Publicidade:

Tweed: tudo o que precisa de saber sobre o tecido favorito de Chanel

Quando pensamos em tweed pensamos, imediatamente, em Chanel. Conheça a história deste tecido e algumas peças em tweed que vale a pena comprar.

Tweed: tudo o que precisa de saber sobre o tecido favorito de Chanel
Sinta-se ainda mais elegante este inverno

Sabia que o tweed, ao ínicio, não se chamava tweed? Pois é, o tecido de lã que começou a ser produzido nas ilhas Hébridas, na Escócia, inicialmente era conhecido como “tweel”. Só que, uma vez que era vendido em larga escala, acabou por ser incorrectamente apelidado por um comerciante inglês de tweed. E, o nome pegou. Tanto que, hoje em dia, poucas são as pessoas que sabem que o tecido um dia se chamou tweel.

E, como provavelmente saberá foi Coco Chanel – uma das mais importantes estilistas de moda francesa – quem colocou o tweed no palco das tendências, eternizando-o. Corria o ano de 1954, quando Gabrielle, inspirada no estilo masculino, criou o casaco de tweed feminino que permitia uma maior liberdade de movimentos.

O casaco de tweed – imagem de marca da Chanel – passou assim  a aparecer em todas as colecções, até aos dias que correm.

Com efeito, este é um tecido quente e elegante, que permite criar coordenados confortáveis e sofisticados. E, mesmo que não possa ter um Chanel, há várias outras opções em tweed acessíveis aos comuns mortais. Veja abaixo.

Tweed: 8 peças para comprar esta estação


Blazer

O blazer de tweed é uma das peças mais versáteis para usar no inverno. Pode usá-lo tanto com jeans num coordenado mais casual, como com umas calças pretas de cintura alta para ir trabalhar. Ou seja, adapta-se a todas as ocasiões do dia a dia. E, o melhor de tudo: estará sempre uentinha e confortável.

 

Preço: 79,99€ Ver produto>>

Saia jardineira

As jardineiras de saia em tweed não são para todas as mulheres mas se gosta, esta em verde é uma boa opção. Para usar com botas de cano alto e uma camisola quente por baixo. Ou com ténis e uma camisa. Tudo dependerá do seu estado de espírito e do lugar para onde vai.

 

Preço: 29,95€ Ver produto>>

Casaquinho

Claramente inspirado nas criações da francesa Chanel, este casaquinho de tweed é a escolha perfeita para todas as mulheres que gostavam de ter um original mas não podem. Super feminino e elegante, é para usar e abusar. Se o estimar, vai durar anos.

 

Preço: 79,95€ Ver produto>>

Saia

Também as saias em tweed fazem lembrar, e muito, os tão aclamados desfiles da Chanel. Como dão um ar mais feminino ao coordenado, se quiser desconstruí-lo combine, por exemplo, com umas botas militares. Mas se o seu estilo for mesmo super feminino, então opte por combinar com uns sapatos de salto alto e uma carteira bonita.

 

Preço: 89€ Ver produto>> 

Vestido

Os vestidos em tweed são, também eles, peças femininas e confortáveis. Ou seja, sabe aqueles dias em que acorda cheia de pressa e não sabe bem o que vestir? Arrisque um vestido neste tecido invernal com um casacão e com umas botas. Vai sentir-se bonita sem esforço. Lembre-se que pode também usá-lo para uma ida ao cinema com as amigas ou para ir tomar um copo de vinho com a sua cara metade. Basta mudar os acessórios.

 

Preço: 39,99€ Ver produto>> 

Boina

Se gosta de tweed mas quer usá-lo apenas em apontamentos e não em roupa, uma boina pode ser uma boa aposta. Para além de lhe manter a cabeça e as orelhas quentes, confere muito estilo ao coordenado. Isto significa que, mesmo que esteja com umas calças de ganga e uma camisola básica, o look vai ficar imediatamente mais giro com a boina. Se não acredita, experimente.

 

Preço: 22,99€ Ver produto>> 

Como vê, estar cheia de pinta na estação fria não custa assim tanto.  Se não tem a certeza se gosta de peças em tweed, vá até à Zara ou à Mango e experimente algumas. Caso goste, aproveite o tempo frio e adira a este tecido atemporal. Temos a certeza que irá sentir-se ainda mais bonita e com mais estilo.

Veja também:

Catarine Martins Catarine Martins

Licenciada em Direito pela Universidade de Coimbra, trocou as leis pela escrita e a cidade dos estudantes pelo Porto. Pelo meio, transformou a eterna paixão pela moda num blog, o Le Fashionaire e assumiu, com orgulho, que o jogo das palavras é o seu preferido.