Como escolher o melhor serviço de armazenamento online

Segurança e privacidade dos dados, sincronização de conteúdos e acessibilidade são garantias que deve exigir de um serviço de armazenamento online. Mas há muito mais que deve saber.

“sponsored by fidelidade”
Como escolher o melhor serviço de armazenamento online
Tenha em conta a opinião dos seus parceiros de negócio

Para escolher o melhor serviço de armazenamento online é essencial saber como o seu negócio funciona e ter bem definidos todos seus procedimentos e estruturas de atuação.

Este conhecimento garante-lhe que a entrada na cloud, por exemplo, não vai ter um efeito prejudicial no seu desenvolvimento e que pode garantir uma estratégia de segurança eficaz para não comprometer informações essenciais sobre sua organização ao colocar sistemas de Tecnologias de Informação (TI) online.

Para escolher o serviço de armazenamento online que melhor se adequa às suas necessidades, deixamos-lhe aqui algumas estratégias para avaliar e analisar as diferentes ferramentas que os operadores destes serviços lhe podem oferecer.

Escolher o melhor serviço de armazenamento online em 8 passos


serviços de armazenamento online

1. Defina que tipo de serviço precisa

Existem três grandes áreas de serviço dentro de uma cloud:

a) Serviço IaaS (Infraestrutura como Serviço)

A sua empresa pode optar pela utilização de servidores remotos, montando na cloud uma estrutura de TI completa. Este tipo de serviço ajuda as empresas a reduzir custos na aquisição e gestão dos seus próprios servidores ou infraestruturas físicas para gestão de dados.

O fornecedor passa a fazer a gestão da infraestrutura, mas cabe à empresa comprar, instalar, configurar e gerir sistemas operativos, middleware e aplicações.

b) Serviço SaaS (Software como Serviço)

Neste caso, a sua empresa está a contratar uma ou várias aplicações que são acedidas pelos seus colaboradores através da cloud. Entre alguns exemplos comuns incluem-se o e-mail, o calendário e as ferramentas do Microsoft Office. Neste caso, o fornecedor do serviço gere o hardware e o software.

Esta solução permite às empresas colocar mais rapidamente em funcionamento aplicações (sem a instalação máquina a máquina, exceto se forem necessários plug-ins locais) e a custos mínimos por utilizador (evita ter de comprar várias licenças).

c) Serviço PaaS (Plataforma como Serviço)

Esta é uma das soluções mais comuns para serviços de armazenamento online, sobretudo para as empresas que atuam no desenvolvimento de sistemas. Este tipo de serviço oferece um ambiente completo de desenvolvimento e implementação dentro da cloud.

Inclui infraestrutura (servidores, armazenamento e rede), o chamado midleware, as ferramentas de programação, serviços de business intelligence (BI) e sistemas de gestão de bases de dados.

2. Escolha entre uma cloud privada, pública ou híbrida

Os modelos de clouds públicas estão disponíveis na web através dos servidores da empresa que fornece o serviço. É na Internet que tudo é partilhado e os recursos, ainda que configurados para as necessidades de cada empresa, são padronizados. São serviços mais baratos, mas que podem não ir ao encontro das necessidades mais específicas de alguns negócios.

Nos modelos privados, a cloud funciona num servidor da empresa. A nuvem é desenhada pela própria empresa que consegue dar resposta a todas as necessidades reais e específicas do seu negócio. O acesso continua a ser feito através da web ou através de uma rede interna privada. Neste caso, a empresa perde as vantagens de reduzir custos com o investimento em servidores/equipamentos e na gestão do seu funcionamento.

Os modelos híbridos combinam a utilização de recursos privados e públicos conforme as estratégias de atuação da empresa. Combinar serviços de uma nuvem pública mais económica com as garantias de segurança extra e maior adaptabilidade de uma nuvem privada pode ser uma boa solução.

3. Exija um bom apoio ao cliente

É através do serviço de apoio ao cliente que a sua empresa vai conseguir resolver qualquer problema que possa aparecer e é através dele que os seus utilizadores podem pedir ajuda ou esclarecer dúvidas. Informe-se sobre o tipo de atendimento que o seu fornecedor oferece.

Prefira atendimento 24 horas por dia, 7 dias por semana, com expectativas de tempos máximos de resolução de problemas bem estimadas e definidas.

4. Facilidade em escalar a estrutura do serviço

O objetivo é que o serviço de cloud se adapte ao crescimento do seu negócio, permitindo uma fácil adaptação da sua estrutura às necessidades presentes da sua empresa. Se não estiver em causa o crescimento, mas sim o processo contrário, também deverá ser fácil livrar-se de funcionalidades das quais já não precisa, poupando preciosos recursos em tempo de crise.

Adicionar ou subtrair pacotes do serviços com facilidade e simplicidade deve ser uma característica a ter em conta na sua escolha. Saiba de antemão como é que os pedidos de alterações aos recursos contratados são efetuados e executados para não ter surpresas desagradáveis.

5. Exija fatores de segurança

Quando se está a escolher um serviço de armazenamento online, esta é, como é óbvio, uma questão prioritária. Analise com cuidado as políticas de segurança e privacidade praticadas pelo fornecedor do serviço que pretende escolher.

Fatores mínimos a exigir: capacidade para guardar em segurança passwords de acesso e envio de dados através de protocolos de encriptação.

6. Deve ter acesso à melhor tecnologia

O mundo das tecnologias de informação está em constante movimento e evolução, os serviços de cloud não são exceção. Ao contratar um serviço, deve saber exatamente como é que o seu fornecedor faz atualizações nas suas infraestruturas, protocolos e softwares de TI e como é que essas atualizações se repercutem nos serviços prestados à sua empresa.

Esta é uma questão particularmente importante no que diz respeito ao tema da segurança e privacidade de dados pessoais. A pressão que as regras do RGPD (Regulamente Geral de Proteção de Dados) impõem sobre as empresas e o crescente profissionalismo e agressividade dos ataques cibernéticos, exigem melhorias tecnológicas constantes. Equipamentos ou serviços desatualizados podem tornar um serviço, que era inicialmente competente, um verdadeiro desastre.

7. Procure fornecedores credíveis

Compare informações com os clientes dos serviços que está a avaliar e preste atenção aos comentários das outras empresas e organizações sobre os mesmos. Se trabalha em parceria com clientes ou fornecedores que já contrataram um serviço de cloud, avalie as suas considerações, queixas e recomendações para fazer uma boa escolha.

8. Procure o equilíbrio certo entre custo e benefício

O barato pode sair caro, também na escolha de um serviço de armazenamento online. Analise toda a nossa lista e compare os diferentes fornecedores em cada um dos campos, tendo sempre em mente as necessidades da sua empresa.

Os contratos finais devem ser bem avaliados para que fiquem totalmente definidos os direitos e as obrigações de ambas as partes envolvidas e nunca recuse recursos extra pelo preço, sem pedir à sua equipa de TI que avalie as vantagens que estes podem trazer.

A filosofia deverá ser a mesma que utiliza quando compra o cadeado que proteja a sua bicicleta na rua: tal como não faz sentido gastar milhares de euros num cadeado para proteger uma bicicleta de baixo custo, não faz sentido investir pouco quando pode perder muito.

Veja também: