Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
Patrick Antunes
Patrick Antunes
31 Jul, 2018 - 13:21

Como criar uma app: guia de procedimentos

Patrick Antunes

Conquiste o seu cantinho no mundo mobile depois de aprender como criar uma app. Dizemos-lhe tudo o que precisa, passo a passo.

Como criar uma app: guia de procedimentos

Desde 2008, com o lançamento da App Store, milhões de apps foram criadas. Existem aplicações para todos os gostos, desde jogos a educação, de redes sociais a aplicações sem sentido algum – sim, estamos a falar da Virtual Lighter, por exemploÉ possível que, em algum momento, se tenha lembrado de uma solução para um problema e pensado sobre como criar uma app.

Mas, como todas as grandes ideias, tem que haver organização e método para tirar o melhor partido dessa experiência e, assim, ter uma app bem conseguida.

Criar uma app: comece por assentar ideias em papel

como criar uma app

1. Defina objetivos

Idealize e escreva num papel aquilo que realmente pretende da sua app. Isto não só facilitará o seu processo criativo como também evitará que o desenvolvimento se desvie do plano original.

2. Seja realista

Decida quais são os recursos de que necessita para executar a sua ideia. “Vai precisar de uma equipa? É uma app que requer muitos updates no futuro?” são algumas das perguntas que deve fazer e, dependendo das respostas, aja de acordo.

3. Plano de marketing e monetização

Seja a app o seu próprio negócio ou um apoio à sua empresa, é necessário que tenha um desenvolvimento sustentável. É importante definir como é que a sua ideia se vai tornar em lucro e como vai manter a sua app em constante evolução sem correr o risco de “falência” da aplicação.

Uma app paga, micro-transacções ou subscrição são alguns dos modelos de negócios mais rentáveis. Decida qual é o que mais se adequa à sua ideia.

4. Desenhe e redesenhe

Um dos primeiros passos para o sucesso ao criar uma app é desenhar e visualizar a sua ideia. Defina o layout, decida o que quer colocar e onde colocar, tente tudo. Mas nunca se esqueça do propósito da app.

Qual é a ação principal dos utilizadores? Que informação colocar em cada ecrã? Questione, visualize e não sature a sua app com conteúdo desnecessário. Depois de comprar outra sebenta e, finalmente, terminar os desenhos da sua app, tem que a passar para o mundo digital.

Como criar uma app: passe para o digital

como criar uma app

1. Wireframes

Wireframe é o esqueleto da sua app que demonstra de forma direta a arquitetura da sua aplicação. É neste passo que vai dar mais claridade e funcionalidade aos desenhos que fez anteriormente. Pode utilizar qualquer programa de desenho ou até vários websites.

2. Plataformas

iOS, Android e Windows são as plataformas utilizadas para publicar o produto final depois de criar a app. Cada plataforma tem as suas próprias regras, o seu próprio código e o seu preço. Faça uma pesquisa no website das lojas e informe-se de tudo o que tem que pagar e os passos a seguir.

Na AppStore, a subscrição tem um valor de 99$ pagos anualmente e é o mais caro das 3 opções (25$ únicos para Android e 19$ para Windows).

3. Programação

Este é o passo mais complicado de como criar uma app. Existem websites que oferecem este serviço dizendo que não precisa de saber programação para fazer uma app e que é só arrastar uns botões e já está. Não se deixe enganar. Pode fazê-lo mas no fim não terá uma app bem construída e profissional.

Diferentes plataformas têm diferentes linguagens. Para iOS, a sua app tem de ser programada em Objective-C ou Swift, para Android tem de programar em Java (não é a única linguagem mas é a fundamental) e para Windows tem de programar numa variedade de linguagens – C# ou C++ com XAML, C++ com DirectX ou JavaScript com HTML/CSS.

4. Testar e publicar

Durante o processo de desenvolvimento é importante que teste a sua app. Não só para descobrir erros que passaram na fase de programação como para testar a fluidez e funcionalidade da sua aplicação.

Nunca é demais testar. É preferível testar dezenas de vezes do que deixar o utilizador descobrir esses erros. As plataformas de publicação têm algumas ferramentas que lhe permitem testar a sua app ou pode utilizar emuladores dos smartphones.

Depois de desenvolver a sua app e testar, é altura de publicar. Na AppStore é necessário enviar a aplicação para ser testada pela Apple que, no fim, pode não ser publicada se não for de encontro às regras da plataforma. Para Android tem de publicar utilizando a Google Play Developer Console e para o Windows é simplesmente publicar na loja Windows Phone.

Veja também