Publicidade:

Prós e contras de trabalhar ao domingo

Trabalhar ao Domingo é, cada vez mais, uma realidade para muitas pessoas. Descubra o que implica fazê-lo e no que se traduz.

Prós e contras de trabalhar ao domingo
O que implica trabalhar do Domingo para a sua vida pessoal e profissional

Muitas pessoas, mais cedo ou mais tarde, já tiveram ou terão a experiência de ter que trabalhar ao Domingo. Não interessa que tipo de trabalho está em causa – poderá ser uma atividade de qualquer tipo: a sensação, as vantagens e desvantagens de se trabalhar ao Domingo são comuns a todos!

Trabalhar do Domingo: implicações na sua vida pessoal e profissional


A generalidade das pessoas não encara como agradável a ideia de trabalhar ao Domingo, prescindindo de momentos preciosos de descanso, convívio familiar e entre amigos. É a pensar nesta realidade que os legisladores beneficiam quem o faz, compensando quem abdica do chamado “descanso semanal obrigatório”.

horário de trabalho

Trabalhar ao domingo: prós e contras

No final de 2017 mais de um milhão de pessoas trabalhava ao Domingo, o que representa uma subida de 11,3%, comparando com o ano de 2011. A ideia de trabalhar no dia de descanso semanal por excelência jamais será consensual: há quem aprecie a ideia de trabalhar no dia de descanso da maioria dos trabalhadores, e há quem encare esse facto como o pior dos azares, o seu maior pesadelo. Ambas os lados da discussão são compreensíveis. Vamos ver porquê.

Vantagens de trabalhar ao domingo

Eis os pontos a favor de trabalhar ao domingo:

1. Recebe a dobrar – até ao ano passado as pessoas ainda se podiam queixar que a compensação não era justa, mas este ano a mesma foi reposta, e os trabalhadores que laboram neste dia da semana voltaram a receber a dobrar.

2. Menos trânsito – se trabalhar ao Domingo o trânsito típico das horas de ponta (início da manhã e final da tarde) não se faz sentir.

3. Mais potencial de receita – independentemente do tipo de área de atividade de que estejamos a falar, trabalhar ao Domingo geralmente significa mais dinheiro a entrar, ou mais quantidade de trabalho a ser produzida. Particularmente para as lojas ou estabelecimentos de venda ao público, a abertura ao Domingo pode ser muito vantajosa, pois é o dia da semana com maior fluxo de pessoas em zonas comerciais.

4. Mais disponibilidade para realizar determinadas tarefas– se faz parte da sua atividade colocar em prática as suas capacidades de multi-tasking, o Domingo é o dia ideal para vencer essa batalha com maior facilidade. Se precisar de mover-se por vários pontos da cidade, como já referimos, o pouco volume de trânsito irá facilitar-lhe a vida. Os próprios clientes deverão estar com menor carga de stress do que num dia da semana, por isso será mais fácil lidar com os mesmos.

5. Quando chegar o seu dia de descanso, que será num dia útil, terá vantagens – numa folga durante a semana pode fazer o mesmo que faria no Domingo caso fosse o seu dia de descanso, mas com algumas vantagens; as filas para o cinema estarão mais vazias, os restaurantes menos cheios, o ginásio com um ambiente mais calmo, etc.

6. Tirar partido de ficar bem visto perante os colegas e a entidade patronal – no caso de haver uma empresa em que haja a possibilidade de optar entre trabalhar ao Domingo ou não, optar pelo sim traz a vantagem de poder cair nas boas graças dos seus colegas e do seu patrão, ao mostrar uma postura disponível, interessada, e flexível.

Centenas de ofertas de emprego para vendedores

Desvantagens de trabalhar ao domingo

Eis os pontos a desfavor:

A ideia de sair na noite de Sábado para se divertir com os amigos transforma-se numa miragem. A responsabilidade de se encontrar bem física e psicologicamente no dia seguinte para trabalhar compele a ter-se mais cuidado em dormir as horas de sono de que se precisa; por outras palavras, a sua noite de sábado transforma-se, subitamente, numa noite de domingo.

Não poder passar o dia com a família poderá ser o fator de maior insatisfação para quem trabalha ao Domingo. Tudo piora quando nos apercebemos que esse dia, nesse aspeto, é insubstituível, já que no nosso dia de descanso semanal não vamos poder estar com família, pois provavelmente os filhos estarão na escola e o cônjuge a trabalhar.

O que diz a Lei sobre o trabalho no dia de descanso semanal obrigatório?

Perante a lei, independentemente da profissão ou área de atividade, o Domingo é considerado o dia da semana de descanso obrigatório do trabalhador. Leu bem: o seu cumprimento obedece à obrigatoriedade. Mas tal não significa que todas as empresas fechem ao Domingo – caso um trabalhador trabalhe a um Domingo, a sua remuneração correspondente a esse dia aumenta em 100%, ou seja, recebe o dobro em relação a um dia de trabalho semanal, aos dias úteis. A mesma situação se aplica aos feriados.

Conheça o regulamento do horário de trabalho >>

Qual passa então a ser o dia de descanso do trabalhador que trabalha ao Domingo?

Quem trabalha a um Domingo tem que cumprir obrigatoriamente pelo menos um dia de descanso semanal. Nestes casos, em que os trabalhadores estão sujeitos a trabalhar a um Domingo, o dia de descanso semanal será outro. Note-se que estamos a falar apenas de um grupo de empresas e atividades que pura e simplesmente não podem encerrar porque é dia de descanso, tais como:

  1. atividades de vigilância ou limpeza;
  2. exposições ou feiras;
  3. atividade que decorre no dia de descanso dos restantes trabalhadores;
  4. quando o funcionamento da empresa ou sector não pode ser interrompido;
  5. empresas que não estão obrigadas a encerrar um dia completo por semana.

Todas as empresas e os respetivos trabalhadores que não se encontram nas situações descritas anteriormente, não exercerão qualquer atividade profissional ao Domingo.

De referir ainda que a lei prevê a possibilidade de, por instrumento de regulamentação coletiva de trabalho ou contrato de trabalho, poder ser instituído um período de descanso semanal complementar, contínuo ou descontínuo, em todas ou algumas semanas do ano.

Benefícios para os trabalhadores da mesma família

Nem tudo é negativo! Os legisladores preocuparam-se em providenciar alguma concordância no usufruto dos dias de descanso por parte de trabalhadores que trabalhem ao domingo e exerçam atividade profissional na mesma empresa ou organização. A saber: no caso de os trabalhadores do mesmo agregado familiar que trabalhem na mesma empresa o pretenderem, podem requisitar à entidade patronal que o dia de descanso semanal coincida.

Veja também:

Catarina Reis Catarina Reis

Consultora de carreira com mais de 10 anos de experiência, possui formação superior em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia. É naturalmente curiosa, desenvolvendo múltiplos projetos paralelos que envolvem a Fotografia, a Música, o Marketing Digital e o Cinema.