre que estiverem livres. Deste modo também evita danificar outro veículo.

Veja também: