Qual a melhor areia para gatos? Nós dizemos-lhe

Se já se perguntou muitas vezes qual a melhor areia para gatos, nós temos a resposta que procura e, ainda, dicas para uma caixa de areia sempre limpa.

“sponsored by fidelidade”
Qual a melhor areia para gatos? Nós dizemos-lhe
Sílica, aglomerante ou mineral?

Quando falamos sobre a melhor areia para gatos, devemos ter em conta uns quantos aspetos. Primeiro, a frequência com que os gatos urinam e a regularidade com que o dono recolhe os dejetos influencia e muito a duração da areia.

Assim, a melhor areia para gatos pode variar de acordo com a disponibilidade que o dono tem ou não para limpar a caixa, o local onde ela está colocada e, principalmente, as necessidades e caraterísticas do gato. Fundamental é não descurar na limpeza e lembrar-se que as areias para gatos reduzem a transmissão de várias doenças.

Descubra qual é, afinal, a melhor areia para gatos


Em 2014, a DECO Proteste fez o estudo. A Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor testou em laboratório quatro modelos de areia mineral, seis modelos de aglomerados e cinco modelos de sílica, de forma a avaliar a sua composição e o seu grau de eficácia na absorção de líquidos e de odores. Os resultados foram inequívocos e vamos apresentá-los de seguida.

Todavia, importa referir que a maioria das areias para gatos disponíveis no mercado são eficazes a absorver a urina, apenas nem todas conseguem eliminar o odor dos excrementos tão eficazmente. Além disso, devemos lembrar-nos que cada gato é diferente e a frequência com que urina irá também influenciar a duração da areia do seu caixote.

Areia do gato: frequência da limpeza e cuidados a ter

Qual a areia com melhor relação qualidade/preço? A DECO responde

Pérolas de sílica

As pérolas de sílica são as grandes “vencedoras” desta investigação da DECO. Com efeito, com base na pesquisa levada a cabo, estas pérolas, formadas por microcristais, apresentam-se como o tipo de areia mais eficaz no que toca a absorver a urina do gato e minimizar os odores dos excrementos do animal.

O custo mensal (10€) pode ser um pouco mais elevado, se comparado com outras opções, mas vale bem a pena, tendo em conta o seu grão de eficácia na absorção de líquidos e redução de odores desagradáveis. Quando substituir? Quando a sílica começar a ficar amarela.

Mas, há outras opções a considerar…

Há outras soluções disponíveis no mercado que também pode experimentar, devendo conhecer os seus prós e contras.

Areia aglomerante

A areia aglomerante é composta por argilas denominadas “bentonite” e apresenta um custo anual muito elevado (superior ao das pérolas de sílica!) e o seu nível de eficácia na absorção de odores é muito inferior ao da sílica. Porém, esta areia tem também vantagens, sendo uma escolha prática para remover os excrementos do gato, sem ter de substituir todo o conteúdo da caixa, já que quando o gato urinar, irá formar-se uma espécie de aglomerado sólido.

Areia mineral

Para quem tem como prioridade encontrar uma solução mais barata, a areia mineral pode ser a escolha mais indicada, já que tem um custo mensal de apenas 3,83€. Contudo, tenha em mente que ela não é muito eficaz a absorver urina, nem a eliminar o odor dos excrementos do gato. Esta areia tem um tom cinzento e é composta por um mineral absorvente denominado “sepiolite” e deve ser mudada com mais regularidade (quase diariamente) do que as outras areias. Levanta pó e alguns gatos podem “rejeitá-la”.

Areia de grão fino

Esta areia é recomendada nos primeiros meses de vida do gato e é composta por uma combinação de areias. É aconselhada essencialmente por não ferir as patinhas do bichano.

Areia ecológica

Esta é uma opção menos utilizada e conhecida, tratando-se de um tipo de “areia”, produzido à base de pequenos grãos de madeira. Apresenta uma boa absorção, controlo de odores e durabilidade, além de ser biodegradável. Não levanta pó, mas precisa ser “peneirado” diariamente para remover os dejetos.

Caixas de areia para gatos


areia do gato

Caraterísticas essenciais

  • O tamanho da caixa deverá ser de um gato e meio.
  • A areia deve ter 7 centímetros de altura.
  • A caixa deve ser num material facilmente lavável.
  • Uma caixa fechada permite maior privacidade, retém o odor e evita que a areia se espalhe.
  • Qualquer tabuleiro ou caixa de plástico pode funcionar como caixa de areia, desde que seja impermeável e fácil de lavar.
  • A caixa deve ser colocada longe da água e da comida do animal e posta num sítio acessível e reservado.
  • Tenha sempre uma caixa extra, caso a outra se suje ou danifique.

Descubra mais sobre a toxoplasmose >>

Dicas para a higienização das caixas

  • Retire os excrementos do gato pelo menos uma vez por dia, usando uma pá específica para o tipo de areia que utiliza.
  • Substitua de 10 em 10 dias, ou sempre que começar a sentir o odor da urina, a areia da caixa.
  • Prefira caixas de areia com paredes alta ou fechadas, para evitar que a areia “escape” para fora da caixa.
  • Coloque bicarbonato de sódio no fundo da caixa de areia, para evitar maus odores.
  • Aplique filtros de carvão ativado nas grelhas existentes no topo das caixas fechadas.
  • Lave as mãos com água e sabão, após mexer na caixa de areia do seu gato.

Outro aspeto importante quando falamos da melhor areia para gatos, é o de evitar areias perfumadas e com pó, pois isso pode causar alergias no bichano.

Por essa razão, deve também evitar alterar com muita frequência o tipo de areia que compra, já que os gatos nem sempre se adaptam bem a essas mudanças de areia. Se o seu gato deixou de usar a caixa de areia e, recentemente, você comprou uma areia diferente, é bem provável que esse comportamento do felino seja uma forma de manifestar a sua rejeição à nova areia. Por isso, a melhor areia para gatos pode variar de felino para felino.

Veja também: