Luana Freire
Luana Freire
20 Jan, 2019 - 09:18
3 receitas de caldo verde: tradicional, na Bimby e light

3 receitas de caldo verde: tradicional, na Bimby e light

Luana Freire

A história do caldo verde faz parte da identidade do norte de Portugal. Conheça aqui uma das 7 maravilhas da gastronomia nacional.

O artigo continua após o anúncio

Sentar-se à mesa e comer comida de conforto. Há algo de melhor que sugira para hoje, ao final do dia? A nossa sugestão é encerrar os seus dias de fim de semana ou de trabalho com um caldo verde quentinho no prato, preparado de forma simples e seguindo uma destas 3 deliciosas formas de preparo – tradicional (com cheirinho à casa da avó), na Bimby (para não perder muito tempo na cozinha) e light (para manter a linha sem perder pitada de sabor).

Já se sabe: o caldo verde é uma das 7 maravilhas da gastronomia portuguesa, tendo como ingredientes principais a batata e a couve galega. Neste prato, tipicamente nacional, reina o ADN português…  E, por isso mesmo, ele é consumido com relativa frequência nos lares de todo o nosso país. Aí em casa também e assim?

Caldo verde: sabores do norte

receitas de caldo verde

Será que sabe qual é a história do caldo verde português? Acredita-se que esta tradicional sopa portuguesa terá origem no norte do país, onde os lavradores usavam os ingredientes que tinham em maior abundância para produzir uma sopa saborosa e que saciasse os comensais.

Embora não existam registos que nos possam especificar a data de origem desta receita, pensa-se que ela deverá ter nascido no século XV – mas admite-se a possibilidade de ser ainda mais antiga do que isso.

Uma das partes fundamentais do caldo verde é a rodela de chouriço, que costuma se acrescentada já no prato ou tigela em que é servido, e que lhe confere um toque excecional de contraste com os sabores da batata e da couve.

Tradicionalmente o caldo verde é também acompanhado por broa de milho e é um dos pratos mais fortes dos santos populares em todo o território nacional.

Receita tradicional de Caldo Verde

Ingredientes
2l água
450g batata
500g couve galega
Chouriço
Sal e azeite q.b.

Modo de preparação

O artigo continua após o anúncio
  1. Numa panela, coloque a água ao lume com um pouco de sal e as batatas descascadas, partidas em metades ou em quartos.
  2. Quando as batatas estiverem cozidas, passe o caldo com a ajuda de uma varinha mágica.
  3. Depois, deve segar a couve, isto é, cortá-la em tiras bastante finas, deitando-as de seguida no caldo
  4. É altura de adicionar um fio de azeite.
  5. Após levantar fervura, deixe cozinhar por apenas 2 a 3 minutos.
  6. Sirva a sopa com uma rodela (ou mais) de chouriço.

Receita de Caldo Verde Bimby

Ingredientes
1 lt de água
200 gr de cebola
300 gr de batata
2 dentes de alho
250 gr de couve de caldo verde
100 gr de chouriço, às rodelas
50 gr de azeite
Sal q.b.

Modo de preparação

  1. No copo da Bimby, coloque a água, as batatas (cortadas), a cebola, os alhos e o sal. Na Varoma, coloque a couve e programe por 25 min/Varoma/vel 1 .
  2. De seguida, retire a Varoma, feche com o copo de medida e programe por mais 1 min/vel 5 a 7 (deve ir aumentando de forma progressiva a velocidade).
  3. O próximo passo é, através do bocal localizado na tampa da Bimby, incorporar as rodelas cortadas de chouriço e a couve do seu caldo verde.
  4. Junte o azeite indicado e programe por mais 2 min/100°/vel 1.
  5. Por fim, retifique o sal e os temperos.
  6. Se o caldo ficar mais espesso do que gostaria, basta que incorpore um pouco mais de água. Está pronto a servir!
  7. Sirva com uma fatia de pão ou tostinhas e bom apetite!

Receita de caldo verde light

Ingredientes
4 unidades de couve galega
2 unidades de couve-flor
2 cebolas (previamente raladas)
4 c. de sopa de azeite
Sal a gosto

Modo de preparação

  1. Lave bem a couve-flor e pique bem.
  2. Refogue a couve-flor na cebola até que comece a dourar.
  3. Tempere a gosto e cozinhe o caldo em pouca água.
  4. De seguida, nata no liquidificador, ou no robot de cozinha, com água. Lembre-se que a quantidade de água deve ser suficiente para que o caldo fique grossinho – afinal, a couve-flor não engrossa tanto quanto a batata do caldo verde tradicional.
  5. Leve tudo ao lume médio e junte a couve galega picada ou fatiada.
  6. Deixe ferver por cerca de 5 minutos que a couve galega fique verdinha.
  7. Não adicione carnes como o chouriço. Lembre-se: o objetivo do caldo verde light é, exatamente, ser light. Bom apetite!

O caldo verde é, de facto, uma sopa deliciosa e um dos maiores cartões postais de Portugal. Um dos segredos do seu rico paladar é que a couve galega, por ser cortada em tiras muito finas, deixa passar rapidamente o seu sabor para o caldo.

Preparado para deliciar-se?

Veja também: