Publicidade:

Tem o perfil certo para emigrar? Descubra

Tomar o grande passo de viver noutro país é sempre uma decisão cheia de dúvidas e incertezas. Será que ter o perfil certo para emigrar?

Tem o perfil certo para emigrar? Descubra
Descubra se tem o perfil certo para emigrar

As características de um emigrante, decerto, são as mesmas que as de qualquer pessoa que procura o sucesso. A grande diferença é que um emigrante vai procurar o sucesso num espaço geográfico situado fora da sua zona de conforto, do sítio a que chamamos lar, casa, ou pátria.  Quais são os traços do perfil certo para emigrar e ser bem sucedido nessa demanda? Vamos descobrir alguns.

Descubra se tem o perfil certo para emigrar


Todas as pessoas que sejam adaptáveis, flexíveis e resilientes podem ter sucesso quando emigram; daí que não se possa dizer taxativamente que existe um perfil certo para emigrar. Dizemos-lhe, no entanto, quais são as caraterísticas pessoais que contribuem para encetar (e sobreviver a) esta demanda pelo sucesso num país que não é o nosso.

Os 5 melhores países para emigrar em 2018

  • Acreditar que, independentemente da nossa proveniência, podemos colocar o nosso talento e as nossas competências a funcionar para o bem comum.
  • Um voraz apetite para aprender. Estar em contacto com outras culturas e outras pessoas exige que se tenha um apetite natural por aprender e conhecer tudo o que daí advém: novas línguas, novas culturas, etc.
  • Estar disposto a fazer o que for preciso. Estar e mostrar-se sempre disponível para fazer o que for preciso, incluindo ajudar, ser cooperativo, é fundamental. No entanto, aliado a este fator deverá estar um outro não menos importante: ter um plano de ação sólido e consistente, ter grandes e bem definidos objetivos. Portanto, fazer o que for preciso, mas tendo sempre em vista o seu grande foco, a curto, médio ou longo prazo. É isso que vai definir o que queremos, de forma a não perdermos de vista os nossos objetivos pessoais e profissionais enquanto emigrantes. Sempre que surgirem dificuldades, são estes objetivos que o vão guiar, qual farol no meio da tempestade. E as dificuldades, em contexto de emigração, podem ser bem mais desafiantes do que as que surgiriam no seu país de origem.
  • Vontade de se superar a si e aos outros. Aprender a trabalhar de forma consistente, de forma a ganhar uma base sólida de confiança, seja por parte dos clientes ou dos colegas de trabalho, é o primeiro grande passo. Assim que conquistar isso, está aberto o caminho para se tornar exceciona.
  • Demonstrar gratidão para com as outras pessoas. Ter gratidão perante as outras pessoas dá um brilho especial às suas atitudes e aos seus resultados. Agradecer pelas pequenas coisas. Perceber quando as pessoas fazem as coisas certas e agradecer profunda e sinceramente. Reservar um tempo para escrever notas de agradecimento. Notas pessoais a expressar gratidão têm um poder incrível – e isso ser-lhe-á muito útil para criar bases sólidas num país estrangeiro.
  • Nunca esquecer as suas raízes. Por mais importante que seja lembrar o passado e as lições que se aprendeu, é igualmente importante abraçar o aqui e agora para que você possa apreciar plenamente as oportunidades à sua frente. Incluídas nas raízes estão certamente muitas pessoas – a sua família atual, os seus antepassados, os amigos, etc. Ter presente que houve alguém que lutou para que possa usufruir das condições e oportunidades de vida que agora tem.
  • Ter capacidade para arriscar e não jogar apenas pelo seguro. O terreno, que lhe é estranho, é propício a isso. O emigrante já não está na sua zona de conforto, e talvez por isso mesmo hesita menos em dar passos em frente, em arriscar.

Se considera que tem o perfil certo para emigrar, e se pensa que essa decisão trará vantagens a nível profissional, arrisque! Mas vá em segurança: consulte sites fidedignos de ofertas de emprego, como o EURES, e faça a verificação das propostas de trabalho antes de sair do país com a ajuda da Secretaria das Comunidades. Boa sorte!

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.