Publicidade:

Planear carreira internacional: tudo o que precisa de saber

Está na hora de espalhar o seu talento e competências pelo mundo? Temos 10 dicas para saber como dar o passo seguinte: planear carreira internacional.

Planear carreira internacional: tudo o que precisa de saber
Como planear carreira internacional em 10 dicas

Planear carreira internacional, porquê e como? Muitas vezes “não há volta a dar” – seja porque o nosso país não oferece suficientes oportunidades na nossa área profissional, seja porque ambicionamos uma remuneração mais alta, porque surge um convite, ou porque simplesmente queremos ter uma experiência profissional noutro contexto geográfico e cultural – e o melhor é mesmo fazer as malas e rumar para outro porto.

Planear carreira internacional: 10 dicas


Independentemente das razões, encetar uma carreira internacional é um grande passo, e, uma vez tomado, há que fazer algum planeamento para que tudo corra de feição. Vamos então dar-lhe dez dicas para planear carreira internacional.

Visto de trabalho: como obter o seu?

1. Entender a cultura do país para onde se vai

“Perder” algum tempo a tentar compreender e assimilar algumas noções básicas acerca da cultura do país de destino é sempre muito importante. Lembre-se de que para que tudo corra bem nas relações pessoais e profissionais, com os seus novos colegas de trabalho, ou os novos clientes, é importante entrar com o pé direito. Se for conhecedor da identidade cultural e valores culturais próprios do novo país, as chances de se entrosar melhor e mais rapidamente aumentam. E quando falamos em identidade cultural, falamos de algo mais profundo do que a forma de cumprimentar no primeiro contacto ou a expressão certa para dizer “boa tarde”; tratam-se de hábitos profundamente enraizados e cujo impacto nas rotinas de trabalho só compreenderá algumas semanas ou meses depois de se instalar no país. Seja paciente e esteja aberto a aprender!

2. Conheça as regras, leis e condições que lhe oferecem na empresa

Lembre-se de se inteirar completamente de todas as condições de trabalho que lhe oferecem. Por exemplo, por muito que possa auferir um bom salário, de que lhe vale se não lhe oferecem casa num país onde a habitação é extraordinariamente cara?

3. Solicitar um visto de trabalho

Lembre-se de que irá precisar de solicitar um visto de trabalho, que é a sua permissão legal para poder trabalhar noutro país. Sem um visto não é possível simplesmente trabalhar de forma legal no estrangeiro. Cada país oferece condições específicas para a sua obtenção, e sendo assim é melhor é tratar desse assunto com a máxima antecedência.

Como conseguir um visto de trabalho. Saiba mais >>

4. Ajuste as competências ao novo país e ao novo trabalho

Pode parecer algo óbvio, mas por vezes esse facto é negligenciado. Não se esqueça de dar uma vista de olhos no seu CV, e faça o update que for necessário. Não se esqueça que é importante que lá esteja referido por exemplo que sabe falar e escrever na língua mãe do país para onde se desloca. Verifique também se o seu grau académico é reconhecido e com que equivalência no país de destino.

5. Conheça o sistema bancário

Pesquise pelas condições que os bancos locais lhe oferecem antes de fazer um depósito ou investimento.

visto de trabalho

6. Peça apoio de “recolocação” ao novo chefe ou a uma empresa de “relocation services”

Muitas vezes os empregadores oferecem vários apoios em relação à sua recolocação, isso é uma situação normal, por isso não se acanhe e informe-se junto da empresa sobre todo o tipo de apoio que lhe poderão dar, nomeadamente ao ajudarem a encontrar casa, a transportar os seus bens, a fazer as mudanças, a encontrar uma escola para os seus filhos, entre outros.

7. Conheça os seus potenciais concorrentes

Podemos estar familiarizados com o país para o qual nos deslocamos ou pode ser uma experiência totalmente nova. Independentemente disso, é importante tentar perceber de antemão os desafios que o esperam, que tipo de competências a empresa valoriza mais, e menos, e quem são os seus novos colegas de trabalho, de forma a tentar perceber como vai encaixar no novo sistema de trabalho.

Descubra aqui 12 passos para planear a sua viagem >>

8. Informe todos sobre a sua nova situação profissional…

… E despeça-se em conformidade dos seus colegas, familiares, e amigos. Esta é uma boa oportunidade para fortalecer os laços que criou no seu país de origem, e dedicar um tempo e uma palavra a todos o que a merecem.

9. Adote uma postura de flexibilidade

Provavelmente a sua melhor amiga quando abraça uma carreira internacional: a flexibilidade é uma qualidade que quase de certeza irá ter que colocar em prática, de forma a adaptar-se bem à nova realidade.

10. Estude, ou planeie uma visita de estudo, no ou ao país para onde se vai mudar

Uma das formas de iniciar uma carreira internacional, é ir estudar para o país onde se pretende fixar. Ou fazer uma visita mais curta para averiguar tudo sobre o seu futuro destino.

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.