Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
André Brito
André Brito
07 Ago, 2018 - 17:10

7 belas cidades para redescobrir Portugal

André Brito

Existe muito mais Portugal para além de Lisboa, Porto e da costa algarvia. Conheça as cidades em Portugal que o turismo de massa ainda não descobriu.

7 belas cidades para redescobrir Portugal

Com cidades e regiões que dispensam quaisquer apresentações como Lisboa, Porto, Alentejo, Costa Algarvia e Douro, Portugal tem-se posicionado como um dos principais destinos para as férias de turistas de todos os cantos do mundo. Mas, e que tal fugir à confusão dos destinos mais procurados e ir à descoberta de algumas das melhores cidades em Portugal que o turismo de massa ainda não descobriu, enriquecendo os seus conhecimentos sobre a cultura e a história do nosso país?

Partilhamos consigo uma lista das cidades e regiões portuguesas que não constam dos principais roteiros turísticos, que lhe darão toda uma nova perspectiva do nosso país.

7 cidades em Portugal para redescobrir

1. Bragança

braganca

No nordeste de Portugal, junto à fronteira com Espanha, encontra-se esta encantadora cidade medieval, considerada a capital da região de Trás-os-Montes. Alguns dos principais pontos de visita obrigatória são o castelo do século XII e o Parque Natural de Montesinho. Apesar da cidade ser uma das mais tradicionais e históricas de Portugal, Bragança encontra-se numa das regiões menos visitadas do país.

2. Guimarães

guimaraes

Esta cidade do norte do país, a sensivelmente 50km do Porto, carrega o peso histórico de “o berço da nação”. Não se deixe enganar pelas ruas de paralelepípedos de aspecto medieval nem pelo centro histórico, Guimarães acompanhou a evolução dos tempos e pode ser tão cosmopolita e vibrante como qualquer cidade de maior referência urbana. Capital Europeia da Cultura em 2012, Guimarães é um verdadeiro museu a céu aberto. No ano anterior, em 2011, o New York Times já havia revelado essa atmosfera prevendo que a cidade estava em ascensão para se tornar o centro cultural de Portugal. Em Guimarães não poderá deixar de visitar o supracitado centro histórico (classificado desde 2001 como Património Mundial pela UNESCO) nem o castelo que viu nascer o primeiro Rei de Portugal.

3. Aveiro

aveiro

Aveiro é conhecida pelos canais e barcos confundidos com gôndolas, o que torna difícil não apelidá-la de Veneza portuguesa. Mas o brilho e a tonalidade colorida de Aveiro, dos típicos moliceiros e das casas ao longo da ria, dão uma personalidade própria à cidade e ofuscam a tendência para comparações fáceis. As cores brilhantes em torno da cidade podem rotulá-la como pitoresca, mas é a abundância de edifícios Art Nouveau que colocam Aveiro no mapa como a cidade museu deste estilo arquitetónico em Portugal. Não se esqueça de dar um passeio de barco e de provar os típicos e saborosos ovos moles.

4. Viseu

viseu

Uma das cidades esquecidas em Portugal, que mais tem crescido. Alguns dos melhores vinhos de Portugal provêm da região do Dão, da qual Viseu é uma das maiores cidades (ainda que bastante pequena). No centro histórico de Viseu, poderá encontrar um pouco de tudo: castelos, obras e construções medievais, jardins, casas senhoriais e obras de arte do mais notável pintor renascentista do país, Vasco Fernandes, que pode ser visto no Museu Grão Vasco. Outra referência da cidade e da região é a gastronomia, que reflete muitas das receitas mais tradicionais de Portugal.

5. Coimbra

coimbra

Coimbra combina a melancolia do Fado com a vitalidade da juventude como nenhuma outra cidade do país. Desdobrando-se suavemente sobre o rio Mondego, com um deslumbrante cenário montanhoso, a “cidade dos estudantes” é mundialmente conhecida por ser a casa de uma das maiores e mais antigas Universidades do Mundo, mas infelizmente é uma das cidades esquecidas em Portugal. Face à sua posição estratégica e à energia criativa que provém da massa estudantil local, Coimbra tem vindo a conquistar o estatuto de um dos mais importantes centros culturais e empresariais do país. É a combinação única do coração e da alma de uma pequena cidade envolta em vibrações urbanas de uma cidade maior.

6. Tomar

tomar

Conhecida como a cidade dos Templários pela sua ligação histórica aos Cavaleiros da Cruzada Cristã no século XII, o evento cultural mais famoso em Tomar é aquele que está enraizado na celebração pagã da colheita em honra da deusa romana Ceres (Festas dos Tabuleiros), e que foi posteriormente cristianizado pela Rainha Isabel. Deixe-se deslumbrar pela arquitectura do século XII e XV, que inclui a praça medieval. Visite o Castelo de Tomar, o Convento de Cristo e as outras fortalezas e igrejas que outrora serviram de residência e sede dos Cavaleiros Templários. Há também o Castelo de Almourol, ao sul da cidade, que acredita-se ser assombrado pelo fantasma de uma princesa antiga e ainda a Sinagoga, o único templo hebraico proto-renascentista que existe em Portugal. Uma cidade cheia de lendas e tradições que não pode perder.

7. Évora

evora

Considerada por muitos como a capital da região alentejana, em Évora encontrará outro dos mais belos e importantes centros históricos e culturais de Portugal. O templo romano de Diana, o estilo miscigenado da Catedral e a arrepiante Capela dos Ossos são pontos de interesse por excelência, mas esta cidade murada no meio do Alentejo é muito mais que estes conjunto de marcos históricos. Os eborenses são tão calorosos como as temperaturas que por lá se fazem sentir regularmente, e têm à sua espera uma das mais respeitadas cozinhas e vinhos de todo o Mundo.

Veja também: