Publicidade:

Crédito consolidado: vantagens e desvantagens

Fique a par do que é o crédito consolidado: vantagens e desvantagens. Saiba se agregar todos os crédito num só é a solução ideal para si.

Crédito consolidado: vantagens e desvantagens
O crédito consolidado vale a pena?

O crédito consolidado consiste em juntar diferentes créditos – como crédito habitação, crédito automóvel, outros créditos ao consumo, cartões de crédito e também seguros – num só, ficando a pagar uma única mensalidade. Esta estratégia tem sido adotada por muitas famílias com dificuldades financeiras que querem ter alguma folga financeira. Fique, então, a par do que é o crédito consolidado: vantagens e desvantagens.

Crédito consolidado: vantagens e desvantagens a que deve estar atento


Vantagens

credito consolidado: vantagens e desvantagens

1. Redução da mensalidade

A redução da prestação mensal que paga pelos seus créditos é uma das principais vantagens do crédito consolidado. É em parte consequência da redução da taxa de juro – por reunir todos os créditos num só. Em vez de ter várias prestações para pagar, passa a ter apenas uma só, com um valor inferior à soma das antigas prestações. A redução da prestação mensal resulta também do aumento do prazo do crédito.

2. Facilidade e comodidade

Esqueceu-se que amanhã vence a prestação do crédito automóvel? Falhou a prestação do cartão de crédito e, por isso, terá que pagar um montante acrescido de juros? Com o crédito consolidado dificilmente aconteceria uma situação destas uma vez que a prestação vence em determinada data e existe apenas uma data e uma única instituição financeira com a qual interage. É mais simples, cómodo, economizará tempo e será mais fácil controlar a sua conta bancária e eliminar penalizações por pagamentos atrasados.

3. Prazos mais dilatados

O crédito consolidado é uma operação de reestruturação da dívida e por isso já proporciona prazos maiores que os que existiam até então, mesmo para dívidas de longo prazo.

Tem a possibilidade de dilatar ainda mais o prazo se juntar uma hipoteca. Ou seja, caso um dos créditos a consolidar seja crédito habitação, poderá usufruir de prazos compatíveis com este horizonte para créditos de curto prazo, além das taxas de juro neste tipo de crédito serem menores.

4. Segurança

A redução da prestação mensal do crédito permite-lhe ficar com mais dinheiro no fim do mês, ficando com uma folga financeira para o mês seguinte, o que lhe dará uma sensação de segurança. Poderá juntar esse dinheiro que lhe sobra nos sucessivos meses e aproveitar para utilizá-lo para amortizar o seu crédito, reduzindo assim o valor a pagar.

5. Possibilidade de construir uma almofada financeira

Associada à segurança está também a possibilidade de ter liquidez adicional e de poder, com o dinheiro que sobra todos os meses, fazer uma poupança. Esta almofada financeira poder-lhe-á ser útil para fazer face a despesas essenciais ou a situações imprevistas, sem precisar de recorrer a mais crédito e mais dívidas.

Desvantagens

credito consolidado: vantagens e desvantagens

1. Duração do período da dívida

Embora a dilatação do prazo para pagamento da dívida seja uma coisa boa, pois permite pagá-la em prestações mais suaves, esta possibilidade também tem o reverso da medalha: o encargo com a dívida dura mais tempo.

Com o aumento do prazo para pagamento da dívida aumenta também a dependência financeira em relação à instituição credora. De facto, é este aumento do prazo da dívida que permite a redução drástica das prestações. No entanto, embora possa ser positivo, também tem um lado negativo, uma vez que vai significar um prazo de pagamento bastante mais alargado, podendo em alguns casos representar uma ligação para o resto da vida.

2. Pagamento de juros por mais tempo

Quanto menos pagar mensalmente mais tempo demorará a pagar o total do crédito, assim como continuará a pagar juros. Isto para dizer que o valor do total do crédito poderá ser muito superior ao que inicialmente pediu.

3. Comissão de amortização

Quando opta por fazer um crédito consolidado normalmente tem que pagar outros pequenos créditos e por vezes estes possuem uma comissão de amortização, ou seja, exigem o pagamento de determinada quantia para os pagar mais rapidamente. No entanto, as respetivas comissões de amortização, dependendo do tipo e da quantidade de pequenos créditos, podem ser elevadas e não compensar o valor que irá pagar.

4. Tentação para abrir os cordões à bolsa

Ter mais dinheiro disponível no fim do mês pode ser interpretado como mais dinheiro disponível para o consumo. Apesar do crédito consolidado lhe proporcionar uma liberdade financeira significativa, pode também significar uma grande tentação para o consumo. Todos os cuidados são poucos!

Duas dicas para lidar com as desvantagens do crédito consolidado


credito consolidado: vantagens e desvantagens

Encontre o valor máximo de equilíbrio

O que leva as famílias a consolidarem os seus créditos? A resposta pode ser conseguir um bom equilíbrio entre a mensalidade a pagar e o prazo de pagamento. No entanto, baixar o valor da prestação mensal exige atenção e contas.

Querer baixar a prestação ao máximo não é uma solução racional porque vai dilatar muito o prazo de pagamento. É preferível optar por encontrar um valor máximo de equilíbrio que pode pagar sem afetar o seu orçamento familiar e optar por reduzir significativamente o prazo de pagamento.

Analisar bem o contrato de crédito consolidado

Analisar muito bem todas as cláusulas do contrato, mesmo as letrinhas mais pequenas e as taxas a que estará sujeito, vai evitar que pague algo sem o seu conhecimento.

O crédito consolidado pode ser útil e uma mais valia, desde que bem utilizado e desde que sejam cumpridas as regras de segurança. Boa poupança!

Veja também:

Catarina Gonçalves Catarina Gonçalves

Catarina Gonçalves é economista, com experiência em finanças, gestão e inovação estratégica. Estudou economia porque queria entender o modus operandi do mundo. Apaixonada pelo conhecimento, das letras às ciências, sem esquecer a música, adora criar, discutir ideias e desenvolver projetos em equipa. Foi coautora de vários livros e colaboradora em diferentes publicações. Acredita que tudo tem um propósito e um tempo certo para acontecer. Coleciona experiências e viagens.

O E-Konomista disponibiliza e atualiza informação, não presta serviços de aconselhamento fiscal, jurídico ou financeiro. O E-Konomista não é proprietário nem responsável pelos produtos e serviços de terceiros apresentados, por conseguinte não será responsável por quaisquer perdas ou danos que possam resultar de quaisquer imprecisões ou omissões. A informação está atualizada até à data apresentada na página e é prestada de forma geral e abstrata, tratando-se de textos meramente informativos, pelo que não constitui qualquer garantia nem dispensa a assistência profissional qualificada. Se pretender sugerir uma atualização, por favor, envie-nos a sua sugestão para: [email protected].